PUBLICIDADE

Topo

Papo de vagina

Simone reclama de excesso: como fica a menstruação depois do parto?

Simone, que teve sua bebê em fevereiro, disse que a menstruação está desregulada - Reprodução / Instagram
Simone, que teve sua bebê em fevereiro, disse que a menstruação está desregulada Imagem: Reprodução / Instagram

Ana Bardella

De Universa

10/04/2021 17h01

A cantora Simone, da dupla com Simaria, compartilhou hoje através do Instagram um incômodo que vem sentido após o parto da filha Zaya, que aconteceu em fevereiro deste ano: o excesso de menstruação.

Quando questionada por uma de suas seguidoras se havia conseguido retomar a vida sexual depois do nascimento da bebê, ela respondeu: "Minha filha, o diabo dessa menstruação não vai embora de jeito nenhum. Ô coisa difícil, meu Deus do céu". Em seguida relatou que já questionou o médico para saber se a situação é normal e que irá ao consultório checar se está tudo bem com sua saúde.

De acordo com Leopoldo Cruz Vieira, ginecologista, obstetra e mastologista do Hospital HSANP, é natural que a menstruação sofra alterações depois do parto. Veja a seguir as principais dúvidas sobre o assunto:

Quanto tempo depois do parto a mulher começa a menstruar?

"A resposta depende de diversos fatores: em mulheres que já tinham a menstruação bem regulada e que optaram por não amamentar, a menstruação pode retornar depois de um mês. Nas lactantes, o mais comum é que ela retorne quando o intervalo entre as mamadas do bebê começa a diminuir", explica. Isso ocorre porque a amamentação libera um hormônio chamado prolactina, que inibe a ovulação. Mas não há como prever uma data: cada organismo reage de uma maneira. Ao todo, a mulher pode ficar até seis meses sem menstruar depois do parto.

A menstruação pode mudar depois de ter um filho?

Sim. Dificilmente depois de uma gravidez o útero volta a ter o tamanho de antes. "Quanto mais gestações uma mulher tem, maior o seu útero tende a ficar", aponta o médico. Com isso, a menstruação também se altera: o fluxo sanguíneo tende a ficar maior, bem como o número de dias que a mulher apresenta o sangramento. A textura e a coloração da menstruação também podem mudar.

Quando a mulher deve se preocupar?

Em qualquer mulher, independentemente de ter passado por uma gestação, o normal é que a menstruação dure até 8 dias. Se o sangramento ultrapassa esse período de tempo ou se causa dor, desconforto, cansaço ou mal estar excessivo, vale a pena procurar um ginecologista para que ele possa fazer uma avaliação do caso.

Tudo bem ter relações sexuais nos dias da menstruação?

Desde que seja prazeroso para ambas as partes, não há problemas em transar menstruada. "A única recomendação dos médicos é de que o casal respeite o período de resguardo, ou seja, passe pelo menos quarenta dias sem praticar o ato da penetração depois do parto, a fim de que o assoalho pélvico possa se recuperar corretamente", alerta o ginecologista.

Questões emocionais influenciam na duração da menstruação?

Sim. "Em especial na pandemia, estamos observando um aumento de pacientes incomodadas com a irregularidade de seus ciclos. Muitas delas se queixam, inclusive, de um aumento no fluxo de sangue. Precisamos lembrar que fatores emocionais, tais como ansiedade e estresse podem interferir no funcionamento do organismo feminino e devem ser levados em conta no momento da avaliação clínica", diz.

Papo de vagina