PUBLICIDADE

Topo

"Inadequada": por que uma foto dela com livros foi alvo de falas machistas?

Gabi Barbosa, do @umacertagabi, recebeu comentários machistas em foto republicada por livraria - Reprodução/Instagram
Gabi Barbosa, do @umacertagabi, recebeu comentários machistas em foto republicada por livraria Imagem: Reprodução/Instagram

Nathália Geraldo

De Universa

10/01/2021 13h59Atualizada em 10/01/2021 16h44

Gabi Barbosa, a @umacertagabi, é uma produtora de conteúdo para a internet que dá dicas de livros, priorizando os escritos por mulheres. No Instagram, ela tem 15 mil seguidores, a "esmagadora maioria" são outras mulheres, que acompanham fotos de capas de livro, do seu próprio cotidiano e as legendas em que resume as impressões sobre cada leitura que faz.

Mas, uma foto sua alcançando os livros nas prateleiras mais altas de sua casa virou alvo de comentários machistas, com conotação sexual, na rede social. Gabi teve o registro compartilhado no feed de uma livraria, e recebeu mensagens de homens dizendo que a foto era "inadequada" e fazendo perguntas com referência ao corpo de Gabi, que não era o assunto da publicação. "Qual é o título das pernas?", escreveu um deles.

"Fiquei impactada, não esperava ler aquilo. Um deles falou que era inadequada, e eu fiquei muito chateada, porque a foto não tem nada demais", disse Gabi, que também é mestra em Comunicação pela PUC Minas.

A foto de Gabi permanece no perfil da livraria, que apagou os comentários machistas. Ela, no entanto, printou as mensagens e publicou em sua conta no Twitter, onde recebeu mais mensagens que a objetificam. "Centralizou a bunda e reclamou", escreveu um usuário.

Na rede social, a produtora de conteúdo contou com apoio de outras mulheres. "E quer que você faça o que? Remova cirurgicamente a bunda? Nunca mostre as costas em momento algum e passe a andar encostada na parede, apenas de lado?", disse uma. "Os caras conseguem sexualizar uma foto de uma mulher subindo uma escada para pegar um livro", escreveu outra usuária. "Homens são engraçados. Fotos são 'inadequadas' - quando nitidamente não tem nada demais, nada em excesso, mas os comentários que fazem são superadequados e necessários, né?", comentou mais uma seguidora.

O que tem de 'inadequado' nesta foto?

"O homem que disse que era 'inadequada' tentou explicar que ali era um Instagram de uma livraria, e que não dava para ler a lombada com o nome dos livros", explica a produtora de conteúdo. Como resposta às mensagens, seguidores de Gabi deixaram comentários positivos na publicação, elogiando a organização dos livros e a qualidade do conteúdo da jovem sobre literatura.

Ela afirma que já havia sido alvo de abordagens inconvenientes de homens no próprio Instagram. "Sempre tem um que pede o telefone por DM", considerando que, de alguma forma, as mulheres que passam por essas situações na internet acabam naturalizando a atitude machista. "Quando a gente fica exposta na internet, acaba esperando alguns comentários desse tipo. Esperamos, mas quando chega, não bate certo."

O assédio a mulheres nas redes sociais

gabi - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Foto publicada no perfil de Gabi e compartilhada por Instagram de livraria foi alvo de comentários machistas
Imagem: Reprodução/Instagram

No @umacertagabi, ela conta que a maioria do público é feminino. Lá, criou uma "bolha" onde se sente à vontade para divulgar o trabalho e publicar registros que são visualizados por quem se identifica com seu estilo de vida.

"Já tinha vivido isso, mas não de um jeito que tivesse recebido tanta visualização. E a internet já é um espaço tão hostil. que se a gente falar o tempo todo sobre episódios de assédio, as pessoas vão ficar desconfortáveis. E eu tento fazer com que meu perfil seja um lugar acolhedor."

Além de compartilhar conhecimento sobre livros no Twitter e no Instagram, Gabi Barbosa produz o Podcast 'Uma leitura toda sua;', no Spotify, em que comenta títulos literários, sobretudo os escritos por mulheres.