PUBLICIDADE

Topo

Paulistana tem 11,8k seguidores em canal sobre câncer metastático

Jussara del Moral é finalista da categoria Informação para Vida, do Prêmio Inspiradoras - Júlia Rodrigues
Jussara del Moral é finalista da categoria Informação para Vida, do Prêmio Inspiradoras Imagem: Júlia Rodrigues

Suzana Villaverde

colaboração para Universa

07/10/2021 04h00

A paulistana Jussara Del Moral, 57, é vaidosa, fala bastante, adora balada e Carnaval. É também paciente oncológica. Convive há catorze anos com a doença, que, em 2009 assumiu a forma metastática e, portanto, não tem possibilidade de cura. Ela é finalista do Prêmio Inspiradoras 2021, na categoria Informação para Vida.

A minha realidade é essa. Eu estou feliz com o câncer? Não, mas o que me resta fazer? Quais são as minhas possibilidades? É para elas que eu olho, porque a vida está por um fio, mas existe vida.

Jussara Del Moral

É com este ânimo que ela apresenta o SuperVivente, canal do Youtube que criou em 2015. Atualmente, ele é acompanhado por mais de 11,8 mil inscritos. De uma forma bem-humorada, ela divide ali as próprias experiências e se aprofunda nas dúvidas e temores dos pacientes com câncer. A programação também inclui entrevistas com profissionais da área.

Falo especialmente para pessoas com câncer, mas também sou assistida por seus familiares. Os filhos, em geral, me adoram. Tenho ainda seguidores que não estão doentes e gostam do meu jeito de levar a vida.
Jussara Del Moral

Seu primeiro diagnóstico, um tumor de mama, foi feito em 2007. Dois anos depois, descobriu a primeira metástase, no pulmão. E, desde então, a doença se espalhaou para outros órgãos, como pulmão e sistema nervoso central.

"Estou em um tratamento paliativo, não em um tratamento curativo. Isso não quer dizer que estou no fim da vida. Significa apenas que o foco está no alívio das dores e dos sintomas, para que eu possa viver melhor mesmo tendo uma doença que não tem cura" diz.

Cheia de medos e muita coragem

Jussara sabe que é uma inspiração para pacientes que têm a mesma condição. Ainda assim, diz que prefere ser vista como uma referência de resiliência, característica que foi desenvolvendo ao longo de sua vida.

"Eu sou uma pessoa cheia de medos, mas também sou muito corajosa. Descobri uma vontade que eu desconhecia. Percebi que podia ser livre, viver a minha vida. Nunca mais quis alguém falando que eu não prestava para nada. E me dei conta da mulher incrível que eu sou", diz.

Essa é a principal mensagem que deseja passar para quem a assiste: ser protagonista da própria vida.

Quando a gente não sabe muita coisa, se submete ao que nos dizem. Buscar informações e ter a consciência de que a gente pode fazer nossas escolhas é fundamental. Eu ensino que a gente não tem que aceitar ser tratada como uma doença, mas como as pessoas que somos. Eu sou a mãe do Caio e da Isabella, sou importante para muitas pessoas. Eu não sou 'o' câncer, eu tenho câncer. Ele não é meu amigo, mas a gente tem uma boa convivência.

Jussara Del Moral

Um canal para quem quer viver melhor

Muitas das pautas do SuperVivente são criadas a partir da interação com seu público fiel. Algumas das pessoas continuam acompanhando o canal mesmo depois da alta, como é o caso de Ana Lucia Mendicino, 49 anos.

Em 2008, ela descobriu um câncer de mama. Conheceu Jussara em uma comunidade do saudoso Orkut sobre o tema, onde a youtuber já se destacava como uma participante bastante ativa e acabou sendo um ponto de apoio para Ana.

Jussara vai além da doença, ela fala para quem quer viver melhor. É sincera, espontânea. E tem um desejo de viver que é inspirador sem ser descolado da realidade. Assistir ao canal é também uma maneira de me manter informada de um jeito gostoso.

Ana Lucia Mendicino, fiel seguidora do SuperVivente mesmo já tendo recebido alta do tratamento de câncer de mama.

Conteúdo com qualidade profissional

Assim como acontece com quase qualquer assunto, o câncer é tema de uma porção de conteúdos na internet. Uma rápida busca por canais e relatos de pacientes oncológicos traz milhares de opções, incluindo aquelas que mais desinformam do que qualquer coisa.

Comecei a ver em meu consultório pacientes totalmente impactados por informações mentirosas ou sem qualidade. Por isso a importância em dar mais voz a quem faz um trabalho confiável como o de Jussara.

Luciana Holtz, psico-oncologista e presidente do OncoGuia

O OncoGuia é uma ONG e também um portal voltado para os pacientes de câncer e pessoas em geral interessadas no tema. A iniciativa apoia a Rede Mais Vida, que cadastra e dá suporte com informação de qualidade para mulheres com câncer de mama metastático. Jussara é voluntária do projeto.

"O paciente que opta a se expor mais precisa perceber que, ao contar a própria história, acaba impactando na vida dos outros pacientes, então a partir disso ele precisa se capacitar, precisa tratar com responsabilidade esse trabalho e a Jussara é muito consciente disso", reforça Holtz.

O sucesso do SuperVivente é um resultado de uma combinação de talento para comunicar e formação na área. Formada em Rádio e TV, Jussara não exerceu sua profissão até colocar o canal no ar. Quando mais jovem, ouvia dos irmãos que nunca daria certo e faziam pouco caso da profissão que ela escolheu.

Mesmo graduada, começou a trabalhar como funcionária pública no INSS. Seu lado comunicativo, porém, nunca ficou de lado. "Eu via nas pessoas que chegavam no meu guichê uma necessidade real e sempre dava importância ao que pediam. Eu gosto de me dispor para as pessoas, gosto que saibam que podem contar comigo", diz.

Sobre o Prêmio Inspiradoras

O Prêmio Inspiradoras é uma iniciativa de Universa e do Instituto Avon, que tem como missão descobrir, reconhecer e dar maior visibilidade a mulheres que se destacam na luta para transformar a vida das brasileiras. São 21 finalistas, divididas em sete categorias. Além de Inovação em Câncer de Mama, tem também: Informação para vida, Conscientização e Acolhimento, Acesso à Justiça, Equidade e Cidadania, Esporte e Cultura e Representantes Avon, dedicada às representantes da marca que realizam trabalhos de impacto.

Para escolher suas favoritas, basta clicar na votação a seguir. Está difícil se decidir? Não tem problema: você pode votar quantas vezes quiser. Também vale fazer campanha, enviando este e os outros conteúdos da premiação para quem você quiser. Para saber mais detalhes sobre a votação, é só consultar o Regulamento.

No mês que vem, durante dos 21 dias de enfrentamento à violência, uma série de lives com as finalistas de todas as categorias vai debater este e outros temas relacionados ao universo feminino. Dá para acompanhar as novidades no portal Universa e em nossas redes sociais.

A premiação é uma iniciativa de Universa e do Instituto Avon, que tem como missão descobrir, reconhecer e dar maior visibilidade a mulheres que se destacam na luta para transformar a vida das brasileiras. Tem foco em três principais causas: violência contra a mulher, câncer de mama e equidade de gênero.