PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Não sabe combinar o skincare? Essas duplas de ativos turbinam os efeitos

Ingredientes complementares potencializam resultados - Getty Images
Ingredientes complementares potencializam resultados Imagem: Getty Images

Karina Hollo

Colaboração para Universa

05/06/2021 04h00

Não é só a gastronomia e nos relacionamentos que existem duplas perfeitas. A combinação de ingredientes ativos na cosmética também é válida para otimizar resultados na sua rotina de cuidados com a pele. "Algumas substâncias agem em sinergia, aumentando a sua potência quando usadas juntos, em comparação a fórmulas isoladas", observa a dermatologista Letícia Bortolini, de Cuiabá. A chave para acertar, lógico, é entender as suas necessidades em primeiro lugar.

"Além, de aumentar a atividade, o ativo pode ter a função de ajudar a diminuir a irritação ou a hidratação, por exemplo, enquanto outros ativos trabalham", observa Daniel Coimbra, dermatologista do Rio de Janeiro. Ele conta que outros a ação sinérgica pode melhorar até a espaleabilidade do produto. A seguir, duplas consagradas para apostar:

Feitos um para o outro

Vitamina E + FPS
Juntar antioxidante e filtro solar é sempre uma boa. Dessa forma, o produto consegue reverter o dano oxidativo causado pela radiação UV. Os antioxidantes sempre são bem-vindos às fórmulas por potencializarem os efeitos de proteção celular e por aumentarem a durabilidade da fórmula impedindo que se perca efetividade com o passar do tempo, como é o caso das vitaminas E e C.

"No caso da vitamina E associada ao FPS, foi provado que ela, com a função antioxidante, aumenta a proteção celular quando exposta ao sol, potencializando o efeito fotoprotetor", diz Letícia.

Vitamina C + ácido ferúlico
Esses dois são antioxidantes que têm efeitos sinérgicos. "Juntos, oferecem efeito clareador, estimulador da produção de colágeno, além de potencializar a fotoproteção", explica a dermatologista.

Anote aí: é uma ótima opção para ser usada durante o dia. "Eles ainda têm forte poder antioxidante ajudando no tratamento de melasma e também das marcas de expressão", completa o farmacêutico Maurizio Puppo. Com comprovação em vários estudos, o ácido ferúlico potencializa a ação da vitamina C no fator antioxidante, deixando a pele mais iluminada. "Finalmente, o ácido ferúlico é um estabilizador, garantindo que a vitamina C seja melhor aproveitada pela pele", diz Daniel.

Niacinamida + peptídeos de retinol
O retinol é um derivado da vitamina A que turbina a renovação celular e o afinamento da epiderme, suavizando linhas finas. Entretanto, pode ser irritante para algumas peles.

"A associação à niacinamida tem maior poder clareador e causa menos irritação, uma vez que ela age como anti-inflamatório", conta Letícia. Os peptídeos de retinol ainda aumentam a produção de colágeno. "E a niacinamida, antioxidante, protege essa proteína da firmeza da pele", acrescenta o farmacêutico.

Ácido hialurônico + argireline
Todo mundo fala muito da hidratação com ácido hialurônico. "Ele pode ser associado a vitamina C e ácido salicílico, ou apenas a minerais e água thrmal. Em peles mais maduras podemos associá-lo ao argireline para garantir efeito tensor", fala Letícia.

Ácido tranexâmico + alfa arbutin
No caso da pele que tem manchas, a dupla power é ácido tranexâmico com alfa arbutin para acelerar os efeitos. "Quando associamos os dois clareadores, temos mais do que o dobro do clareamento", diz o farmacêutico e pesquisador Maurizio Pupo.

Beleza