PUBLICIDADE

Topo

Como Thaila Ayala: por que grávidas podem ter falhas de memória?

Thaila Ayala relata dificuldades para completar frases - Reprodução/Instagram/@thailaayala
Thaila Ayala relata dificuldades para completar frases Imagem: Reprodução/Instagram/@thailaayala

De Universa

13/11/2021 04h00

A atriz Thaila Ayala, que está na reta final da gravidez do filho Francisco, fruto do casamento com o colega de profissão Renato Góes, falou em entrevista recente sobre um dos incômodos que vem sentindo durante a gestação: as falhas de memória.

"No momento estou tendo esse probleminha de conseguir conectar o Tico e o Teco. Sempre fiz 30 coisas ao mesmo tempo, sempre pensei em tudo, resolvia tudo. E não estou conseguindo! Não consigo concluir uma frase, um pensamento. É impressionante. Você começa uma frase e não consegue concluir. É uma coisa louca", disse.

Consultada por Universa, a ginecologista e obstetra Mariana Rosário garante que este é um sintoma comum entre gestantes. A seguir, ela detalha por que isso acontece e como driblar o problema:

Falhas na memória durante a gravidez: quais as causas?

Mariana explica que os lapsos de memória começam a acontecer logo no início da gestação e podem acompanhar a mulher até o parto. "Algumas mulheres, inclusive, descobrem que estão grávidas por causa disso", diz. A médica aponta que o problema é causado pelo aumento de líquido generalizado no corpo feminino.

"A progesterona, hormônio que nos deixa mais inchadas durante a TPM, é produzida em doses altas durante a gestação. Por causa disso, a mulher apresenta um quadro de retenção de líquido por todo o organismo, inclusive no cérebro. Por causa disso, a distância entre os neurônios aumenta, tornando mais difícil a comunicação entre eles", afirma.

Como consequência, as principais queixas são os esquecimentos. "Muitas pacientes reclamam que estão fazendo algo e de repente não se lembram mais o do que era, além de esquecer os assuntos sobre os quais estavam falando", cita.

Esquecimento pode ser amenizado

Não existem medicações para estes tipos de esquecimento, no entanto Mariana ressalta a importância de uma hidratação adequada e de praticar exercícios físicos liberados pelos médicos a fim de evitar que a retenção de líquido se agrave. "Além disso, é sempre importante manter o estímulo cerebral. Isso pode ser feito tanto através de jogos, como palavras cruzadas e sodoku, quanto por meio do estudo de novos assuntos", completa.

Falhas de memória têm prazo para acabar

A notícia boa é que, depois do parto, a mulher leva aproximadamente 20 dias para desinchar e retomar o funcionamento pleno do cérebro. A ginecologista afirma que casos de permanência do sintoma são raros, mas, caso aconteça, devem ser investigados.