PUBLICIDADE

Topo

Alto Astral

Sonhou que estava sem máscara em aglomeração? Descubra o significado

Kyle Austin
Imagem: Kyle Austin

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

15/07/2021 04h00

"Tive um sonho horrível", disse a mãe, a tia ou o sobrinho pelo Whatsapp. A mensagem logo remete a pesadelos com gigantes enfurecidos, dentes caindo e perseguição de zumbis. Porém, todos esses cenários já viraram cringe. O novo pesadelo do momento é sonhar que se está sem máscara no mercado, na rua ou em uma aglomeração.

"A sensação ao acordar foi horrível, era como se de fato eu tivesse me colocado em uma situação de risco e precisasse sair correndo para fazer o teste de covid", relata Paula Rodriguez, auxiliar financeira de uma empresa de exportação de matéria prima. Dentro de seu círculo, ela não foi a única a ter visões parecidas durante o sono, que parece estar assombrando muitas pessoas desde que a pandemia começou.

Segundo Ivani Ferreira de Souza, psicóloga e psicoterapeuta com especialidade em trauma, o ato de sonhar revela e ilumina aspectos sobrepostos na totalidade do nosso existir. "Não só o medo, como também os desejos de realização, apropriação, reconhecimento e muitos outros. A questão que nos é apresentada pelo sonho não deve ser encarada, mas sim, revelada para que haja sua integração em nosso consciente", diz.

Desafios a encarar

A psicóloga explica que os aspectos simbólicos presentes em cada sonho trazem desafios e podem ser vistos como caminhos de autoconhecimento sobre questões conflitantes que nos habitam. "De modo geral, os sonhos podem ser divididos em 3 categorias: como resíduos das impressões vividas durante o período desperto, como a revelação das nossas apreensões e desejos mais disponíveis à consciência e como aspectos mais profundos e inconscientes de nosso psiquismo, relacionados ao nosso existir", diz.

Por sua vez, o medo pode significar aspectos da falta de integração consciente das ações cotidianas pouco compreendidas. Sendo assim, sonhar que está sem máscara em uma situação de risco frente à pandemia pode ser uma forma de o medo simbolizar ou trazer à consciência a necessidade de cuidado, proteção e atenção para aquilo que nos coloca em risco ao nos desconectarmos de nosso entorno.

Medo coletivo

"Sonhar que está sem máscara tem significados peculiares para cada pessoa. Afinal, o universo experiencial é singular. Podemos falar sobre o desejo de se libertar das máscaras com as quais encobrimos nosso modo de sentir e pensar. Também é possível falar em uma expressão de rebeldia e infantil contra as normas de cuidado mútuo estabelecidas. Podemos, ainda, falar de uma negação da realidade que nos assusta", pontua Ivani.

Além disso, o medo coletivo pode interferir no conteúdo sonhado. "Jung nos fala em inconsciente coletivo, a instância da psique que se conecta com o todo da experiência humana. Afinal o sonho possibilita adentrar nos aspectos que não são claros e integrados pelo indivíduo. Se vivermos em um ambiente ameaçador ou situações interpretadas como ameaçadoras, poderemos sonhar com isso."

Melhorando a qualidade do sono

A psicóloga ainda destaca que sonhar revela nossos hábitos automatizados, traumas e muito mais dimensões do nosso existir. Em circunstâncias atípicas como a que estamos vivendo, sonhar pode nos revelar aspectos estagnados e crenças limitantes em nosso modo de ação. Isso permite integrar, através dos desafios que aparecem, novas possibilidades. Porém, o sonhar não pode ser controlado pelo sonhador.

Por isso, para melhorar a qualidade do sono, Ivani indica criar um ambiente mais acolhedor para o momento de descanso. "Um banho quente com óleos essenciais, o uso de cristais e chás relaxante e práticas meditativas podem ajudar. Ao se deitar, faça um escaneamento sensorial começando pelos pés e chegando até a cabeça. Acompanhe o ritmo respiratório sem interferir, apenas permitindo que a respiração aconteça e seja observada", aconselha.

Alto Astral