PUBLICIDADE

Topo

Enfeites da árvore de Natal atraem boa sorte e felicidade. Saiba quais usar

iStock/Getty Images
Imagem: iStock/Getty Images

Claudia Dias

Colaboração para Universa

30/11/2021 04h00

Além de enfeitar a casa nesta época do ano, a árvore de Natal é, literalmente, coberta de simbolismos. Os enfeites que formam sua decoração representam diferentes desejos pessoais, além de atraírem sorte, alegria, proteção e bênçãos para os moradores. É por isso que alguns itens são vistos como obrigatórios para a estrutura.

"Para os estudiosos do esoterismo, a ideia da árvore de Natal vai além da imagem de um simples pinheiro decorado, pois representa a 'árvore da vida" e uma forma de atrair todas as boas vibrações emanadas nesse período", argumenta Luiz Netto, terapeuta vibracional e mestre em Feng Shui.

Da mesma forma, os enfeites representam tudo o que as pessoas desejam de positivo para as próprias vidas, além de simbolizarem as forças espirituais que abençoam a todos neste período.

"É primordial termos em mente a importância de cada enfeite no momento em que decoramos a árvore, e que estejamos vibrando o positivo e determinando a renovação em nossas vidas a partir dessa montagem", ressalta Luiz Netto.

A seguir, o especialista lista quais elementos são bem-vindos em uma árvore. Detalhe importante: se as peças forem antigas, é melhor limpá-las com água de colônia de alfazema diluída em água, antes de posicioná-las na árvore. "Isso irá renovar as vibrações de amor e bem-estar", explica. Se desejar, pode-se fazer o mesmo procedimento com itens novos.

Toda árvore tem que ter

Bolas

Enfeite mais comumente usado para decorar as árvores, as bolas simbolizam força e proteção. "Tradicionalmente eram doze, representando os 'doze Cavaleiros da Távola Redonda', que defendiam e protegiam os interesses da igreja", diz Luiz Netto.

Além do mais, o círculo em si já retrata defesa - é como se estivéssemos em uma redoma de vidro, livres do mal e da negatividade.

Anjos

É bom tê-los como enfeites, pois são representantes da criação e fazem a conexão entre o céu e a terra. "São os mensageiros de Deus e carregam a sabedoria do 'Trono Divino', abençoando a família com paz e harmonia", conta o especialista.

Sinos

Quando utilizados em número de três, simbolizam a santa trindade - Pai, Filho e Espírito Santo. "Sinos na árvore atraem o positivo e purificam a casa contra todo o mal, anunciando boas-vindas à energia de união e confraternização", relata.

Bengalas doces

As charmosas bengalas vermelhas e brancas, assim como enfeites em formato de doces e pirulitos, simbolizam a força e a doçura. Emanam o amor e representam o poder para superar os obstáculos, que podem surgir no novo ano que se aproxima.

Festão

Símbolo da união e da comunhão entre os povos, o festão é um item que faz com que todos se conectem, compartilhando a mesma vibração de prosperidade que circula pelo mundo nesta época do ano.

Luzes

Já as indispensáveis luzinhas natalinas representam o brilho e a iluminação que todos desejam ter no coração.

Ponteira de estrela

O acessório em formato de estrela representa o espírito de cada pessoa. Posicionada no topo da árvore, a ponteira simboliza a elevação da alma e o nascimento de uma nova consciência, voltada à paz e à realização pessoal.

Cores

A escolha das cores predominantes da árvore deve ser feita de acordo com os desejos da família. A saber:

  • Vermelho é bom para atrair amor e paixão
  • Azul estimula paz e calma
  • Violeta desperta espiritualidade e intuição
  • Amarelo atrai riqueza e melhora a comunicação
  • Verde reflete na cura e na reabilitação física
  • Prata e dourado são boas para obter bênçãos, pois representam proteção angelical
  • Rosa é indicado para quem busca amor e sentimento

Na hora de montar

Luiz Netto lembra a necessidade de manter o bom humor e o clima de alegria já antes de começar a montar a árvore natalina. Se desejar, pode-se acender uma vela amarela e mantê-la por perto durante o processo, alimentando a harmonia e a paz que promovem o Natal.

A árvore deve ser posicionada no centro da sala ou mais ao leste, onde o Sol nasce todas as manhãs. "Se não for possível, escolha o que considera melhor local da sala ou um canto de destaque", sugere.

Após montar toda a estrutura, ele recomenda abrir bem os galhos, imitando a forma natural do pinheiro. A decoração deve ser colocada sempre de cima para baixo. "Como se as bênçãos do céu fossem derramadas em seu lar", compara Luiz Netto.

Além disso, ao posicionar cada enfeite, deve ser feito um pedido especial, invocando a realização de sonhos e desejos.

Como observa o especialista, segundo as tradições, o dia correto para começar a montagem da árvore corresponde ao quarto domingo anterior ao 25 de dezembro. "Deve ser montada aos poucos, até o dia de Natal, sendo a ponteira de estrela o último elemento a ser colocado em sua construção", ressalta.

Em 6 de janeiro, Dia de Reis, toda a estrutura precisa ser desmontada. "Para encerrar esse ciclo, devem ser feitos três pedidos enquanto se come um pedaço de bolo típico de frutas - o chamado Bolo de Reis - também feito em comemoração à data", conta o terapeuta.

Como surgiram as árvores de Natal?

De acordo com o especialista Luiz Netto, uma das crenças mais comentadas é que a árvore de Natal tenha surgido dentro da Alemanha, dentro das tradições cristãs por volta de 1500, através de Lutero, sacerdote católico da época.

"Conta-se que ele tinha o desejo de recriar as imagens encantadoras que avistava em suas caminhadas pela floresta, como as árvores cobertas de neve e o céu estralado. Lutero replicou a cena com um pinheiro e acrescentou luzes nos galhos para exemplificar a magia daquele momento", cita o terapeuta vibracional.

Outra hipótese é que os primeiros exemplares da tradição tenham surgido na província francesa de Alsácia (Alsace), em meados do século XVII. O pinheiro teria sido eleito por ser a única árvore que se mantinha verde, mesmo sob neve.