PUBLICIDADE

Topo

Universa

Influencer é advertida por 'roupa inadequada' em prédio: 'Constrangimento'

Abinoan Santiago

Colaboração para Universa

14/05/2021 12h19Atualizada em 14/05/2021 14h51

A digital influencer e youtuber Gle Marquez usou as redes sociais para denunciar uma punição que recebeu do condomínio onde mora em São Paulo por "usar roupas inadequadas nas áreas comuns" do edifício e "causar desconforto" aos demais moradores.

Em nota, a administradora do condomínio confirmou o documento pelos motivos apontados pela influencer, mas negou que seja uma multa, e sim uma advertência. A empresa também afirmou que a modelo não tem contrato de locação no prédio, sendo visitante de um inquilino.

A jovem que, somando Instagram e Youtube, tem mais de um milhão de seguidores, conta que desceu às dependências do térreo do condomínio para tirar fotos usando uma espécie de biquíni composto por uma saia e amarrações. Isso teria gerado a advertência.

"É recomendado apresentar-se ou transitar pelo hall, corredores e demais áreas comuns do condomínio trajando-se de forma respeitosa, evitando exageros e constrangimentos", diz um trecho da carta de notificação lida pela influencer. O documento, obtido pelo UOL, é datado de 10 de maio.

Influencer foi advertida por roupas usadas em condomínio de São Paulo - Reprodução/instagram/@glemarquez - Reprodução/instagram/@glemarquez
Influencer foi advertida por roupas usadas em condomínio de São Paulo
Imagem: Reprodução/instagram/@glemarquez

Gle Marquez relatou que pretende entrar na Justiça contra o condomínio pelo constrangimento que diz ter passado ao receber o documento.

"Fui lá para o fundo [da área do condomínio] porque, não parece, mas tenho vergonha que os outros me vejam. Tirei a foto e subi correndo, mas não tem justificativa sobre a roupa que você usa. Vou atrás dos meus direitos e abrir processo contra danos morais", comenta.

Horas depois de denunciar o caso nas redes sociais, a influencer afirmou que conversou com o síndico do condomínio sobre o documento. Ele teria garantido que ela poderia retirar a notificação para "não causar conflitos", o que não a convenceu de desistir de processo judicial. "Não vou retirar nada, não", promete.

A administradora do condomínio confirmou que a influencer poderia retirar a notificação, mas não optou pelo recurso administrativo.

"Todo condomínio tem regras", diz advogada

O caso aconteceu no Condomínio Conexão Urbana - Edifício Evolução, em São Paulo. A advogada Nathalia Almeida Perez, da administradora do prédio, informou ao UOL que a influencer não é condômina e não tem contrato de locação do apartamento que usa.

O inquilino que consta no contrato do imóvel teria dito que a influencer "está passando uma temporada" no lugar.

Segundo a advogada, "todo condomínio tem regras e precisam ser seguidas".

"A influencer vem utilizando o residencial e área comum para postar fotos comerciais em sua rede social. Todo o condomínio tem regras e precisam ser seguidas, entre elas zelar pelo residencial e não afrontar as normas do condomínio, em respeito a condôminos que perdem a sua liberdade de ir e vir por se sentirem constrangidas, a exemplo, condôminos evangélicos e crianças menores", disse, em nota.

Nathalia ainda considerou que não ser razoável usar o condomínio para "tirar fotos insinuantes".

"Deve se levar em consideração o homem médio e não me parece razoável utilizar condomínio para tirar fotos com roupas insinuantes onde crianças brincam e idosos tomam sol. Para o síndico cada um tem o direito de se expressar e viver sua vida desde que não intervenha no convívio dos demais moradores. Temos a dizer que o condomínio não é local destinado a fotos artísticas", afirmou.

Universa