PUBLICIDADE

Topo

Aos 9 anos, filha de Grazi é criticada: 'Pode causar prejuízos emocionais'

Grazi Massafera com a filha Sofia, de 9 anos - Reprodução/Instagram
Grazi Massafera com a filha Sofia, de 9 anos Imagem: Reprodução/Instagram

Mariana Gonzalez

De Universa

19/12/2021 14h22

Sofia, filha de Grazi Massafera e Cauã Reymond, tem apenas 9 anos, mas foi alvo de críticas à sua forma física, nas redes sociais. Na última semana, ela apareceu ao lado da mãe durante um passeio no shopping, no Rio. As fotos de paparazzi foram postadas em um perfil de fofoca no Instagram e receberam uma série de comentários maldosos.

A cobrança por padrões estéticos cada vez mais afeta crianças e adolescentes e, embora atinja meninos e meninas, são as meninas que sofrem mais com os impactos disso na vida adulta, diz a psicopedagoga Larissa Fonseca, que também é orientadora parental e especialista em desenvolvimento infantil e adolescente.

"A prática de body shaming contra crianças acontece cada vez mais cedo, o que pode causar prejuízos físicos e emocionais. E, com certeza, gera uma pressão maior sobre as meninas, porque vem acompanhado da adultização do corpo feminino, resquício de uma sociedade que ainda enxerga a mulher como um objeto a ser sexualizado, que deve servir a padrões para atender demandas masculinas."

Larissa explica, ainda, que a cobrança excessiva pode levar a distúrbios alimentares e a depressão.

"A estrutura corporal da criança é muito diferente da do adulto no tamanho dos órgãos, na ossatura. Querer encaixá-la em um padrão, a essa altura da vida, é mais grave ainda. Impacta na autoestima e pode fazer a criança ou o adolescente querer se alimentar de modo a alcançar um objetivo impossível. Ou até mesmo não se alimentar", fala.

"Esses comentários são relacionados única e exclusivamente à forma física, nunca à saúde", critica a psicopedagoga. "A formação física e emocional que se dá durante a fase de desenvolvimento, isso é, infância e adolescência, a pessoa leva para o resto da vida. Por isso, comentários como esses, que fazem críticas e cobranças em relação à estética, podem gerar distúrbios alimentares, depressão e insegurança."