PUBLICIDADE

Topo

Momento é de pensar no coletivo: como signos agem em relação ao próximo

Veja como cada signo age diante das preocupações coletivas - iStock
Veja como cada signo age diante das preocupações coletivas Imagem: iStock

Claudia Dias

Colaboração para Universa

07/08/2021 04h00

Nunca foi tão necessário pensar coletivamente como agora. Com a vacinação contra o coronavírus ainda em andamento, é primordial lembrar que a imunização não se trata de um benefício individual, mas de uma maneira de proteger o "todo".

Enquanto a maioria dos brasileiros cumpre o dever de se vacinar, na esperança de eliminar o vírus circulante, infelizmente, não é todo mundo que pensa no próximo, chegando ao ponto de olhar apenas para o próprio umbigo.

Tal comportamento, aliás, pode ser identificado através dos astros, uma vez que essa característica faz parte da essência de alguns representantes do zodíaco. É o que mostra a astróloga, ocultista e taróloga Sara Koimbra. Ela aponta atributos dos signos, que podem ser interpretados como preocupação com o próximo.

Signos que pensam no coletivo

Áries

Se Áries está bem posicionado, o nativo do signo tende a lutar pelas pessoas em desvantagem (em dificuldades financeiras ou sem acesso à educação, por exemplo). Mas se o cenário no mapa astral for diferente, o comportamento costuma ser totalmente contrário: o ariano só quer sobreviver e o resto não lhe importa. Por ser conhecido pela individualidade, tem certa dificuldade de enxergar o outro. É alguém muito voltado para o próprio instinto de sobrevivência, podendo fazer de tudo para se sair bem, mesmo que signifique furar fila para conseguir a vacina ou até tentar doses extras, além das recomendadas.

Touro

Signo de Terra, fixo e regido por Vênus, Touro se importa bastante com os outros. É alguém que cultiva, cuida, tem paciência e é dado a bons relacionamentos. Não é que o taurino é sempre empático, mas acha que vale a pena olhar a massa para que todos possam se relacionar normalmente, em um futuro próximo. Ele quer estar perto das pessoas que gosta e ainda entende que isso é necessário para a economia retomar - Touro é voltado à estabilidade nos relacionamentos e, também, no material. Por isso é que se mostra mais cooperativo, mesmo se amparando na sombra de teimosia típica e de resistência.

Gêmeos

Dentro do contexto pandêmico, Gêmeos é o que quer se comunicar muito, expondo o que pensa sobre vacina, tratamento precoce etc. Também é o que vai repassar o tempo inteiro informações, dados, links de estudos e reportagens, combatendo as fake news. Sua maneira principal de contribuir com a sociedade é divulgando informações. Entretanto, se o geminiano não for bem situado, nem ser orientado, pode ser o propagador de notícias infundadas, agindo de forma contrária ao esperado.

Câncer

Verdade seja dita, Câncer é um signo medroso. Por ser do elemento Água, revela-se sensível e perceptível e um dos que mais estão sofrendo com o cenário atual. Regido pela Lua, que é de fases, o canceriano é muito voltado à família. Por isso, acaba se preocupando mais com os parentes do que com ele mesmo. O nativo é sensível ao sofrimento dos outros? Claro que é, mas só deixa de dormir em paz por causa do núcleo familiar.

Leão

Por ser fixo e do Fogo, regido pelo Sol e regente natural da casa 5, Leão não vê a hora que isso tudo acabe para sair, se divertir, flertar, ou seja, retomar sua vida normal. O leonino, se tiver com o Sol bem trabalhado, revela alma e coração nobres, querendo ajudar e proteger outras pessoas, influenciando os outros a se vacinarem. Mas se o cenário for diferente, tende a pensar nele em primeiro lugar, só querendo se safar da pandemia. Depois é que vai se preocupar com as pessoas que ama, filhos ou com quem está se relacionando. O nativo de Leão também pode se comportar como 'sommelier de vacina', pois quer ter acesso à melhor opção.

Virgem

Pode-se dizer que é Virgem é o clínico do zodíaco. Minucioso, técnico, específico, o virginiano gosta de sentir útil e rege naturalmente a casa seis, que é a casa da saúde — por isso é que se preocupa demais com essa área da vida. Em relação à pandemia, se tiver trabalhando bem o próprio Sol, o nativo do signo vai defender efusivamente o SUS, a ciência e a vacina e, por influenciar bastante, tende a fazer um bom trabalho de conscientização em prol do coletivo. Agora, se não estiver bem informado, pode defender até o tratamento precoce ou, ainda, desenvolver hipocondria diante de tudo que está acontecendo.

Libra

Voltado à temática racional, mental, Libra também liga-se aos relacionamentos, ao outro, ao público, revelando-se o signo da harmonia e do equilíbrio. É um dos que mais se preocupam com o contexto social dentro da pandemia — a fome que o outro vai passar, se o país não vai para a frente, se a saúde não vai se equilibrar etc. Não é o mais incisivo no que diz respeito ao comportamento na pandemia, mas vai sempre olhar e tentar entender os dois lados de uma discussão. Seu desejo é que o melhor seja feito para todo mundo, beneficiando o coletivo, porque é o signo que busca harmonia e justiça.

Escorpião

Voltado para a transformação e a regeneração, regido por Plutão e ligado à Água, Escorpião é um pouco mais desapegado em relação a rupturas e pode ter uma visão muito espiritual de tudo que está acontecendo. Regente natural da casa oito, que fala de assuntos místicos e ocultos, é o tipo de pessoa que, se for infectado pelo vírus, vai lutar com unhas e dentes, sem desistir, sendo bastante otimista. O escorpiano tenta persuadir os outros de acordo com o que acredita - podendo ser bom ou ruim - e tem uma capacidade muito forte de conseguir isso. Há uma tendência de acreditar que a pandemia veio para transformar a todos, trazendo um outro tipo de consciência.

Sagitário

Eis um signo de Fogo meio desapegado, porque é mutável. Sagitário está sempre voltado à expansão de consciência, pois é regido por Júpiter e, também, rege naturalmente a casa nove, que é a casa do longe. Mesmo vivendo no Brasil, ele olha sempre o panorama mundial. Além do mais, quer ser dono da verdade. Se o Sol estiver bem aspectado, vai ter um contexto embasado, através de artigos científicos e notícias verdadeiras, antenado a tudo o que acontece mundo afora. É otimista, que não fica propagando desgraça. Além disso, tende a incentivar os outros com leveza e palavras de fé, recorrendo à espiritualidade, a fim de enfrentar tudo isso como uma fase da vida.

Capricórnio

Signo cardinal, iniciador, do elemento Terra, regente natural da casa dez, o capricorniano é o mais comedido em relação ao contexto geral. Com as pessoas que conhece, mais próximas, é terno e carinhoso; com as outras, mais fechado. Pode parecer distante e frio, mas é muito voltado ao contexto, com uma pegada de responsabilidade social, já que é regido por Saturno. O capricorniano é aquele que, de forma austera, sóbria, pondera sobre a estrutura de tudo que está acontecendo - do país e do SUS, do planejamento de vacinação e propostas do governo, por exemplo. Vai ser aquele que exige da família que use máscara e não aglomere - mas só se o Sol e Saturno estiverem aspectados. Se os dois astros não estiverem sendo bem trabalhados, será aquela pessoa que não se importa com o futuro de ninguém, desde que sua empresa esteja funcionando e gerando dinheiro.

Aquário

Quando bem aspectado, é o que signo que se dá melhor, pois é do elemento Ar (cuja temática é mental), regido por Urano (que tem a ver com insights, liberdade, improviso e rupturas), corregido por Saturno (significa responsabilidade) e regente natural da casa onze (justamente a casa do coletivo e da fraternidade). Por isso, a tendência é o aquariano ser o mais preocupado com o coletivo. Tem sentimentos humanitários genuínos e deseja o melhor para todo mundo. Mas se o Sol de Aquário não estiver bem trabalhado, pode ser fanático, rebelde, podendo promover bagunça e ruptura.

Peixes

O último signo de Água, regido por Netuno, é forte em criatividade, sonhos e empatia. O nativo é muito envolvido com o coletivo, porque Peixes é um signo de dissolução do ego - do tipo: 'eu já sei quem eu sou, então agora vou me doar para o Universo, para as pessoas'. Muito empático diante da pandemia, é o que mais acolhe, se envolve com caridade, participa de ONGs para ajudar as pessoas. Enxerga um contexto psíquico e o dano emocional que a atualidade causa. É um signo que vai se autossacrificar, se necessário. Agora, se o Sol não estiver bem trabalhado, pode tender ao escapismo, sem se dar conta de que já morreu mais de meio milhão de pessoas e que não há previsão de isso acabar totalmente tão cedo.