PUBLICIDADE

Topo

Minha história

"Fiz um chá de bebê para minha égua de estimaçãoe teve até ensaio de fotos"

Letícia e Estrela durante o chá de bebê da égua - Arquivo pessoal
Letícia e Estrela durante o chá de bebê da égua Imagem: Arquivo pessoal

Letícia G. B. da Silva em depoimento a Simone Machado

Colaboração para Universa

24/02/2021 04h00

Por ser alérgica eu nunca tive um animal de estimação em casa, como gato ou cachorro. Meu primeiro contato com bichos foi com um cavalo do meu pai que ficava em um sítio de um amigo da família. Mas nunca fui muito apegada a ele.

Lembro-me que quando eu tinha 11 anos meu pai me levou para acompanhá-lo em uma cavalgada, aqui na minha cidade, Maringá (PR). Foi justamente durante esse evento que conheci a Estrela. Foi amor à primeira vista.

Ela era uma égua linda, marrom, muito calma e dócil. Na época ela deveria ter uns três anos e estava à venda. Não me contive e passei a pedir insistentemente aquele animal de presente para meu pai. Falei tanto que ele comprou naquele mesmo dia e me deu a égua, que ganhou o nome de Estrela.

Foi inexplicável o que senti ao ver aquela égua. Ela era tão bonita e dócil que senti uma conexão muito grande entre a gente desde o primeiro olhar.

Como moramos em uma casa na cidade não teve como levá-la para lá, por isso a Estrela fica no sítio de um amigo da família, junto com o cavalo que meu pai tem. Eu trabalho como vendedora em uma loja e estudo, por isso muitas vezes não consigo vê-la durante a semana, mas aos sábados e domingos faço questão de ir ao sítio passar o dia com ela.

'Somos parceiras, Estrela é o meu amor'

Desde que a Estrela chegou, sempre fomos muito parceiras. Ela é o meu amor. Por ser muito tranquila consigo montá-la até mesmo sem cela, mas sempre tenho muito cuidado para não machucá-la. Confesso que tenho dó de colocar muito peso em cima dela.

Durante os momentos em que estamos juntas faço de tudo para que ela se sinta bem e amada. Ela ama comer feno, ração e goiaba. Minha Estrela é uma mistura de Quarto de Milha e Mangalarga e cruzou com um cavalo Mangalarga do amigo do meu pai que divide espaço com ela no sítio.

Desde que descobrimos a gravidez, há uns oito meses, passei a mimar e redobrar os cuidados com ela, afinal a minha égua é uma mamãe de primeira viagem. Quando completou seis meses de gestação parei de montar na Estrela para não prejudicar a gestação e também para preservar a saúde dela e do potrinho.

Já está decidido: o primeiro filhote da Estrela ficará com a gente e vai crescer junto à mãe, não vamos separá-los. Se for macho, vai se chamar Jack; e se for fêmea, será Dama.

Letícia Gonçalves Becio da Silva - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

'Queria uma festa grande, mas pandemia impediu'

A gestação de uma égua demora, em média dez meses, até o nascimento do filhote e foi ao descobrir que a Estrela seria 'mãe' que também surgiu a ideia de fazer um chá de bebê para ela e comemorar esse momento tão especial.

Pesquisando sobre gestação de cavalos na internet, um dia me deparei com uma sessão de fotos de um 'chá de bebê' de uma égua e logo pensei: a Estrela merece uma sessão de fotos de grávida [prenha]. Ela me dá tanto amor, não custa devolver um pouco desse carinho. Eu queria ter uma recordação desse momento único da gravidez dela.

Conversei com os meus pais, que logo compraram a ideia comigo. Eu queria muito fazer algo maior, com a presença de diversos cavalos e pessoas, mas, por causa da pandemia da covid-19, não foi possível.

Convidamos apenas alguns familiares mais próximos e alguns amigos para a celebração, que aconteceu no domingo, dia 14. O pai do filhote e a família deles também estiveram presentes, é claro.

Teve comida, bebida e, como todo chá de bebê, também não poderia faltar um ensaio de gestante, para marcar esse momento tão especial na vida da égua e da nossa família

Um fotógrafo amigo da minha família topou a ideia e me presenteou com as fotos do ensaio. Como cenário usamos o próprio sítio onde a Estrela fica. Como não sabemos o sexo do filhote, minha mãe comprou um lençol azul e outro rosa para vestirmos a Estrela. Além disso, fui até uma lojinha e comprei enfeites de flores para colocarmos na cabeça, tanto na minha quanto na dela.

Durante as fotos ela se comportou muito bem, parecia estar feliz com tudo o que estávamos fazendo para ela. Por ser muito dócil não foi difícil fazer as fotos. O resultado foi muito melhor do que eu imaginei. O que era para ser uma comemoração em família acabou ganhando repercussão e fico feliz, afinal posso demonstrar o amor que tenho pela minha Estrela.

'Quero que o filhote seja meu presente de aniversário'

O momento de a Estrela dar à luz está muito próximo e já não me aguento de tanta ansiedade. Dizem que os filhotes costumam nascer na virada da lua e dia 28 de fevereiro começa a lua cheia.

No dia 1º de março é meu aniversário, completo 17 anos, e estou torcendo muito para que o filhote nasça nessa semana, será o meu melhor presente de aniversário. Se eu conseguir quero estar presente no momento do parto e acompanhar de perto a chegada do novo membro da nossa família."

Minha história