PUBLICIDADE

Topo

Sexo

'Coconut': técnica do TikTok funciona para aumentar prazer durante o sexo?

 Emauelle foi uma das primeiras a falar sobre o "coconut" no TikTok - Acervo pessoal
Emauelle foi uma das primeiras a falar sobre o 'coconut' no TikTok Imagem: Acervo pessoal

Ana Bardella

De Universa

18/11/2021 04h00

Um truque que ficou conhecido como "coconut" ("coco" em inglês) vem sendo ensinado por perfis do TikTok. A finalidade dele é aumentar o prazer durante as relações sexuais.

Originalmente pensado para os casais heterossexuais, para colocá-lo em prática é necessário que a mulher fique sobre o homem na posição cowgirl e mova os quadris simulando a escrita da palavra "coconut", letra por letra (no formato de maiúscula), enquanto é penetrada.

Entenda como fazer

Emanuelle Regina tem 21 anos e mora em Guanhaes (MG). Ela trabalha como produtora de conteúdo e foi uma das primeiras brasileiras a falar sobre a técnica na rede social. Seu vídeo, postado em maio do ano passado, teve mais de 3,5 milhões de visualizações.

À Universa, ela conta que trabalhava em uma sex shop e por isso pesquisava dicas sobre sexualidade com frequência. "Com isso, acabei encontrando esse truque em um site americano", diz.

Para colocá-lo em prática, a mulher tem que estar por cima durante a relação sexual. "É como se escrevesse a palavra 'coconut', mas por meio da movimentação do quadril", detalha.

Ela explica que não existe um ritmo certo para fazer os movimentos. "Para quem está começando, aconselho a fazer com calma, até se acostumar. O segredo é se deixar levar pelo momento, sem se preocupar demais. Se deixar alguma letra de fora, não tem problema", garante.

A influencer ainda ressalta que o "coconut" é prazeroso tanto para os homens quanto para as mulheres — no caso delas, por estimular o clitóris.

"Tutorial da sentada"

Inspirada por Emanuelle, a fisioterapeuta Andrezza Cocchiarella, de 27 anos, que mora em Cabo Frio (RJ), também postou um vídeo na página "Conselhos de Afrodite" ensinando a manobra. Com 600 mil visualizações, a gravação faz parte da série "Tutorial da Sentada", na qual ela dá dicas de movimentos para fazer com o corpo durante o sexo nessa posição.

Ela destaca que os movimentos também são gostosos para o homem. "O parceiro vai estar relaxado e recebendo os estímulos diferenciados, como se fossem uma massagem do canal vaginal no pênis", diz.

Andrezza conta que, desde que postou o conteúdo na sua página, recebe feedbacks de todos os tipos. "Algumas mulheres adoram, acham sexy. Outras se atrapalham com as letras, por exemplo, na hora de fazer o 'T'. O que eu costumo responder é para aproveitar e não se preocupar com isso. Se algum erro acontecer, ninguém vai saber", brinca.

Aprovado por especialistas

Para entender a eficácia da técnica, Universa consultou a fisioterapeuta pélvica Ana Gehring, do Instagram "Vagina Sem Neura". Ela considera que os movimentos podem ajudar a mulher a sentir mais prazer, já que exploram partes do canal vaginal que normalmente recebem pouca atenção.

"Normalmente, quando pensamos em sexo, achamos que os movimentos são apenas de cima para baixo, de penetração e retirada. No entanto, o 'coconut' incentiva a ida do quadril para as laterais, o que massageia todas as paredes do canal — e não só o colo uterino", diz.

A principal dica de Ana, no entanto, é intercalar o truque com outros movimentos. "Fazer duas ou três vezes durante a relação é suficiente. Depois, a mulher pode voltar para os movimentos clássicos, alternando a velocidade e fazendo exercícios de contração e relaxamento do assoalho pélvico, por exemplo". Outra recomendação é usar um lubrificante, para facilitar o deslizamento da pele contra pele.

A sexóloga Nany Maravilha, professora de pompoarismo, também aprova a técnica e diz que, apesar de ter sido pensada para os casais heterossexuais, ela pode ser colocada em prática por casais de mulheres. "No sexo tudo é válido, para quebrar a rotina e experimentar coisas novas. Para os casais lésbicos, o 'coconut' também funciona bem, principalmente se as duas se posicionarem de modo a estimular seus principais pontos de prazer", diz.

Sexo