PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Tranças afro são boa opção para o verão; conheça os estilos possíveis

Sah Oliveira usa tranças soltas, feitas desde a raiz do cabelo, mas que não têm o efeito embutido - Reprodução/Instagram/@eusaholiveira
Sah Oliveira usa tranças soltas, feitas desde a raiz do cabelo, mas que não têm o efeito embutido Imagem: Reprodução/Instagram/@eusaholiveira

Por Natália Eiras

Colaboração para Universa

15/01/2021 04h00

No documentário "Black is King", Beyoncé aparece com os fios trançados em diversos estilos e penteados. O look, muito importante dentro da comunidade afro, une ancestralidade, estilo e praticidade. E, de acordo com o Pinterest, deve bombar em 2021. O relatório de previsão de tendências da plataforma, o Pinterest Predicts, apontou as tranças sintéticas como uma das tendências de beleza deste ano. Segundo o levantamento, houve um aumento de 145% nas buscas globais por estilos de penteado. Isto porque, com diversas possibilidades de amarrações e coques, as tranças combinam com a busca por um visual com significado e, de quebra, mais prático.

No Brasil, as tranças são as favoritas de crespas e cacheadas para os dias mais quentes do ano. "Você acorda pronta, então costuma ser uma preferência para quem vai viajar, já que não é preciso ficar se preocupando com o cabelo", afirma Paula Rebata, trancista do Divina Afro Hairstyle, de São Paulo. Por isso, em janeiro e fevereiro, meses em que as pessoas costumam dar uma escapada para a praia, é comum as mulheres quererem trançar os cabelos.

Está pensando em fazer o mesmo? Veja 5 coisas que você deve saber antes de aderir ao visual:

1.Existem muitos tipos de materiais e estilos

Há uma grande diversidade de materiais que podem ser usados para criar as tranças, assim como estilos e acabamentos. Você pode escolher entre dois tipos: as soltas, em que as tranças começam perto do couro, e as enraizadas, que são embutidas. E, dentro disso, há uma grande diversidade de subestilos. "Os mais comuns são o box braids, que são as tranças soltas; a Trança de Gana, que é embutida bem fininha; e a Fulani, enraizada e feita de trás para frente", explica a trancista.

Em relação ao material, o mais usado é o jumbo, um fio sintético que é muito semelhante ao cabelo natural, mas mais brilhante. "Há também materiais mais leves, como o fio de seda, o panamá e até a lã", fala.

E, assim como dá para escolher o comprimento do seu cabelo por conta da extensão dos fios sintéticos, é possível também apostar em tranças coloridas e curtir um visual descolado sem precisar descolorir os fios naturais. Assim, pesquise e converse com a trancista sobre os estilos.

trança solta colorida - Reprodução/Instagram/@ericaimenes - Reprodução/Instagram/@ericaimenes
É possível adotar tonalidades diferentes de cabelo sem precisar descolorir ou tonalizar os fios
Imagem: Reprodução/Instagram/@ericaimenes

trança solta  - Reprodução/Instagram/@todecrespa - Reprodução/Instagram/@todecrespa
O jumbo é o material favorito das adeptas por ele ser muito semelhante ao cabelo natural
Imagem: Reprodução/Instagram/@todecrespa

2.É preciso cuidar dos fios antes de ir ao salão

Cabelos cacheados e crespos são naturalmente mais secos. Assim, um cronograma capilar costuma ser familiar para as mulheres que têm essa textura dos fios. Porém, antes de apostar em tranças sintéticas, é importante que você invista ainda mais na hidratação do seu cabelo natural.

"A trança pode durar até três meses. Durante este tempo, não se pode passar creme no cabelo. Serão meses em que seus fios vão ficar sem hidratação", explica Paula Rebata. "Por isso, é importante que ele esteja bem hidratado antes de ser trançado. Para que, ao tirar as extensões, ele ainda esteja sadio." E, assim que desfizer o penteado, retorne ao cronograma capilar.

trança solta jumbo  - Reprodução/Instagram/@cunegundesanna - Reprodução/Instagram/@cunegundesanna
O cabelo precisa estar hidratado e você tem que ter tempo: o processo pode demorar até 12 horas
Imagem: Reprodução/Instagram/@cunegundesanna

trança fulani  - Reprodução/Instagram/@baddiesantana - Reprodução/Instagram/@baddiesantana
Juliana Santana optou pela trança do estilo Fulani, bem fina e enraizada 
Imagem: Reprodução/Instagram/@baddiesantana

3.Você vai passar o dia no salão — e talvez sentir um pouco de dor

Trançar o cabelo é um trabalho manual e de paciência. Da trancista e da cliente. "Pode demorar de meia hora até 12 horas, dependendo do tipo e quantidade de tranças", diz Paula. Nada de ser esbaforida e marcar um monte de coisa no mesmo dia. Além disso, pode ser que você sinta um pouco de dor enquanto faz e após sair do salão. "Mas isso vai depender da mão da trancista e da sensibilidade do couro cabeludo."

trança enraizada - Reprodução/Instagram/@ritacarreira - Reprodução/Instagram/@ritacarreira
Rita Carreira usa tranças enraizadas. Por conta da facilidade, o visual é um dos favoritos para os dias de férias
Imagem: Reprodução/Instagram/@ritacarreira

trança solta fade - Reprodução/Instagram/@carlalemos - Reprodução/Instagram/@carlalemos
Um dos termos mais procurados no Pinterest, a trança fade começa mais grossa e termina mais fininha
Imagem: Reprodução/Instagram/@carlalemos

4.A manutenção depende da textura do cabelo

Um dos atrativos da trança sintética é o fato de que ela, teoricamente, precisa de pouca manutenção para se manter bonita e pode durar até três meses. Paula Rebata afirma, no entanto, que isso vai depender da textura do

seu fio. "A trança foi feita para cabelos crespos, cujo formato segura por mais tempo o material. Quanto menos crespo for o seu fio, menos a trança vai durar, já que a fibra sintética vai escorregando." Outros fatores determinantes serão quanto o seu cabelo cresce em um mês e o estilo escolhido. "A enraizada, por exemplo, pode precisar de manutenção a cada 15 dias. No caso da solta, há a possibilidade de refazer apenas na frente e não no cabelo todo."

trança gana - Reprodução/Instagram/@nuneslaryssa - Reprodução/Instagram/@nuneslaryssa
Laryssa Nunes usa trança do estilo Gana, que começa fina e, ao longo da extensão, vai ficando mais grossa
Imagem: Reprodução/Instagram/@nuneslaryssa

5.Existe uma forma específica para se lavar o cabelo

Não, o cabelo trançado não tem mau cheiro. E, sim, é possível lavá-lo. Mas não como estamos acostumados a lavar o cabelo natural. "Não é indicado colocar shampoo ou condicionador puro porque o produto pode deixar resíduos dentro da trança, causando mau cheiro e até apodrecendo o cabelo natural", diz Paula Rebata. Por isso, o método indicado é diluir o shampoo na água e usar um borrifador. "Jogue esse produto diluído na raiz do cabelo e, quando fizer espuma, enxágue com a cabeça toda embaixo da água. A espuma vai descer e lavar as tranças sem que se acumule produto."

Beleza