PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Sem filtro nem make, celebridades abraçam os dias de 'cara limpa'

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Karina Hollo

Colaboração para Universa

05/09/2021 04h00

O isolamento social em razão da pandemia do coronavírus impôs várias mudanças nas dinâmicas sociais. Sem tantos eventos e compromissos, dias inteiros sem qualquer adição de maquiagem entraram na rotina das mulheres, inclusive quando falamos das celebridades. Não à toa, no último ano, cresceram os compartilhamentos de fotos delas sem make, às vezes também sem filtro, nas próprias redes sociais.

Sem prever o momento atual, lá em 2016, a cantora Alicia Keys, pisou no tapete do MTV Video Music Awards sem um pingo de maquiagem. A cantora já tinha explicado que havia deixado de tentar ser perfeita e, em vez disso, se aceitar por quem é e como se parece naturalmente. Alicia lançou o movimento #nomakeup e recebeu uma enxurrada de críticas à época.

Desde então, mesmo após cinco anos de discussões efervescentes sobre hate e autoaceitação, comentários do gênero continuam a aparecer em situações parecidas ou ainda quando essas mulheres são flagradas no cotidiano — a cantora Camila Cabello é uma das que costuma receber observações sobre pele e corpo, por exemplo.

"Não está configurado em um discurso restrito de sermos 'maldosas', ou mesmo 'invejosas', mas de buscarmos nos assegurarmos em alguns momentos. A intensidade desta projeção, ou comentários perseguidores a outras mulheres, será alicerçado dentro do que cada uma já conseguiu assegurar internamente quanto a sua própria falta e inseguranças", analisa a psiquiatra Maria Francisca Mauro.

Na psicanálise, há dois conceitos que podem nos ajudar: ego ideal versus ideal de ego. "O ideal é tudo o que é da ordem do narcísico, do perfeito: as expectativas que os pais depositam nos filhos, que a sociedade coloca para aquele ser, e o que distingue do que de fato a pessoa é, do que é verdadeiro nela", explica Ana Volpe, psicóloga com especialização em psicanálise pela USP.

"Quanto maior o distanciamento entre eles, maior o conflito. Se estou muito distante do que gostaria ou do que esperam que fosse, há sofrimento", continua Ana.

O fato é que o aumento de imagens sem retoques, especialmente em comparação aos filtros que mexem totalmente com as proporções faciais, ajuda na naturalização dos rostos como são e na queda do imaginário de perfeição em torno de grandes estrelas, consideradas irretocáveis.

Celebridades sem filtro
Na lista de quem se permite aparecer para milhões de seguidores com a cara lavada estão Adele, Drew Barrymore e Cindy Crawford. Ariana Grande já mostrou as sardinhas e os olhos inchados; Demi Lovato fez foto na banheira e disse que se sente mais sexy sem cílios postiços ou extensões de cabelo. Salma Hayek também já fez posts #nomakeup algumas vezes, inclusive comentando sobre os fios grisalhos. A lista só faz crescer, incluindo brasileiras como Ana Paula Padrão, Mariana Goldfarb e Taís Araújo.

"Existe realmente o movimento, mas tem muito chão a percorrer. E por isso que é tão legal quando atrizes exigem que não façam retoque nas fotos, porque vai trazendo essa verdade - e portanto, menos sofrimento", diz Ana Volpe.

Quanto custa uma pele sem filtro?
Sabemos bem o poder de um batom vermelho, de um delineado invertido colorido, de uma base bem aplicada. Mas gostar do que você vê no espelho todos os dias ao acordar também é revolucionário.

"Na sobrevivência, pandêmica muitas mulheres se depararam de forma mais confortável quanto a uma menor necessidade de cultivo da aparência", fala a psiquiatra. "O importante é que cada uma possa exercer seu feminino de uma forma própria e não por inseguranças ou mesmo por se sentir pressionada pela norma social de que deve adotar determinados hábitos", diz Maria Francisca.

Apesar das doses de inspiração que as imagens causam, vale lembrar, não se pode jogar sobre elas apenas um olhar de ingenuidade. Ainda que sem recursos de maquiagem, para além de iluminação, há uma série de tratamentos invisíveis nesses rostos e corpos. São mulheres com amplo acesso às tecnologias de tratamento — sem mencionar o nosso querido skincare.

Para exemplificar, recentemente, em uma entrevista à revista "Vogue" britânica, Jennifer Aniston compilou a rotina espartana de cuidados com a pele e com o corpo. O diário inclui uma rotina facial com proteção solar, máscaras da marca 111Skin (que custam cerca de 527 reais, em conversão do dólar), suplementos vitamínicos e toques dos grandes esteticistas do mundo (como Melanie Simon e Joanna Czech). Os exercícios incluem boxe, ioga e aeróbicos, que complementa com esteira e momentos de sauna em casa.

Por isso, ainda que imagens sem tanta adição de elementos sejam positivas e inspiradoras, a maior fonte de segurança ainda precisa vir de dentro, na compreensão dos próprios limites e limitações, mas também pontos fortes. "Exercitar autonomia da sua pele própria exige coragem e até uma dose de 'indiferença' aos barulhos de fora", finaliza Maria.

Beleza