PUBLICIDADE

Topo

Alto Astral

Mandala Astrológica das Deusas ajuda a entender as energias do ano astral

Conheça a Mandala Astrológica das Deusas - Rawpixel
Conheça a Mandala Astrológica das Deusas Imagem: Rawpixel

Camila Eiroa

De Universa

17/04/2021 04h00

O ano novo astral já chegou e existem diversas maneiras de entender como serão as energias de cada mês. Seja através da astrologia, seja através de oráculos, as influências podem ser lidas e interpretadas para nos ajudar a fluir de acordo com as tendências.

Uma das ferramentas que pode ser usada com esse propósito é a Mandala Astrológica das Deusas, método que mistura as artes oraculares com a astrologia. Criada por Soraya Mariani, idealizadora da Universidade Sagrado Feminino, a leitura traz uma Deusa para cada mês astral.

"É um instrumento que nos permite descobrir, com o auxílio das casas astrológicas, quais Deusas vão estar presentes em cada mês do ano astrológico. Assim, podemos usufruir do auxílio desses arquétipos para trabalharmos as questões mais importantes de cada momento, em diversas situações", afirma Fernanda Guerra, terapeuta de Sagrado Feminino.

Deusas do amor... e muito mais!

Fernanda trabalha com cerca de 30 Deusas de maneira oracular, trazidas em papéis que representam as cartas do oráculo. Elas permeiam diversas mitologias, como a greco-romana, a hindu, a havaiana, a nórdica, a egípcia e também a africana. Cada divindade traz a possibilidade de trabalhar aspectos do inconsciente e do consciente com uma sabedoria divina.

"As Deusas trazem uma força, uma energia e uma dinâmica específicas. Quando trabalhamos para encontrar uma delas para cada casa astrológica, descobrimos quais energias estarão em destaque naquele mês. Além disso, nós possuímos todos esses arquétipos internamente, por isso temos a chance de ativá-los de acordo com a situação", diz Fernanda.

A terapeuta nos lembra que o ano astral começa entre os dias 19 e 21 de março, dependendo do ano, quando o Sol entra em Áries. Por isso, essa leitura vai considerar março como o primeiro mês, abril como o segundo e assim em diante, até completarmos os 12 signos e as 12 casas zodiacais. Sendo assim, é um método bastante procurado na virada de ano astrológico.

Método terapêutico

"Além de descobrirmos uma Deusa para cada mês tirando as cartas de maneira intuitiva, descobrimos uma Deusa madrinha. Ou seja, aquela que vai se fazer presente durante todo o ano. Descobrir esse arquétipo é bastante interessante para entender quais as tendências que estaremos imersas durante esse ciclo. Também podemos nos conectar com essa divindade quando precisarmos de conselhos ou auxílio", explica a terapeuta.

Segundo ela, a Mandala Astrológica das Deusas é, em primeiro lugar, um poderoso instrumento de autoconhecimento. Antes de prever exatamente uma situação, a leitura permite reconhecer as energias que estarão presentes internamente em cada etapa do ano astral. Com isso, descobrimos as chaves para lidar com cada emoção e situação.

Algumas Deusas trabalhadas

Afrodite

Conhecida como a Deusa da beleza, do planeta Vênus, trabalha a paixão, a sedução e a beleza. Não apenas a externa, como a interna também. Vem trazer a mensagem dos nossos valores e atributos pessoais, ensinando a como valorizá-los.

Kali

Deusa hindu de diversas facetas, representa o poder de regeneração e transformação da própria natureza. É aquela que permite destruir o velho para que o renascimento seja pleno. Trabalha nossos aspectos mais negados e obscuros para que possamos acessar nossa fonte de poder.

Ártemis

É a Deusa grega da caça e foi cultuada como grande protetora das mulheres, dos animais e do parto. Tem conexão com a Lua e permite o desabrochar de nossa coragem. Trabalha a independência feminina e a capacidade de gerir a própria vida com atitude.

Oxum

É tida como a Deusa das águas, uma orixá cultuada em religiões afrodescendentes e que trabalha a fertilidade. É aquela que aprecia as coisas belas da vida e que vai destacar nosso poder gerador e acolhedor. Influencia nossos processos emocionais, trazendo mais entrega, fluidez e leveza para os sentimentos.

Isis

Deusa egípcia que vem trabalhar os aspectos maternais de nossa vida. Proporciona proteção, nutrição dos nossos sonhos e bênçãos para a saúde. Mostra que precisamos de acolhimento e de pessoas que respeitem nossos sentimentos. Permite trabalhar a auto-compaixão.

Freya

É uma Deusa nódica muito antiga que trabalha a sexualidade, a fertilidade, as artes e também os processos de morte simbólica. É a capacidade de viajar além das fronteiras para acolher nossos desejos mais genuínos.

Alto Astral