PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Skintimates: já ouviu falar no skincare para a região íntima?

O ritual de autocuidado se estendeu para outras partes do corpo, inclusive para a região íntima, levando o mercado a produzir produtos específicos - Hangzhouphotolab/ iStock
O ritual de autocuidado se estendeu para outras partes do corpo, inclusive para a região íntima, levando o mercado a produzir produtos específicos Imagem: Hangzhouphotolab/ iStock

Karina Hollo

Colaboração para Universa

16/12/2021 04h00

A indústria do bem-estar sexual cresceu rapidamente após o período de isolamento social, com o prazer feminino na linha de frente. Isso levou a uma nova onda de marcas e produtos projetados para tirar qualquer conotação negativa do sexo e posicioná-lo como um componente essencial do autocuidado. A tendência até já ganhou nome: skintimates. "Inspirando-se no skincare, esses produtos são calmantes, limpam e protegem áreas íntimas com fórmulas transparentes e seguras", conta Bruna Ortega, diretora de contas e especialista de tendências na WGSN, empresa líder em tendências de comportamento e consumo.

Eles são voltados tanto para o cuidado e a higiene quanto para impulsionar o prazer sexual. "Com a higiene definida como uma preocupação contínua após a pandemia do coronavírus, os produtos desenvolvidos para tornar o sexo e o cuidado íntimo o mais seguro e discreto possível serão essenciais", continua ela.

Tem mais: no isolamento, muitas pessoas deixaram de sair e ter sexo casual com medo da contaminação. "A masturbação foi a principal fonte de prazer para muitas pessoas e isso ajudou a promover o autoconhecimento e os cuidados com a região íntima", analisa Marianna Assumpção, ginecologista e obstetra de São Paulo.

A rotina de skintimates, reconhecida como um recurso essencial para melhorar a qualidade de vida e condições mentais e físicas do nosso corpo, impulsionou o desejo de permanecer saudável e intensificar o prazer sexual ao mesmo tempo.

"Com a pandemia, a busca por preservação da saúde nunca teve tanta atenção como agora. A higiene se tornou uma preocupação contínua, presente no nosso dia a dia. Então, essa necessidade de cuidados com a região íntima vem de uma oportunidade de continuarmos com esse zelo pela vida e pelo bem-estar pessoal a partir de uma perspectiva de busca por uma vida mais saudável em todos os aspectos", diz Taís Calomeny, médica ginecologista de São Paulo.

Skincare + intimate = Skintimate

Skintimates são produtos voltados para a área íntima (tanto para a higiene quanto para o aumento do prazer sexual) que ganharam muito foco no último ano —e que são inspirados na indústria de skincare (cuidados com a pele).

O skincare surgiu como um ritual de autocuidado, as pessoas buscaram um momento para se dedicar aos cuidados faciais. O sexualcare é uma evolução natural desse movimento.

Marcella Maia, ginecologista obstetra pela Santa Casa de Misericórdia, de São Paulo, especialista em estética íntima

O ritual se estendeu para outras partes do corpo, inclusive para a região íntima, levando o mercado a produzir produtos específicos. "O interessante é que, no caso da região íntima, o fato de as pessoas dedicarem uma rotina de cuidados específica, fez com que diversas mulheres descobrissem sua sexualidade", observa ela.

Ponto para as gerações Y e Z

"Impulsionada por consumidores da Geração Z e da Geração Y, de mente aberta, a categoria de bem-estar sexual se tornou uma parte vital do ritual de autocuidado, reconhecida como crítica para a saúde física e mental", analisa Bruna. Os lockdowns decorrentes da pandemia incentivaram os consumidores a explorar e experimentar seu bem-estar íntimo.

Muitas mulheres buscaram o autoconhecimento. Produtos voltados para o bem-estar sexual auxiliaram nesse processo de (re) descoberta da sexualidade.

Marcella Maia, ginecologista

Resultado: aumento marcante nas vendas de produtos em todo o mundo. "Na Índia, a demanda por itens de bem-estar sexual cresceu 65% no ano passado, por exemplo. Já a marca norte-americana Maude arrecadou US$ 3,7 milhões em financiamento inicial em novembro de 2020 e, no ano passado, a varejista Bluemercury expandiu sua gama de 12 produtos e quatro marcas em 2019 para 50 produtos de higiene íntima de 14 marcas este ano", continua ela. E aí surgiram marcas como Womaness, LBDO, Baûbo e Maude.

"Cada vez mais as mulheres têm procurado tratamentos para a região íntima em busca de prevenção de envelhecimento, alívio de desconfortos e para fins estéticos", diz Marianna. "Podemos usar hidratantes internos (para a parte vaginal) e cremes externos para a região de pequenos e grandes lábios, além de virilha. Esses produtos podem ser associados a outros tratamentos, como laser, melhorando seu efeito", sugere Marianna.

Mulher massagem - javi_indy/ iStock - javi_indy/ iStock
Skincare para a região íntima é tendência
Imagem: javi_indy/ iStock

A vulva, assim como outras partes da pele do corpo, sofre com o envelhecimento e alterações hormonais e cuidados de skincare para essa região podem prevenir ou retardar o surgimento dos sinais de idade. "Essa tendência tem inclusive influenciado as mulheres acima dos 40-50 anos que querem prevenir sintomas genitais que possam surgir com a diminuição de produção de hormônios", observa Marianna.

Cuidados com vagina e vulva são importantes para prevenir que a região sofra com a diminuição de hormônios que ocorre após a menopausa, por exemplo. "A diminuição do estrogênio (principal hormônio feminino) diminui o turgor e o viço da pele como um todo, mas esses sintomas são ainda mais pronunciados na região genital. Além disso, irritações e ressecamento local podem tornar a relação sexual dolorosa e pouco prazerosa, por isso, ter produtos próprios para a região íntima facilita o tratamento. Todas essas afecções sempre foram pouco valorizadas e pouco faladas mas a presença destes produtos no mercado traz luz à necessidade de cuidados com a região íntima", diz Marianna.

Muito além do gel lubrificante

O que ainda poucas mulheres sabem é que existe uma variedade de produtos muito grande para garantir o cuidado da região íntima. E essa preocupação vai além do uso de géis. Produtos como cremes, óleos e lubrificantes, tratam a região e proporcionam benefícios para três frentes específicas: higiene íntima, bem-estar sexual e cuidados diários com a região.

Os skintimates abrangem desde a higiene íntima até os produtos para a hora do sexo e cuidados com a pele íntima, como pós-depilação e assaduras. "A maioria utiliza matéria-prima natural, que não modifica o pH da região genital", fala Marcella.

"São lubrificantes que aliviam dor e desconforto no ato sexual, causados por ressecamento vaginal. São produtos à base de jambu que trazem sensações diferentes para o casal. E séruns que auxiliam no clareamento da região vulvar, que tende a escurecer por causa de variações hormonais, além de cremes e óleos com propriedades calmantes para assaduras e foliculites, e espumas de limpeza que dão a sensação de refrescância", continua a médica.

Séruns, hidratantes para os lábios vaginais e tratamentos clareadores são inovações que prometem revolucionar esse nicho. "Anteriormente, os produtos eram encontrados apenas em sex shops e os óleos íntimos e de massagem eram só para o uso sexual. Agora, com o crescimento da demanda por skincare, esses produtos são indicados para o tratamento de questões cotidianas como irritação, ressecamento e higiene", fala Taís.

Conexão entre saúde e bem-estar sexual

Saúde sexual é qualidade de vida. E esse movimento é uma oportunidade de se conectar com o seu corpo de uma forma nunca antes experimentada, com menos tabus. "A conexão da saúde física e mental e do bem-estar íntimo é fundamental para uma estabilidade emocional e física do corpo feminino. Além disso, quando elas se encontram em perfeito equilíbrio, aspectos como a autoconfiança são afirmados e a mulher passa a se sentir bem consigo mesma", garante Taís.

O principal benefício dessa tendência? O equilíbrio das percepções femininas sobre seu próprio corpo. "Estamos caminhando muito bem para o despertar de mulheres incríveis e mais confiantes", finaliza Taís.

Para experimentar

B.O.B Íntimo - Divulgação - Divulgação
B.O.B Íntimo
Imagem: Divulgação

B.O.B Íntimo

Preço sugerido: R$ 43,50

Primeiro sabonete íntimo em barra, 100% livre de plástico e recomendado para todas pessoas com vulva. Com Manteiga de Ucuuba, que hidrata criando uma camada protetora sobre a pele, Ácido Lático Vegetal para manter a flora saudável, e Nano Lipídeos que impedem a proliferação de fungos e bactérias indesejáveis.

Espuma de limpeza natural, Nuaá - Divulgação - Divulgação
Espuma de limpeza natural, Nuaá
Imagem: Divulgação

Espuma de limpeza natural, Nuaa

Preço sugerido: R$ 65

Com tangerina, copaíba e quinoa + prebióticos, o produto promete higienizar e hidratar a superfície da vulva, promovendo uma sensação de frescor prolongada.

Enjoy Sexual Care, Simple Organic - Divulgação - Divulgação
Enjoy Sexual Care, Simple Organic
Imagem: Divulgação

Enjoy Sexual Care, Simple Organic

Preço sugerido: R$ 59

Lubrificante à base de água, com ácido hialurônico e aloe vera. Desenvolvido para lubrificar, hidratar, além de restaurar a umidade da região.

Gel Beijável com Extrato de Aroeira, Dyo - Divulgação - Divulgação
Gel Beijável com Extrato de Aroeira, Dyo
Imagem: Divulgação

Gel Beijável com Extrato de Aroeira, Dyo

Preço sugerido: R$ 107

O Gel Beijável provoca leve aquecimento e excitação, tornando a região de aplicação mais sensível, potencializando o prazer.

Gel Vibratório Jambu Vibes, Lubs - Divulgação - Divulgação
Gel Vibratório Jambu Vibes, Lubs
Imagem: Divulgação

Gel Vibratório Jambu Vibes, Lubs

Preço sugerido: R$ 89

Superconcentrado, ele é conhecido por sua ação de aquecimento prolongado e sensação vibratória. Algumas gotas já são suficientes —o efeito é intenso. Enriquecido com D-pantenol e ácido lático, que ajudam a reequilibrar o pH.

Beleza