PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Maquiadora ganha 200 mil seguidores após marido divulgar seu perfil no Uber

Reverson é motorista de aplicativo e tem um placa com o @ da esposa, que faz tutoriais de maquiagem, no carro - Arquivo pessoal
Reverson é motorista de aplicativo e tem um placa com o @ da esposa, que faz tutoriais de maquiagem, no carro Imagem: Arquivo pessoal

Júlia Flores

De Universa

07/02/2021 16h17

A maquiadora Stephanie Prestes, 24, sonhava em ter milhares de seguidores mas jamais imaginaria que, de um dia para outro, teria mais de 200 mil pessoas no seu perfil Instagram. A fama repentina se deve ao marido dela, Reverson, 26. Ele, que é motorista de Uber, colocou uma placa dentro do carro divulgando o arroba da mulher. Na última quarta-feira (4), uma passageira se encantou com o gesto e compartilhou uma foto da plaquinha no Twitter. Dali em diante, o celular de Ste não parou de receber notificações de novos seguidores.

"Estou perdida ainda, sabe? Eu esperava um dia ser reconhecida, sempre me dediquei, mas não esperava que isso acontecesse do dia pra noite. Fiquei assustada. É inacreditável!", disse Stephanie a Universa. Ela conta que investe no sonho de se tornar uma influenciadora digital desde o começo de 2020.

A sorte bateu na porta, ou melhor, entrou no carro de Reverson, por acaso. Ele faz corridas por aplicativo e conta que quase nunca sai de Curitiba. Na última quarta, porém, fez uma corrida para a região litorânea do Paraná, aonde pegou a passageira que mudou a realidade do casal.

"Perguntei para ela (Luma) se gostava de maquiagem, se seguia alguma blogueira, aí falei da minha esposa. 'Ela está começando agora'. Deixei a Luma no destino final e segui para casa. Quando encontrei minha esposa, ela contou que estava recebendo novos seguidores. Uns 100 seguidores... aí descobrimos o tuíte. À noite já tinha mais 300 followers. No outro dia veio a surpresa", conta Reverson. Agora, o perfil de Ste no Instagram já tem mais de 210 mil seguidores. E o número não para de aumentar.

A louca vida de uma mãe tentando ser blogueira

Em sua página do Instagram, Stephanie compartilha vídeos, fotos, tutoriais e brincadeiras do cotidiano. "A louca vida de uma mãe tentando ser blogueira" é o que diz a biografia do perfil. Stephanie e Reverson estão juntos há quase 10 anos e são pais de duas meninas, uma de 6, outra de 2.

A ideia de Stephanie de se tornar uma influenciadora surgiu depois da segunda gravidez. "Após dar à luz a minha segunda filha, tive problemas de ansiedade e princípio de depressão pós-parto. Fiquei muito sozinha, me sentia só. Quando comecei a produzir conteúdo para a internet, minha filha estava com um ano e parece que aquilo me preencheu. Pensei: 'Isso é pra mim, é pra minha vida'".

Reverson fala sobre essa decisão: "Ela perguntou pra mim o que eu achava da ideia. E como ela estava meio depressiva na época, achei que seria a chance que ela precisava. Confesso que não aceitava no início, tinha ciúmes, ela é muito bonita. Mas eu decidi apoiá-la porque ela precisava, não ia jogar mais um balde de água fria nela. Agora até eu gravo os stories".

Stephanie compartilha que sempre gostou de se maquiar, chegou a fazer cursos na área, mas boa parte do que sabe hoje se deve a tutoriais que viu na internet. "Tive vários empregos, mas eu não consegui terminar meus estudos porque casei cedo e logo engravidei. Minha irmã era manicure na época e eu falava pra ela: 'Tenho tanta vontade de fazer algo que eu goste'. Foi quando eu comecei a aprender a me maquiar melhor, passei a maquiar as clientes da minha irmã também, foi indo. Decidi me dedicar à área".

"Nos dias em que eu estou ansiosa, em crise, se eu sento na frente do espelho, me maquio e gravo os vídeos é o que me acalma", completa.

Quando ela criou um perfil no Instagram, a princípio, era para falar sobre maternidade. "Eu vi uma história de uma criança que foi muito exposta e aí fiquei meio assim... sei lá, não queria depender delas para o meu crescimento. Eu queria crescer para poder dar tudo o que elas queriam, não era para mim. Aí migrei para maquiagem", diz.

Divulgação de corrida em corrida

A ideia de divulgar o trabalho de Sté no carro foi uma forma de, na verdade, dosar o ciúmes da esposa. "No começo ela sentiu um pouco de receio de eu virar motorista de Uber. Ela ouviu algumas histórias sobre passageiras que davam em cima. Aí eu pensei: 'Poxa, né, vou mostrar pra ela que eu apoio o trabalho dela e vou conseguir seguidoras pra ela'. Quando as passageiras entravam, eu já falava da minha família, da minha esposa, para elas se sentirem à vontade. Perguntava: 'Você gosta de maquiagem? Minha esposa é blogueira, se quiser acompanhar o trabalho dela'"

O casal Reverson e Stephanie - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
O casal Reverson e Stephanie
Imagem: Arquivo pessoal


"Ficava falando, repetindo o arroba, até que decidi colocar a placa com o nome do perfil dela. Facilitou. Ao chegar em casa e perguntava para a Stephanie quantas seguidoras ela tinha ganhado", brinca Reverson, que é interrompido por Ste: "Ele sempre chegava em casa empolgado. Pedia para ver os seguidores novos pra saber se conhecia ou não".

No começo do ano, porém, o sonho quase foi interrompido. Stephanie quebrou o celular e, sem dinheiro para arrumar o aparelho, pensou em desistir, como conta Reverson. "A gente está pagando ainda o aparelho. Ela ficou muito triste e falou que ia desistir. Eu falei 'não, se eu puder, vou trabalhar 24 horas por dia, mas você não vai abrir mão do seu sonho, porque você já chegou até aqui'. Ela aceitou e criou um plano de metas. Ela queria chegar até 10 mil followers e ganhar a primeira parceria paga. A gente já tinha feito investimento na carreira dela, comprado luz, mesinha, maquiagem"

Agora, os planos para o futuro de Stephanie são maiores. "Sempre quis reformar a casa da minha mãe. Eu via as blogueiras fazendo isso e decidi que vou conseguir, independente do tempo que levar. Foi o Reverson que sustentou a família durante todo esse tempo e ele nunca me negou nada, tudo o que eu precisava ele sempre me deu. Sempre tive vontade de retribuir. Somos simples, humildes. Sei que a internet ajuda as pessoas com isso, é difícil encontrar um emprego em que você cresça tanto a ponto de falar 'agora vou sustentar minha família'".

Relacionamentos