PUBLICIDADE

Topo

Ex-marido suspeito de matar dentista é preso em Pernambuco

Dentista Emelly Nayane Ribeiro morreu por asfixia, segundo laudo - Reprodução/Facebook
Dentista Emelly Nayane Ribeiro morreu por asfixia, segundo laudo Imagem: Reprodução/Facebook

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL, no Recife

28/02/2021 19h44

O ex-marido da dentista Emelly Nayane Ribeiro, que morreu na última semana, foi preso na região metropolitana do Recife como o principal suspeito do crime.

A Polícia Civil chegou até Lívio Quirino Neto em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça de Pernambuco. O ex-companheiro da vítima deve ser indiciado por feminicídio, afirmam os investigadores.

Familiares de Emelly afirmam que Lívio não aceitava o fim do relacionamento. Não há informações, até o presente momento, sobre quem será o advogado responsável pela defesa do suspeito.

Morte por asfixia

Emelly deu entrada em um hospital de Paulista, no Grande Recife, na última segunda-feira (22), mas não resistiu. O atestado de óbito dela aponta marcas de asfixia por esganadura.

Procurada para comentar a prisão do ex-marido, a mãe da vítima, Josemere Bento, comemorou o que chamou de "começo da justiça".

"Ela adorava ajudar as pessoas e hoje vejo ela sendo ajudada. Preciso muito da ajuda de todos para que ele não saia da prisão", disse.

"A batalha ainda vai ser grande, mas eu creio que ele responderá pelo que fez a minha filha. Continuarei orando para que a justiça seja feita", continuou.

Uma familiar contou que, no dia da morte, Emelly estava na casa do pai do suspeito para uma conversa. No caminho de volta, ele teria ligado para ela dizendo que se mataria.

Emelly, ainda segundo a familiar, retornou a casa para acalmar Lívio Quirino. Vizinhos chegaram a ouvir uma discussão que foi silenciada por um som muito alto. Logo depois, Emelly precisou ser socorrida e não resistiu.