PUBLICIDADE

Topo

Mulheres inspiradoras

'Toda mulher tem uma história de machismo para contar', diz Galisteu

Adriane Galisteu em foto no Instagram com look de "A Fazenda" - Reprodução/Instagram
Adriane Galisteu em foto no Instagram com look de "A Fazenda" Imagem: Reprodução/Instagram

Nathália Geraldo

De Universa

27/10/2021 04h00

À frente do reality-show "A Fazenda 13", Adriane Galisteu já se posicionou sobre consentimento nas relações e a importância de se respeitar a mulher. "Quando uma mulher diz 'não' é 'não', quando uma mulher está alcoolizada e diz 'sim', é 'não' também", disse a apresentadora no episódio que marcou a saída do participante Nego do Borel após ele ter sido denunciado por assédio.

Para Universa, Galisteu reforçou a mensagem sobre o episódio: "Como mulher e mãe de um homem [Vittorio, de 11 anos], a frase com que encerrei o programa naquela ocasião é a que temos que levar para a vida".

Há mais de 30 anos no show business, ela conta que vê o comportamento machista enraizado na sociedade e na mídia, mas sente que isso está sendo transformado por meio da luta das mulheres.

"Não é uma coisa da TV, temos isso [o machismo] enraizado na nossa história e na nossa educação. Mas tem mudado muito, temos conquistas incríveis e a TV é um reflexo disso. Hoje a gente pode muito mais. Neste ambiente, fui bem tratada, mas também tenho histórias não muito boas. Isso ainda vem do fato de sermos mulheres, de sermos minoria em alguns lugares ", analisa. "Toda mulher tem uma história de machismo para contar".

Adriane Galisteu: 'Falar de sexo ainda é tabu'

galisteu - Brazil News - Brazil News
Além de comandar 'A Fazenda 13', Galisteu também tem canal no Youtube
Imagem: Brazil News

Há pouco mais de um mês, o público acompanha Adriane Galisteu comandando "A Fazenda 13" na TV Record. Além de aparecer na tela com os 'peões', a apresentadora, que começou a carreira artística na infância, também mantém um canal no YouTube. É lá onde mostra o dia a dia da família, formada com o estilista Alexandre Iódice e o filho do casal, Vittorio, e fala sobre moda, dicas de beleza, gastronomia, saúde e sexualidade.

O vídeo mais famoso do canal tem participação da sexóloga Catia Damasceno. As duas comentam sobre como fazer sexo anal sem doer — o que atraiu, até agora, mais de 1,2 milhão de visualizações para o material. Motivos? Um deles pode ser o tabu que cerca a prática (e falar sobre ela).

"É louco, a gente está vivendo experiências tão incríveis com as redes sociais, falando sobre diversidade, com lutas ganhando espaço, mas falar de sexualidade ainda pode deixar alguém vermelho", pontua Galisteu. "Eu amo esse vídeo também. Apesar de que, aqui, meu amor, nada entra".

Casada com Iódice há 12 anos, a apresentadora já comentou sobre a importância do beijo na boca para os relacionamentos duradouros e que não costuma negar sexo com o parceiro.

"Mesmo que seja uma rapidinha. Acho que vale esse momento, esses minutos, essa meia hora ou essa uma hora de namoro que você tenha de noite, de manhã, de madrugada. Eu não tenho muito essa questão do 'agora não', não é muito meu jeito", comentou em participação no evento Ageless Talks, do VivaBem, no Canal UOL, realizado em junho.

Mulheres inspiradoras

Com longa trajetória em frente às câmeras, Adriane Galisteu conta que, para se manter tanto tempo no ar, tem outras mulheres como referências de vida, entre elas, Hebe Camargo. "Minha mãe é minha referência. Hebe Camargo era e é ainda. Uma mulher que exercia a mesma profissão que eu e tinha uma alegria de viver e de trabalhar fora da curva".

"Também admiro Ana Maria Braga e Marília Gabriela. As jovens também: Eliana, Fernanda Gentil. Temos muitas mulheres. Quem calça nosso sapato sabe que não é fácil ficar tanto tempo no ar, exercer a mesma função por tantos anos. A gente vai se aplaudindo e acompanhando umas às outras", explica.

Mulheres inspiradoras