PUBLICIDADE

Topo

Ana Paula Araújo: 'Parte do problema é o silêncio sobre abusos sexuais'

Ana Paula Araújo - Leo Aversa/Divulgação
Ana Paula Araújo Imagem: Leo Aversa/Divulgação

Nathália Geraldo

De Universa

21/10/2021 04h00

Autora do livro "Abuso: A Cultura do Estupro no Brasil", a jornalista Ana Paula Araújo lança nesta quinta-feira (21) um podcast adaptado a partir das histórias e entrevistas que realizou para a produção. Em "Abuso", disponível no Globoplay, no Deezer e no G1, Ana Paula conta com o impacto do formato em áudio para que os ouvintes não só entendam conceitos, como consentimento nas relações e a própria cultura do estupro, como acolham os depoimentos das vítimas de violência sexual.

"É importante falar sobre abuso. Grande parte do problema é o silêncio sobre isso, porque as vítimas têm vergonha e se sentem culpadas por serem vítimas", comenta a jornalista. O alerta sobre essas questões não é para menos: o Brasil registra aumento de casos de violência doméstica na pandemia e há mulheres vivendo agora mesmo dramas de abuso dentro de casa sem que autoridades ou familiares saibam da situação.

Abuso e informação sobre cultura do estupro

Para Ana Paula, é a informação sobre violência de gênero e dos desdobramentos em casos de assédio, estupro e abuso que ajuda a sociedade a romper a estrutura da cultura do machismo a que estamos submetidos desde crianças.

É fundamental que a gente fale sobre isso dentro de casa e nas escolas. Falo da importância da educação sexual para crianças e adolescentes por essa razão.

"Criou-se uma ideia de que isso seria um estímulo à vida sexual precoce, mas é justamente o contrário: isso serve para eles se protegerem de relacionamentos abusivos, gravidez indesejada ou de terem experiência de abusos dentro de casa, causada por um tio, um vizinho, um padrasto."

Ambientes de construção de conhecimento, como a escola, também devem entrar no circuito para que a prevenção contra esses abusos seja possível. "Há mães, por exemplo, que quando descobrem fazem vista grossa, seja por dependência emocional, financeira ou por duvidar do que a criança está falando. Por isso, é fundamental que a escola tenha esse papel."

'Homens começaram a rever comportamento'

ana paula araujo - Divulgação - Divulgação
Ana Paula Araújo lança podcast 'Abuso' nesta quinta-feira (21)
Imagem: Divulgação

Sob a cultura do machismo, talvez seja mais difícil para homens entenderem os medos, traumas e gatilhos vivenciados por mulheres que já sofreram violências sexuais. Ana Paula comenta que o podcast pode servir para aproximar esses ouvintes das narrativas das vítimas, fazendo com que repensem seus comportamentos violentos e revisem os pensamentos machistas que são tão naturalizados em sociedade.

"Já com o livro, recebi retorno de homens que não são abusadores e que começaram a ver que não tomavam atitudes quando viam alguma situação de assédio no trabalho, na vida noturna", conta a jornalista, que publicou a obra há um ano.

Espero que o podcast também ajude a aproximá-los das histórias para ter esse clique, de verem como isso funciona para as mulheres, que vejam a intimidação, a humilhação e vários outros aspectos do abuso sexual que elas sofrem e consigam se colocar no lugar.

Educação para profissionais

"O grande passo é a conversa, tem que ter educação para profissionais que lidam com o assunto, para o policial que pode debochar da vítima que chega à delegacia, para o médico que se recusa a dar atendimento a alguém que sofreu violência sexual, para o juiz que não a trata com o respeito e para o jornalista que fala sobre violência de gênero. Isso é algo que está ao alcance de todos nós, em nossos meios sociais."

'Abuso' é uma adaptação em áudio realizada pelo jornalismo da Globo em parceria com a Rádio Novelo do livro 'Abuso: A cultura do estupro no Brasil'. O podcast terá seis episódios, lançados às quintas-feiras.

Para saber mais sobre cobertura jornalística sobre violência contra mulher, leia o Manual Universa Para Jornalistas - Boas práticas na cobertura da violência contra a mulher