PUBLICIDADE

Topo

Moda

Calcinha à mostra é tendência que pode ser usada por todos os corpos

Influenciadora Joanna Pincerato usa uma peça com recorte pélvico  - Reprodução Instagram
Influenciadora Joanna Pincerato usa uma peça com recorte pélvico Imagem: Reprodução Instagram

Júlia Flores

De Universa

28/10/2021 04h00

A tendência do recorte pévico está de volta e as fashionistas de plantão desfilam pelas ruas do mundo todo com peças que deixam a região do quadril à mostra. Engana-se, porém, quem pensa que só mulheres magras podem entrar nessa onda. A moda do recorte pélvico é, na verdade, para todos os corpos —como mostra a influenciadora Joanna Pincerato, que apostou em um look amarelo e cheio de amarrações para relembrar essa febre dos anos 2000.

Junto com o recorte pélvico, outra moda voltou à cena: looks com calcinha à mostra. Nesta semana uma foto de Marina Ruy Barbosa durante uma campanha editorial bombou nas redes sociais —a ruiva apostou na tendência e usou uma calça jeans de cós baixo com a peça íntima aparente.

O consultor de moda Luke Hauckmann relembra que os anos 2000 foram um momento em que o "cós abaixou": "Naquela época, a calça de cintura baixa bombou, e a calcinha ficou à mostra. Como não se lembrar de ícones pop como Christina Aguilera e Britney Spears desfilando com a peça íntima aparente?".

Agora, esses looks estão de volta por causa da moda Y2K. O retorno da "calcinha pélvica", porém, conquistou não só corpos considerados dentro dos padrões, como também o de mulheres com perfis diversos (como Lizzo e Lettícia Munniz). A grife Versace, inclusive, apostou em uma modelo plus size para desfilar com o quadril à mostra na Semana de Moda de Paris 2021.

Deu vontade de aderir à tendência? Ouvimos dicas de especialistas para inspirar quem quiser adotar a peça.

Moda repaginada

Em desfile da Versace, modelo plus size aparece com modelo inspirado na tendência da calcinha à mostra - Divulgação - Divulgação
Em desfile da Versace, modelo plus size aparece com modelo inspirado na tendência da calcinha à mostra
Imagem: Divulgação

Para a ativista Juliana "Baddie" Santana, a cultura da moda nos anos 2000 exaltava o corpo esquelético das mulheres e a calcinha pélvica servia para valorizar essa característica. "Eu mesma tenho traumas de alguns elementos fashion daquela época, me sinto mal toda vez que vejo uma calça jeans de cintura baixa."

Só que Juliana acredita que essas tendências podem ser repaginadas. "Acho que antigamente faltavam referências para as mulheres acima do peso se inspirarem, hoje em dia não; a própria calcinha pélvica foi usada pela Lizzo, pela Letticia Munniz, etc."

Quando outras gordas usam, este padrão começa a ser quebrado.

Juliana "Baddie" Santana

A influenciadora Letticia Muniz posa com a calcinha à mostra - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
A influenciadora Letticia Muniz posa com a calcinha à mostra
Imagem: Reprodução Instagram

A influenciadora digital Letticia Munniz ressalta que o conceito de beleza não pode estar relacionado ao peso. "Beleza não é só vestir a peça da moda, estar magra ou seguir tendências. É mais do que isso! Tem a ver com a sua relação consigo mesma."

Toda moda precisa ser adaptada ao nosso sentimento com a peça: se você gosta dela, se se sente confortável usando e está feliz, use! Se você não gosta, não use só porque está na moda.

Letticia Munniz

Ela frisa que a moda é um mecanismo de expressão, e não pode servir como mais um instrumento de cobrança sobre as mulheres: "Não tem que usar nada só para provar para os outros que você aderiu à tendência, ou que você é uma mulher livre, que você se aceitou e que não se importa com a opinião alheia. Não é isso que determina se você se ama ou não. Se você está no processo de reconstruir sua relação com o corpo, isso não significa que você precise usar todo tipo de tendência se você achar que ela não combina com seu estilo."

Como usar calcinha pélvica

O consultor de moda Luke Hauckmann dá dicas para as mulheres que querem aderir à moda. Para ele, vale de tudo na hora de usar a calcinha pélvica. "Dá para se inspirar bastante nos anos 2000 e usar com peças de cintura baixa; mas podemos usar também de uma maneira repaginada, com calças de cintura alta que simulam esse recorte e deixam a região da pélvis à mostra", fala.

"A ideia é usar com partes de cima que mostrem mais a barriga, tipo camisetas e regatas cropped que consequentemente mostrem a área onde aparece a calcinha. Mas também dá para usar de uma forma mais sutil, tipo com camisetas baby look, por exemplo. Na parte de baixo, dá para usar com calça jeans, calça de couro, cotelê, não tem muita regra, vai depender do material que você curte", pontua Luke.

Ele destaca que a calcinha pélvica pega carona em outra tendência do período pós-pandemia, com o retorno de looks cada vez mais sexy e provocativos após quase dois anos em isolamento social. Então, aposte na ousadia! "O sexy também pode ser explorado em outros corpos que não o de mulheres magras. Somos plurais e todo mundo merece usar o que quer, basta se sentir confortável", frisa o consultor.

Moda