PUBLICIDADE

Topo

Para continuar vendo a previsão do seu signo, é fácil e rápido

Energias para 2022 cultivam relações: descubra a cor e o número do novo ano

Azul índigo ativa a visão daquilo que é mais sutil por ser ligado ao chakra frontal - Wojtek Skora/Getty Images/iStockphoto
Azul índigo ativa a visão daquilo que é mais sutil por ser ligado ao chakra frontal Imagem: Wojtek Skora/Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa

28/12/2021 04h00

Inúmeros fatores influenciam, direta e indiretamente, no desenrolar de um ano. Ao lado de planetas e movimentos cósmicos, cartas de tarô e orixás, os números e as cores também carregam energia que refletem no ciclo de doze meses. Neste 2022, o número 6 e o azul índigo vão impactar diferentes setores, tanto na vida pessoal quanto na coletiva.

A definição do algarismo não é à toa. Vem do resultado da soma de todos os dígitos do novo ano - no caso, 2 + 0 + 2 + 2 = 6. "Esse número carrega um significado relacionado, sobretudo, ao casamento, à amorosidade, à harmonia e à família. Então, entendemos que será um ano que fará bem para todas as relações", afirma Luana Sudré, especialista do Astrocentro.

Assim, a turma solteira e disponível pode estar bem perto de encontrar um mozão para chamar de seu, enquanto os que namoram tendem a dar um passo a mais na relação, mesmo que seja morar junto. "Já os casados estão propensos a encontrar mais harmonia dentro da relação que já está sendo cultivada", argumenta Luana.

Mas não é só. O número universal 6 também enaltece a beleza e a estética. Isso significa que as pessoas tendem a se relacionar melhor com o espelho, trabalhando cada dia mais o amor-próprio e investindo na autoestima.

Detalhe: quando se fala em ano universal, significa que todos os indivíduos serão atingidos pela mesma energia. Mas, à parte, cada pessoa tem seu "ano pessoal". "A numerologia entende que todos passam por 9 ciclos da vida que, depois, reiniciam essa jornada. O ano pessoal é sobre o ano em que apenas a pessoa está e que a influencia exclusivamente", salienta Luana.

Cálculo na astrologia: como será seu ano pessoal

É fácil calcular esse número individualizado. O processo é basicamente o mesmo utilizado para definir o número universal, mas deve-se adicionar os dígitos referentes ao dia e mês de nascimento.

Por exemplo: alguém que veio ao mundo em 20 de agosto (20/08) terá o 7 como número pessoal. Para chegar até esse algarismo, deve ser feita a conta abaixo, (quase) sempre buscando reduzir a um dígito.

Antes disso, vale lembrar que os únicos resultados que não devem ser reduzidos são 11 e 22, considerados números-mestres, ou seja, a repetição de algarismos potencializa sua energia. Vamos às contas:

2 + 0 + 0 + 8 = 10, logo: 1 + 0 = 1

Na sequência, devem ser somados os algarismos do ano em questão:

2 + 0 + 2 + 2 = 6

E, por fim, todos os resultados somados:

1 + 6 = 7

É por isso que quem nasceu no dia 20 de agosto tem o 7 como número pessoal em 2022. A partir daí, é possível saber quais características serão estimuladas no novo ciclo, em cada indivíduo, como aponta Luana Sudré:

  • Ano pessoal 1: liderança e força
  • Ano pessoal 2: união e cooperação
  • Ano pessoal 3: comunicação e criatividade
  • Ano pessoal 4: segurança e estabilidade
  • Ano pessoal 5: liberdade e transformação
  • Ano pessoal 6: harmonia e afeição
  • Ano pessoal 7: autoconhecimento e espiritualidade
  • Ano pessoal 8: justiça e objetividade
  • Ano pessoal 9: universalidade e humanitarismo
  • Ano pessoal 11: intuição e sensibilidade
  • Ano pessoal 22: maestria e sabedoria

Azul índigo alivia tensões

O resultado da numerologia acarreta outras influências. O número 6 corresponde à cor azul índigo, ou simplesmente índigo, cuja energia também vai refletir bastante no novo ano.

Trata-se de um raio frio, localizando entre o azul e o violeta, que traz como principais características a consciência, o conhecimento, a purificação e a visão ampliada e relaxante.

Também é considerada tonalidade da sabedoria pela revelação. "Além de ser calmante e sedativa, fria e adstringente, a cor relaxa a mente para um contato maior com as esferas elevadas por meio da meditação", comenta Marcelo U. Syring, professor e cromoterapeuta.

Em seu livro "O poder das cores - um guia prático de cromoterapia para mudar a sua vida", lançado pela Luz da Serra Editora, o especialista explica que toda cor tem propriedades terapêuticas que contribuem para o equilíbrio físico, mental, energético, emocional e espiritual de uma pessoa.

No caso do índigo, ele acelera o processo de coagulação e age como anestésico e sedativo (físico), encoraja e promove expansão da consciência (mental), ativa a visão daquilo que é mais sutil por ser ligado ao chakra frontal (energético), ajuda a relaxar e estimula o lado prático com sabedoria (emocional) e torna as pessoas mais conscientes da experiência terrena, além de abrir o terceiro olho (espiritual), entre outros vários benefícios.

"É uma cor que leva ao autoconhecimento, possibilitando as pessoas observarem com mais profundidade certos fatos e situações que se manifestam. Além disso, proporciona relaxamento, discernimento, a busca de si mesmo e da espiritualidade", reforça Marcelo.

Falando em observação profunda, o índigo afetará o novo ano ampliando o campo de visão de mundo, dos fatos e situações. "Por tudo que aconteceu nos dois últimos anos, com a influência desta cor, em 2022 será bastante interessante observar como cada um se comportará, suas próprias sensações sobre si mesmo e o que está ao seu redor, de forma mais ampliada, enxergando coisas que antes não eram possíveis", afirma o especialista.

Cor no dia a dia

Segundo o cromoterapeuta Marcelo U. Syring, a cor pode ser adotada no vestuário ou na visualização mental quando a pessoa sentir que precisa de paz e tranquilidade, em momentos de meditação ou durante prática que traga relaxamento, como ouvir música tranquila. Mais recomendações:

  • Intensifique o uso de cristais lápis-lazúli, sodalita e fluorita. "São cristais poderosos, que contêm uma energia favorável em sintonia com as características do azul índigo. A sodalita, por exemplo, pode ajudar a abrir mais o chakra frontal, pois aumenta as percepções, o chamado terceiro olho. Ao fazer isso, facilita bastante a intuição".
  • Consuma frutas ou legumes com algum tom da cor, na casca ou pele, assim como ameixa, amora, uva, uva passa etc. Os alimentos carregam energia parecida com as contidas nos raios cromáticos e são opção para quem quer se beneficiar com as cores dentro do próprio organismo.
  • Use móveis ou objetos no tom índigo, sobretudo no quarto ou alguma área da sala, pois ele enche o ambiente de tranquilidade e sensação de relaxamento. Pintar paredes na cor tem a mesma função.
  • À noite, deixe uma luz acesa no quarto, pois cria uma atmosfera de calma, tranquilidade e relaxamento, proporcionando sono tranquilo e reparador. Também pode ser empregada na sala, pois é aconchegante e acolhedora.
  • Para estimular o chakra frontal, adote uma luz (tipo LED) ou um cristal ligado ao índigo sobre o local do rosto correspondente - centro da fronte, acima dos olhos.