PUBLICIDADE

Topo

Universa

DJ Ivis: Violência doméstica é cotidiana, diz Isabela Del Monde

Colaboração para Universa

12/07/2021 12h28Atualizada em 14/07/2021 09h26

A violência contra as mulheres é cotidiana, corriqueira e ocorre mesmo com a presença de crianças. O entendimento é da colunista de Universa Isabela Del Monde ao comentar o caso de agressão cometida por DJ Ivis. A análise foi feita em participação da colunista no UOL News exibido na tarde de hoje.

A companheira do artista, Pamella Gomes de Holanda, compartilhou ontem nas suas redes sociais uma série de vídeos que mostram o artista a atacando com tapas, socos e chutes. Em certo momento, Ivis agride a mulher com ela próxima ou até mesmo segurando a filha Mel, de nove meses. O produtor confessou as agressões, mas disse que é vítima de uma chantagem.

"As imagens realmente chocam muito e mostram como a violência entra de uma maneira quase cotidiana. Eles estão ali fazendo os afazeres domésticos, cuidando de uma criança (...) e ele bate nela de maneira extremamente violenta, no meio do dia, algo que parecia ali corriqueiro, portanto", comentou Del Monde, acrescentando que essas cenas de violência contra a mulher são comuns, embora, na maioria dos casos, não sejam filmadas.

A colunista disse que a justificativa dada por Ivis também é um discurso corriqueiro. "As mulheres são sempre culpadas e responsabilizadas pelas condutas dos homens. 'Ela me fez perder a cabeça, ela me fez agir assim, eu não teria como agir de outra maneira diante da situação'. Esse é sempre o discurso usado."

No mesmo dia da divulgação das imagens, o DJ foi desligado da produtora Vybbe, onde trabalhava. Del Monde acredita que isso já é uma consequência significativa do caso. "Já aconteceu alguma coisa. A gente precisa no Brasil se desvencilhar da ideia de que a única coisa que tem para fazer é punir alguém na esfera penal. Ele pode perder contatos, pode perder patrocínio, pode ter um impacto muito negativo na esfera social."

Universa