PUBLICIDADE

Topo

Universa Vê BBB

#MulheresnoBBB: "Perder o prêmio foi o pior momento da vida", diz 1ª campeã

Cida Santos, campeã do BBB 4 - Reprodução/Instagram
Cida Santos, campeã do BBB 4 Imagem: Reprodução/Instagram

Mariana Gonzalez

De Universa, em São Paulo

25/01/2021 04h00

Há cinco anos, apenas mulheres vencem o Big Brother Brasil e, hoje, o placar está empatado — são dez campeãs e dez campeões na história do programa. Mas nem sempre foi assim. Apenas na quarta edição, em 2004, o reality teve uma vencedora mulher: Cida Santos, uma babá do Rio de Janeiro, levou o prêmio, à época de R$ 500 mil, um terço do valor atual.

Anos mais tarde, no entanto, Cida perdeu toda a quantia e também a casa que comprou com ela, no Rio de Janeiro, depois de fazer empréstimos, ajudar a família e enfrentar processos judiciais. À Universa, ela relata "o pior momento da minha vida", mas também os meses felizes de férias que viveu na Casa, então aos 21 anos.

Até a estreia do BBB deste ano, em 21 de janeiro, Universa publica depoimentos de ex-participantes que tiveram suas passagens pelo programa marcadas por debates importantes, especialmente para as mulheres.

Cida vence BBB 4 - TV Globo/Jaq Joner - TV Globo/Jaq Joner
Cida venceu o Big Brother Brasil 4 e levou o prêmio, que na época era de R$ 500 mil, um terço do valor atual
Imagem: TV Globo/Jaq Joner

"Eu até esqueço que fui a primeira mulher a ganhar. Mas é um marco importante. Abri a porta. Os homens estavam ganhando na frente, depois de mim vieram a Mara [Viana, em 2006], a Maria [Melilo, em 2011], e aí já era, veio um monte de mulher na vencendo [há cinco anos, apenas mulheres vencem o programa].

Para mim, foi gratificante. Um momento único na vida.

Por ser pobre, de família humilde, todo mundo achava impossível. Minha família achava que eu estava louca. Mas eu sabia que ia entrar. Quando entrei, sabia que ia ganhar. Não sei explicar como, mas sabia.

Quando cheguei na casa, fiquei um pouco perdida, as pessoas já estavam ali [Cida entrou no programa dois dias depois dos demais participantes, escolhida por sorteio]. Fiquei meio tímida, mas depois aquilo ali virou férias, um momento para aproveitar tudo que eu nunca tive oportunidade na vida. Piscina, festas, comidas deliciosas. Eu curti horrores. Até esqueci as câmeras. Aproveitava tudo.

Entrei por conta do prêmio, todo mundo naquela época entrava por isso. Não tinha a visibilidade que a internet dá hoje. Queria o prêmio mesmo, para ajudar minha família, mudar minha história, mas com R$ 500 mil não dá para fazer muita coisa [até 2004, o prêmio era equivalente a um terço do valor atual], mas ajuda.

Naquele ano, tinham os mais pobres: eu, a Solange [Couto], o Thiago [ Lira, que disputou a final com Cida] éramos os mais humildes. Chamavam a gente de ala pobre. Eu não me ofendia, não me ofendo até hoje. Sou pobre com muito orgulho, pobre de cabeça erguida.

Quando eu venci, agradeci muito a Deus, e meu primeiro pensamento era de comprar minha casa. Comprei uma para mim — era boa, confortável, espaçosa, porque eu já tinha planos de ter filhos — e outra para a minha irmã. Ajudei minha família como pude.

Cida bbb 4 - TV Globo/Jaq Joner - TV Globo/Jaq Joner
Imagem: TV Globo/Jaq Joner

Queria ter ido pro Nordeste, viajar, conhecer. Ainda é meu sonho, mas não consegui. Até hoje isso dói em mim.

Eu não perdi o dinheiro, eu perdi a casa onde investi quase tudo. Vieram processos, apareceu uma pessoa de quem eu fui fiadora, perdi muito dinheiro com advogado também. Fiz acordo de boca, fui sacaneada. Foi o pior momento da minha vida.

Eu investi na casa própria, que era um sonho, e perdi. Aquilo era o meu futuro, o futuro dos meus filhos. Todo mundo fala que eu fui burra. Mas eu procurei ajudar pessoas. Fui ingênua. Eu era muito novinha, tinha 21 anos, não tinha a cabeça que eu tenho hoje.

Meu sonho é recuperar minha casa, ou voltar a ter uma casa digna. E ter um sítio também. Não sei se é possível, mas é meu sonho. Hoje eu não estou trabalhando, faço alguns trabalhos na internet [publicitários], mas não tenho nada fixo.

Eu sou casada, me casei de novo, com uma pessoa maravilhosa, um homem que veio para somar, e que ficou comigo pelo que eu sou, não pelo que eu poderia proporcionar. Ele é entregador. A gente batalha juntos, sonha juntos. Hoje estou num momento feliz, mas faria muita coisa diferente".

Universa Vê BBB