PUBLICIDADE

Topo

Comece pequeno e não tenha medo: as dicas de três mulheres para empreender

Júlia Flores

De Universa

28/09/2021 14h29Atualizada em 29/09/2021 14h21

Por onde começar a desenvolver o meu negócio? Essa é uma dúvida comum que paira na cabeça de todas as pessoas que querem empreender. Pensando nisso, o primeiro painel da edição 2021 do Universa Talks Empreendedorismo, "O Mapa da Mina - Os Primeiros Passos para Fazer Acontecer", reuniu hoje três mulheres do mundo dos negócios para compartilharem suas experiências profissionais.

Com background, formações e histórias diferentes, Adriana Barbosa (criadora da Feira Preta), Stephanie Fleury (DinDin) e Ludmila Hastenreiter (Fundadora da Empoderamento Contábil) discutiram o tema durante cerca de 50 minutos e trouxeram dicas para dar os passos iniciais rumo ao próprio negócio.

Precisa desses conselhos? A seguir, alguns dos momentos de destaque da conversa.

Tenha coragem

Adriana Barbosa contou que começou o negócio vendendo as roupas que tinha no armário. Recém-demitida naquele momento, ela decidiu criar um brechó com as próprias peças e, dali em diante, a ideia não parou de crescer até que ela fundou a Feira Preta, que reúne produtos de empreendedores negros.

O empreendedorismo para a mulher negra começa pela sobrevivência: vender hoje para comer amanhã.
Adriana Barbosa

"Já tinha perdido o emprego e, nessa hora, precisava me virar, precisava pensar o que tinha em estoque para sobreviver? Foi o desespero que me levou a organizar o brechó", contou. Além de compartilhar a própria experiência, Adriana elencou três dicas para aquelas mulheres que querem começar a investir:

  1. Entenda o que você gosta de fazer, o que é sua habilidade, onde está seu coração;
  2. Muitas vezes não começamos com dinheiro em caixa. Ela, por exemplo, começou a vender as próprias coisas para ter fundos para investir;
  3. Comece pequeno. Produza uma quantidade mínima para validar o protótipo do seu produto com seu cliente. Se tiver algo errado, que seja em uma quantidade menor.

Planejamento financeiro é essencial

Stephanie Fleury, criadora da plataforma de DindDin, endossou a dica de Adriana e atentou para um fato importante: você não precisa ter medo de mudar o seu modelo de negócio inicial. Para isso, portanto, ela orientou que as investidoras não misturem as finanças de casa com as finanças do trabalho.

A fundadora da empresa Empoderamento Contábil, Ludmila Hastenreiter também compartilhou dica sobre dinheiro. "Assim que definir qual produto você quer vender, faça cotação entre os fornecedores, não tenha medo de negociar os valores; aqui entra em prática uma tática que as mulheres negras colocam em prática há tempos, o famoso 'pechinchar'".

Caso a sua dúvida ainda seja "qual produto vender", Stephanie aconselha realizar uma pesquisa de mercado: "Não precisa ser inédito para ser inovador. Se você usaria o produto, você já começa a ver a validade dele. Pode pegar uma ideia de negócio de fora do Brasil e tropicalizar o item".

Universa Talks 2021 reúne empreendedoras de sucesso para contar suas histórias e como chegaram lá. As convidadas falam também sobre as dificuldades em períodos de crise, falências, dívidas e como não desistir pode ser a chave para o sucesso. Acompanhe a íntegra do evento.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que aparece no vídeo, Gabriela Mendes Chaves, que aparece no painel 2, é fundadora e CEO da NoFront Empoderamento Financeiro. Além disso, a grafia correta do nome da fundadora e diretora executiva da Empoderamento Contábil, que está no painel 1, é Ludmila Hastenreiter.