PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

8 resoluções que todo casal deveria tomar em 2021 para se relacionar melhor

2020 foi uma prova de fogo para muitos casais. 2021 pode ser uma ano de compreensão e evolução - Prostock-Studio
2020 foi uma prova de fogo para muitos casais. 2021 pode ser uma ano de compreensão e evolução Imagem: Prostock-Studio

Heloisa Noronha

Colaboração para Universa

04/01/2021 04h00

Se, por conta da pandemia e do distanciamento social 2020 foi uma prova de fogo para muitos casais, o ano que se inicia pode ser uma chance de fazer tudo de uma forma diferente ou, no mínimo, adotar certas mudanças no relacionamento para que as coisas fluam de modo mais leve.

Universa conversou com psicólogos e terapeutas de casal e compilou as principais dicas em uma lista com 8 sugestões de resoluções. Leia a seguir:

1. Não deixar de lado suas individualidades
Casais que têm filhos costumam levá-los em conta em todas as decisões do cardápio do jantar às compras da família. Porém, alguns pares são tão centrados nos cuidados e assuntos envolvendo as crianças que acabam focando 100% de sua energia neles, negligenciando a própria relação a dois. É importante entender que valorizar a intimidade e o tempo apenas para o casal não é sinônimo de descuido com a prole. É preciso se esforçar para dividir bem os papéis de mãe e pai e de mulher e homem.

2. Evitar se relacionar através de críticas, ironias e trocas de farpas
Há casais que parecem que só conseguem interagir de fato se estão em meio a algum conflito ou rixa. Alguns até usam apelidos pejorativos e palavras grosseiras. Se esse é o seu caso, saiba que o sexo de reconciliação é bom, sim, mas viver às turras no dia a dia desgasta a relação e pode levar os dois a se afastarem. Esse comportamento muitas vezes é uma forma de extravasar ressentimentos, raiva acumulada e necessidades não atendidas, mas o melhor a fazer para se entenderem bem em 2021 é investirem no diálogo e resolverem as pendências.

3. Abandonar a crença de que a rotina sempre mata o relacionamento
Bem dosada, ela funciona como um porto seguro para a relação. A rotina ajuda a promover uma sensação de segurança e confiança na vida a dois, além de driblar o estresse do cotidiano. É necessária, inclusive, para o casal ter tempo de qualidade juntos, compartilhar planos e lutar por objetivos. O que corrói uma relação, na verdade, são fatores como problemas financeiros, diálogo truncado, competição, ciúme, etc.

4. Abrir o jogo se o sexo ficar morno ou mecânico
É a melhor medida a tomar, em vez de empurrar a questão com a barriga. Todo relacionamento, em especial os de longa data, atravessam momentos "mais ou menos" na cama, sob as mas diversas circunstâncias. O que faz a diferença é a forma com que lidam com isso. Conversar e até questionar sobre o que acontece permite que os dois, unidos, encontrem soluções ou até percebam que a fase mais morninha é natural e não exige maiores preocupações.

5. Apostar no modo "fofinho" antes de dormir
Façam o pacto de evitarem assuntos chatos ou inquietantes - divergências familiares, boletos atrasados, perrengues profissionais - à noite. O ideal é assistirem a algum programa divertido juntos, relaxarem, ficarem abraçadinhos relaxando e, em meio a tudo isso, aumentarem o nível de intimidade e cumplicidade.

6. Não descontar a irritação um no outro
O ano de 2020 não foi nada fácil e, provavelmente, 2021 também será desafiador. Muita gente está com os nervos à flor da pele e, nessas condições, qualquer coisinha vira um motivo para extravasar as emoções agitadas e soltar os cachorros em cima do par. Por mais que o outro seja compreensivo e releve o momento de descontrole, agir assim com uma certa frequência vai provocando fissuras na relação a dois. Afinal de contas, ninguém deve ocupar a função de saco de pancadas alheio. Contar até dez ou mil, ouvir música, meditar, ler um livro ou tomar um banho relaxante, entre outras atividades, ajudam a manter os ânimos bem tranquilos.

7. Fazer planos para o futuro
OK, o contexto não parece nada propício para isso. Mas, na verdade, se pararmos para pensar racionalmente, a vida é dinâmica e incerta o tempo todo, certo? E sonhar é de graça, então por que não idealizar uma viagem gostosa na fase pós-vacina, a compra de um carro novo ou a reforma do apê? Traçar planos a dois fortalece a cumplicidade e dá gás novo para os imprevistos do dia a dia.

8. Agendar o sexo
Sim, isso mesmo! Parece um tanto burocrático e frio, mas marcar dia e horário para transar é uma estratégia para valorizar a vida sexual como ela merece. Com o par ao lado, disponível, a tendência é adiar o sexo para outro dia. Preguiça, cansaço e sono, entre outros fatores, contribuem para essa prorrogação. Se não transamos hoje, podemos transar amanhã ou depois e assim vai... Investir no sexting é uma medida saudável para planejar um momento quente e especial, ainda mais porque as sensações relacionadas à antecipação do que vai acontecer já funcionam como um potente afrodisíaco.


Fontes consultadas: Carmen Cerqueira Cesar, psicoterapeuta e terapeuta de casais, de São Paulo (SP); Elizabeth Monteiro, psicóloga e psicopedagoga, autora dos livros "Criando Filhos em Tempos Difíceis" e "Criando Adolescentes em Tempos Difíceis" (Summus Editorial); Priscila Junqueira, psicóloga especialista em Sexologia pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo); Raquel Fernandes Marques, psicóloga da Clínica Anime, em São Paulo (SP); Regina França, terapeuta de casal e família de São Paulo (SP), e Triana Portal, psicóloga clínica e terapeuta de casal, de São Paulo (SP).

Relacionamentos