PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Você acha que sua vida sexual está boa? Saiba como deixá-la incrível!

Uma vida sexual saudável ajuda no relacionamento também fora da cama - blackCAT/Getty Images
Uma vida sexual saudável ajuda no relacionamento também fora da cama Imagem: blackCAT/Getty Images

Heloisa Noronha

Colaboração para Universa

20/01/2021 04h00

Não é preciso esperar a vida sexual ficar morna, entrar no modo rotina ou, pior ainda, que esfrie significativamente para buscar melhorias. É bem mais fácil e produtivo investir na qualidade do sexo quando as coisas vão bem e a sintonia do casal na cama está em dia.

Por quê? Veja quatro motivos pontuados por especialistas:

A comunicação fica mais fácil

Quando o sexo está fluindo bem é o momento ideal para ousar, arriscar, experimentar coisas novas, brincar e se divertir junto. Quanto mais gostoso é o sexo, mais motivação o casal tem para continuar vivendo momentos quentes a dois. Além disso, há mais espaço, liberdade e conforto para conversar sobre fantasias, desejos e dúvidas, bem como expor medos e fragilidades. A intimidade ganha reforço e o par se sente mais cúmplice na cama. Juntos, também podem explorar a própria criatividade erótica e descobrir possibilidades diferentes de prazer e excitação.

Para manter é preciso continuar investindo

Quando o casal vive um momento de plena sintonia sexual, dificilmente vai querer abandonar esse patamar. Não se trata de manter as expectativas sempre elevadas, mas de praticar aquilo que funciona, excita e é bom para os dois. E, quanto mais se transa, maior se torna a vontade de transar, o que se reflete em colocar o sexo como prioridade na vida. O que isso significa: encontrar tempo para ficar juntos, alimentar a mente com pensamentos eróticos, propor coisas novas para apimentar a relação, saber lidar com a rotina e não deixar que a preguiça se instale.

Disposição ajuda a potencializar outras áreas da relação

É comum que um problema na convivência a dois não abale drasticamente a química de um casal. No entanto, quando existe falta de comunicação ou algum ruído na interação entre quatro paredes, isso acaba respingando no dia a dia doméstico. Uma vida sexual saudável e prazerosa, portanto, ajuda a estabelecer as bases de uma boa comunicação também fora da cama, estimula o casal a definir planos juntos e aumenta a tolerância a pressões externas como questões familiares, problemas profissionais, demandas financeiras, etc. Investir no sexo bom é investir na sua felicidade, no senso de bem-estar geral e na qualidade de vida. Quem mantém a vida sexual funcionando bem costuma relatar mais vitalidade e menos desgaste com situações estressantes.

Sexo bom = autoestima em dia

Ter orgasmos com frequência libera uma porção de hormônios - endorfinas, por exemplo - que provocam a sensação de bem-estar. Já a oxitocina, conhecida como "a droga do amor", eleva o sentimento de cumplicidade e intimidade com o outro. Tudo isso forma um combo que promove um upgrade na autoestima, aumentando a confiança, a autoaceitação e a conexão com o próprio corpo. E esses benefícios, por sua vez, se convertem em novas vantagens ao espantar para longe a ansiedade, as preocupações e até as paranoias estéticas na hora de transar, tornando a mulher mais envolvida e entregue ao sexo.

Fontes consultadas: Carla Guth, psicóloga e psicopedagoga, de São Paulo (SP); Gabriela Daltro, psicóloga e sexóloga da plataforma Sexo sem Dúvida, e Lilian Fiorelli, ginecologista especialista em sexualidade feminina e uroginecologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP).

Sexo