PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Como Marquezine: famosas que não têm vergonha de usar e falar de vibradores

Como Bruna Marquezine, atrizes como Ingrid Guimarães e Angelica falam abertamente sobre uso do vibrador - João Viegas
Como Bruna Marquezine, atrizes como Ingrid Guimarães e Angelica falam abertamente sobre uso do vibrador Imagem: João Viegas

De Universa

13/12/2020 13h27

Em entrevista ao O Globo, atriz Bruna Marquezine, 25, disse que não teve a pretensão de iniciar um relacionamento em plena pandemia e que não transa só pelo prazer. "Se for por isso, tem outras maneiras de se satisfazer sozinha. Não consigo banalizar. Escuto muito isso: "Ser solteiro está foda!". Eu falo: "Gente, estamos em 2020, ninguém tem um vibrador?".

A artista não é a única a falar abertamente sobre o sex toy. Em entrevista recente a Universa, a apresentadora Angelica, 46, disse que o vibrador pode ser um algo a mais no autoconhecimento da mulher, e no conhecimento do homem com você. "E hoje a mulher está tendo muito mais voz para exigir prazer", diz ela ao comentar o uso de brinquedos sexuais.

Estrela dos filmes "De Pernas Pro Ar", Ingrid Guimarães ainda recomendou em entrevista: "Não dê joias, dê um desses". E nas suas redes, a atriz Fernanda Paes Leme chegou a lamentar que seu vibrador havia quebrado.

Por causa dessa fala, inclusive, o secretário especial de Cultura Mario Frias se deu ao trabalho de dizer que a atriz teria uma "vida muito solitária" pelo fato de ela usar vibrador. A artista, em resposta, disse que o secretário é um "macho fragilizado e limitado".

A atriz Carolina Dieckman, inclusive, falou a Universa do preconceito contra mulheres que usam o sex toy: "O que está deturpado não é o uso do vibrador, quem usa. Cada um faz o que quer. Usa o que quer. O erro é achar que a gente pode julgar o outro e ficar classificando o outro: 'Ah, não, quem usa vibrador então é puta'".

Escolha os melhores vibradores

E para quem resolveu comprar o seu primeiro vibrador ou quer adquirir outro, Universa tem aqui uma lista de dicas para se chegar à melhor escolha. São brinquedinhos eróticos de todos os preços e estilos como o Kegel Rejuve, da Climaxx (R$ 469,90), com vibrações intensas, o que facilita o orgasmo. Além disso é hi-tech: tem uma tecnologia com sensores, que são ativados junto ao aplicativo do vibrador, e te ajuda a fazer exercícios de pompoarismo, que são responsáveis por fortalecer a musculatura pélvica e dar prazer.

Kegel Rejuve - Divulgação - Divulgação
Kegel rejuve
Imagem: Divulgação

Originalmente pensado para estimular a próstata, o Plug Solstice, Climaxx (R$ 369,90) se mostrou versátil, e as mulheres passaram a usar como vibrador clitoriano ou estimulados de ponto G. Também pode ser usado no seu ânus (por que não?) durante a penetração para ajudar no caminho para o orgasmo.

Plug Solstice - Divulgação - Divulgação
Plug soltice
Imagem: Divulgação

Tem ainda o Rotativo, Erotique.se (R$162,90), uma variação do clássico rabbit (lembra de "Sex and the City"?) que acabou influenciando um monte de fabricantes a fazer cada vez mais funcionais. Obrigada, coelhinho! Este tem "apenas" 36 funções - rotação na ponta, estimulador de ponto G e ainda o estimulador de clitóris.

Rotativo - Divulgação - Divulgação
Sex toys - Vibrador Rotativo Ponto G
Imagem: Divulgação

E pensando numa opção mais barata, o Bullet, Erotique.se custa R$ 13,90 e é um clássico e super indicado para quem vai iniciar e se sente desconfortável com algo grande. Pode ser utilizado em diversas regiões do corpo para estimular o clitóris, seios, mamilos, vagina, períneo e ao redor do ânus, proporcionando orgasmos e mais orgasmos.

Bullet - divulgação - divulgação
Vullet vibrador
Imagem: divulgação

Caso se perca entre tantas opções, tenha em mente o que deseja: se é estimulação clitoriana, um brinquedo que excite o clitóris, mas também atenda ao pré-requisito "penetração", usar o aparelho no ânus, brincar a dois... Tudo isso é importante para você ter em casa um vibrador que atenda às suas expectativas, principalmente se for o primeiro da vida.

Sexo