PUBLICIDADE

Topo

Universa

Lanche nos hospitais e corrida por doações: influencer de Manaus pede ajuda

Luiza Souto

De Universa

15/01/2021 14h28Atualizada em 15/01/2021 16h19

Num relato emocionante em seu perfil no Instagram, a influenciadora amazonense Bárbara Campbell, 22, afirmou que a situação em Manaus é catastrófica e ninguém sabe o que fazer. Por causa da crise provocada pela Covid-19, a cidade está em colapso sanitário e enfrenta problemas graves como falta vagas em UTI e insuficiência de cilindros de oxigênio.

Para tentar amenizar a situação, Bárbara criou uma campanha de arrecadação junto a amigas para montar lanches para profissionais da saúde e acompanhantes nos hospitais. Ela conta que algumas empresas também doaram material, além de álcool em gel e máscaras.

A meta é conseguir entregar 200 kits por hospital nesta sexta. "Temos poucas pessoas para ajudar. A meta é levar mais de acordo com a necessidade de cada um." Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com ela no celular (92) 99485-9370.

Bárbara arrecada alimentos para fazer lanches para profissionais da saúde em Manaus - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Bárbara arrecada alimentos para fazer lanches para profissionais da saúde em Manaus
Imagem: Reprodução/Instagram

"Um cilindro de 5 litros custa R$ 4.000"

A influenciadora Beatriz Araújo também está recebendo doações para compra de cilindros e insumos. "Os hospitais estão com falta de produtos muito básicos", conta. Mas o problema maior, ela frisa, é justamente a falta de cilindros de oxigênio. Para não ficar parada, reuniu amigos e o grupo passou a madrugada coletando os equipamentos vazios dos hospitais e levando para distribuidoras e fábricas para enchê-los.

"Um cilindro cheio de 5 litros estava R$ 4.000. Vale mais a pena pegar os vazios e encher", ela justifica. Na noite desta quinta, seu grupo de amigos conseguiu a doação de sete cilindros e ainda compraram mais um, por R$ 3.500. "Além disso conseguimos encher dez cilindros e distribuímos entre os SPA (Serviço de Pronto Atendimento) e maternidades que estão precisando mais por causa dos bebês prematuros", afirma.

O problema é que tem cilindro que dura 30 minutos, então isso não acaba nunca. É um desespero. Beatriz Araújo

Quem quiser ajudar, pode contatar Beatriz no telefone (92) 99424-8060. Ela recebe doações mas também passa uma lista de fornecedores de cilindros de oxigênio caso o interessado prefira contratar diretamente das empresas.

Influenciadoras e empresas se unem para receber doações para Manaus - Reprodução - Reprodução
Influenciadoras e empresas se unem para receber doações para Manaus
Imagem: Reprodução

Campanha "SOS AM"

Seis instituições que atuam na região pela causa de pessoas em situação de vulnerabilidade social também se uniram para ajudar o estado e criaram a campanha "SOS AM". O pedido de socorro, publicado nas redes nesta quinta, viralizou e em 24h conseguiram até parceria com uma companhia aérea para transportar os cilindros que conseguiram comprar.

Enquanto falava com a reportagem por telefone, um dos responsáveis pela campanha, Yves Mavignier, fechava uma doação de um aparelho que funciona como um respirador mecânico chamado BiPAP. "Aqui falta tudo. Precisamos não somente de cilindros de oxigênio. Mas agora precisarei desligar porque uma companhia aérea acabou de mandar mensagem dizendo que vão trazer os cilindros que compramos", se despede ele da reportagem.

O "SOS AM" divulgou os PIX para quem quiser fazer a doação para as entidades vinculada à campanha. Informações podem ser obtidas por meio dos telefones (92) 98134-0832 e (92) 98157-8588.

Universa