PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Elas bombam no TikTok mostrando o dia a dia com os namorados gringos

Jade Cavati e o namorado  Slavi  - arquivo pessoal
Jade Cavati e o namorado Slavi Imagem: arquivo pessoal

Priscila Carvalho

Colaboração para Universa

13/06/2021 04h00

O aplicativo TikTok está cada vez mais popular, além das dancinhas e dublagens, o app mostra curiosidades ao redor do mundo e traz vídeos que viralizam em poucos minutos. Foi o caso de alguns perfis de brasileiras que compartilharam o dia a dia com os namorados gringos e como eles se adaptaram aqui no Brasil. Os vídeos são bem divertidos e mostram os parceiros tentando falar um pouco de português e outras brincadeiras.

Universa conversou com três mulheres que contam um pouco do sucesso repentino na rede social, graças ao conteúdo sobre os boys importados.

"Coisas fofas que meu namorado gringo fala errado"

Drya Alves, 19 anos, do perfil @couple.miles e o namorado Nick - arquivo pessoal - arquivo pessoal
Drya Alves, 19 anos, do perfil @couple.miles e o namorado Nick
Imagem: arquivo pessoal

"Eu e o Nick nos conhecemos em 2019 em uma festa aqui no Rio de Janeiro. Foi a primeira vez que eu tinha ido a uma boate. Ficamos conversando e teve mais dois encontros. Ele estava viajando pela América do Sul e não ia ficar aqui no Brasil.

Durante nossos encontros, tivemos uma conexão muito forte e depois ele voltou para cá. Ficamos juntos, mas veio o coronavírus e ele teve que voltar para a Inglaterra. Depois disso, namoramos à distância por nove meses, até que as fronteiras do Brasil abriram em novembro do ano passado.

Quando ele estava aqui, resolvemos criar a conta no TikTok para mostrar nossa realidade e criar um álbum de memórias mesmo. Como o app ainda estava bombando, começamos com a conta em janeiro, os vídeos viralizaram muito rápido e atingimos 100 mil seguidores de forma orgânica.

Um dos vídeos que mais fez sucesso foi 'coisas fofas que meu namorado gringo fala errado', com 3,1 milhões de views e um outro com um quiz, no qual ele responde perguntas e curiosidades sobre o Brasil e, se não acerta, recebe um banho de mangueira no chuveiro. O conteúdo já está com mais de um milhão de visualizações. Hoje, já chegamos a meio milhão.

Moramos juntos aqui no Rio e, por enquanto, vamos continuar. O Nick adora o Brasil e eu também gosto. Pretendo terminar os estudos e decidir os próximos planos depois." Drya Alves, 19 anos, do perfil @couple.miles

"Brigando com seu namorado gringo"

Catarina Valdez, 25 anos, do perfil @cat.valdezf, e Zach, seu namorado - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Catarina Valdez, 25 anos, do perfil @cat.valdezf, e Zach, seu namorado
Imagem: Arquivo pessoal

"Nos conhecemos em um app de relacionamento e, na época, ele, que é americano, trabalhava em São Paulo. Eu falava mal inglês e no começo foi muito difícil a comunicação. A gente não entendia o que o outro queria dizer, fazíamos piada e ninguém compreendia muito bem.

Eu criei a conta no início da pandemia, porque estava com muito tédio e o instituto que eu trabalhava estava fechado. O primeiro vídeo que viralizou foi 'como é brigar com seu namorado gringo', que tem mais de dois milhões de curtidas. O Zach brigando e falando português é muito fofo e acho que as pessoas curtiram por causa disso.

Hoje, o aplicativo já nos remunera, seguimos postando os vídeos e temos cinco milhões de seguidores. Estamos juntos há quatros anos e agora moramos nos Estados Unidos. Pretendemos ficar por aqui e continuar produzindo conteúdo para a plataforma." Catarina Valdez, 25 anos, do perfil @cat.valdezf

Um búlgaro tomando Corote

Jade Cavati, 25 anos, do perfil @jadecavati (127 mil seguidores) e o namorado  Slavi  - arquivo pessoal - arquivo pessoal
Jade Cavati, 25 anos, do perfil @jadecavati (127 mil seguidores) e o namorado Slavi
Imagem: arquivo pessoal

"Eu fui fazer um intercâmbio como "au pair" e o Slavi, que é búlgaro, já morava nos EUA. Depois, eu voltei para o Brasil e mantivemos um namoro à distância.

Durante meu relacionamento, eu também fiz um intercâmbio na China e tivemos que conciliar um namoro longe. Tem algumas diferenças em namorar um europeu, porque eles não são muito calorosos e ele achava estranho eu fazer amizade com quase todo mundo.

Depois de quase dois anos sem se ver, ele veio para o Brasil, decidimos nos casar e ficar por aqui. Ele conheceu toda a minha família, mas eu ainda não conhecia os parentes dele, só uma tia que também morava nos Estados Unidos.

Eu criei o perfil no ano passado, bem no começo da pandemia, e não postava tanta coisa. Comecei a postar minhas experiências e a conta começou a crescer. Por enquanto, faço por hobby, mas quero voltar a fazer vídeos para o meu canal no Youtube.

O vídeo que mais viralizou foi ele provando Corote. Como ele é tímido, foi difícil convencer a gravar para o TikTok. Mas eu filmei ele provando os sabores e as pessoas gostaram. Hoje, o vídeo está com mais de 100 mil visualizações.

Agora, estou fazendo faculdade no Brasil e, por enquanto, estamos aqui. No futuro estamos pensando em ir para Bulgária para conhecer a família dele e depois vemos se moramos lá ou aqui." Jade Cavati, 25 anos, do perfil @jadecavati

Relacionamentos