PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Não valeu a pena: "furei a quarentena pra transar e o date foi ruim"

Ninguém merece furar o isolamento, colocar você mesma e outros em risco e ainda ter que aguentar um date ruim. - StefaNikolic/Getty Images
Ninguém merece furar o isolamento, colocar você mesma e outros em risco e ainda ter que aguentar um date ruim. Imagem: StefaNikolic/Getty Images

Lisandra Steffen

Colaboração para Universa

24/03/2021 04h00

A quarentena da covid-19 completou um ano agora em março. É um período muito maior do que o esperado e muitas pessoas acabaram saindo do isolamento nesse tempo. Dates ruins podem acontecer o tempo todo, mas, aparentemente, a frustração é maior durante a pandemia. Afinal, ninguém merece furar o isolamento, colocar você mesma e outros em risco e ainda ter que aguentar um date ruim.

Seja porque não teve química, o rolê não saiu como o esperado ou até porque a pandemia deixou as pessoas mais inseguras, algumas mulheres acabaram colecionando situações constrangedoras. Os motivos são diversos e, pensando nisso, Universa escutou algumas leitoras que resolveram desabafar e contar as experiências ruins em encontros.

Não vale sua saúde

Às vezes, um date pode ser ruim para uma pessoa e a outra não compartilhar dessa mesma opinião. Nathália acredita que foi isso que aconteceu com ela. Enquanto a moradora do litoral gaúcho esperava um papo engraçado, bebidas, uma comida legal, a outra pessoa poderia estar esperando só beijo e sexo. Só que, por não estarem alinhados, o date, na perspectiva dela, foi constrangedor.

O boy insistiu muito para saírem e acabou aceitando. O convite foi para tomar vinho e comer pizza na casa dele. Nathália lembra de ter dado algumas opções de sabores que gostava e ficou esperando pelo dia do encontro.

Eles foram buscar a pizza juntos e conversaram um pouco dentro do carro. Quando chegaram em casa, a surpresa: a pizza era de strogonoff de carne, um sabor que Nathália odeia. Já é um ponto negativo, mas a situação não parecia melhorar. "O boy trabalha com venda de móveis e, durante o date, ficou no telefone o tempo todo respondendo clientes e não conversava comigo", conta.

Depois, resolveram assistir um filme. O filme em alta da Netflix Brasil naquele dia era "Amiga do inimigo", com participante do BBB 21, Viih Tube. "O filme era ruim terminou de quebrar o clima", explica Nathália, que só queria ir embora. Nem o beijo e o sexo, que vieram depois, encaixaram. O boy convidou ela para dormir, que falou que não podia, pois tinha um compromisso no dia seguinte. "Nem sei o que inventei pra ele, já que nem tava saindo de casa", confessa.

Nathália, que, hoje, ri da situação, aconselha: "Foi totalmente um date frustrado, me arrependi muito de ter saído por esse motivo. Não façam isso, fiquem em casa, a saúde não vale algumas coisas".

Ótimo para quem?

Quando Júlia*, 23 anos, foi convidada para ir no parque próximo de casa, achou que seria só um date normal. A crush já havia namorado a ex de Júlia., o que também não intimidou ela. No início, o encontro estava saindo como o esperado, até que o assunto foi parar no modelo do tênis de Júlia. "Eu comentei que só usava All Star, aí ela largou um 'fulana também, né' e começou a questionar minha relação com a ex."

Ela quis saber como foi o início e o término delas, enquanto comentava sobre o relacionamento dela e questionava se foi parecido com o de Júlia. "Eu tava só a Maísa tomando guaraná", brinca. "Ela passou horas falando da guria e me mostrou uma tatuagem que fez pra ela, aí eu desisti do date", completa.

Júlia ainda levou a crush na parada de ônibus. "Porque eu sou uma boa pessoa, mas, na hora de dar tchau, zero beijos. Ela me deu um abraço, agradeceu por ouvir ela e disse que foi uma tarde ótima", finaliza.

O nervosismo de furar a quarentena não ajudou

Camila*, 21 anos, estava sem sair com ninguém há um ano quando resolveu furar o isolamento. Antes disso, só saía para o mercado e atendimentos médicos. O date foi com alguém que ela já conhecia e eles já tinham ficado em 2019. Depois de passar quase toda a quarentena trocando mensagens, resolveram sair.

"Como eu estava sem sair há um tempão, foi muito estranho. Estava insegura. Cheguei lá de máscara e tal, mas foi estranho, não estava mais acostumada com aglomerações", comenta rindo. A paranoia de estar furando o isolamento também não ajudou Camila a relaxar.

"A gente foi assistir Netflix e aí começaram os beijos, mas o boy estava ansioso, pulou preliminares, ignorou coordenadas? o que já não estava bom, fica pior", explica. No fim, o date acabou sendo uma mistura de emoções, todas elas negativas. Era melhor ter ficado em casa...

O último date
Dates ruins podem acontecer, inclusive, com quem estava em um relacionamento sério na quarentena. Foi o caso de F.*, 23 anos. Ela começou a namorar no final de 2019 e passou o ano de 2020 revezando as casas, com o boy, nos finais de semana.

No dia 28 de dezembro, nas vésperas da virada do ano, ela foi para o date com o namorado que resolveu que aquele dia seria um bom momento para terminar o relacionamento. "Ou seja, eu passei o ano inteiro gastando gasolina pra ir pra casa dele, nos finais de semana, pra, no final do ano, ele não estar feliz e terminar".

* Os nomes foram trocados a pedido das entrevistadas.

Relacionamentos