PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Dulce Maria fala a Universa sobre primeira gravidez: "Realizando um sonho"

Dulce Maria fala sobre a primeira gravidez: "Sempre sonhei em construir uma família" - Reprodução / Instagram
Dulce Maria fala sobre a primeira gravidez: "Sempre sonhei em construir uma família" Imagem: Reprodução / Instagram

Ana Bardella

De Universa

17/11/2020 04h00

Dezembro deste ano é um mês cheio de significado para Dulce Maria. A cantora está completando 30 anos de carreira e, em comemoração, lançou a música 'Lo que ves no es lo que soy', que faz parte do álbum 'Origen', no qual resgata momentos importantes de sua trajetória artística, que teve início ainda na infância. No dia 6 de dezembro, Dulce completará 35 anos e a expectativa é de que realize, ainda em 2020, um dos seus maiores sonhos: o de ser mãe.

Casada desde o ano passado com Paco Álvarez e grávida de 8 meses, a atriz e cantora fala com exclusividade à Universa sobre as especificidades de vivenciar a primeira gestação durante a pandemia: "Está sendo complicado. Gosto de me dedicar cem por cento a tudo o que faço e esse é o projeto mais importante da minha vida", opina, relembrando que precisou parar as gravações da série 'Falsa Identidad' por estar no grupo de risco.

Outro projeto profissional do qual Dulce precisou abrir mão foi o tão sonhado reencontro da banda RBD, que realizará uma live no dia 26 de dezembro com apenas quatro dos seis integrantes da formação original, uma vez que ela e Alfonso Herrera não estarão presentes. À imprensa, Dulce garantiu que se o evento acontecesse em qualquer outra época, jamais negaria o convite. "É complicado por causa da gravidez, é desgastante. Não é que não quero estar, eu não posso", resumiu.

Enxoval online e horas de estudos

Dulce conta que tem tido dificuldade em montar o enxoval da filha. "Gostaria de poder escolher as suas coisas pessoalmente, mas não posso, tenho que me cuidar. Para uma mãe de primeira viagem isso é difícil. Você não sabe muita coisa. Eu nunca tive contato com esse universo e agora tudo é online", diz. Outro ponto negativo que a pandemia lhe trouxe foi a distância de parte da família.

É difícil não sentir a família toda fazendo parte da sua gravidez. Apesar disso, estou feliz. Vejo como um milagre uma bebê vir nesse momento. Acredito que ela veio na hora certa".

Quando questionada sobre o planejamento do parto, Dulce confessa que devora informações sobre o assunto. "Tenho estudado sobre tudo, passo horas buscando saber sobre cada detalhe. É um momento único", comenta. E fala também sobre dúvidas com relação à maternidade. "Tudo para mim é novo. Cada dia, cada semana, cada mês. Muitos perguntam o que eu pretendo fazer, como será quando ela nascer... Mas a verdade é que eu não sei ainda", afirma.

Um mundo com direitos iguais

A cantora relembra a euforia ao descobrir que está grávida de uma menina. "Sempre sonhei em construir uma família e hoje estou realizando esse sonho. Sem dúvidas, ela é uma guerreira. É uma bênção para mim", opina. Dulce fala ainda sobre o que espera para os próximos anos agora que está trazendo uma nova vida ao mundo.

Espero que ela encontre um mundo mais justo, com direitos iguais, com mais amor, empatia e compaixão. Acredito que podemos ser melhores a cada dia"

O fim da solidão

Um dos temas sobre os quais Dulce tem tratado em suas entrevistas e que também é abordado na última canção que lançou é a solidão que sentiu durante uma parte expressiva de sua carreira, em especial nos momentos em que emendava repetidas viagens ao redor do mundo para realização de shows. "Ao longo dos meus quase 30 anos de carreira, sempre valorizei cada momento que pude estar ao lado da minha família e dos meus amigos. Faltei em muitas festas e datas comemorativas e me ausentei às vezes até em momentos delicados e difíceis", reflete.

Porém, ela afirma que suas prioridades hoje são outras. "Com o tempo, vamos colocando certas coisas na frente de outras. A pandemia, por exemplo, fez muita gente olhar e valorizar mais o que tem". Sobre o período, ela conta que se cuida muito: "Só saí para gravar os últimos capítulos da série e quando preciso ir ao médico, sempre tomando todos os cuidados necessários. É preciso lembrar que muitas pessoas estão perdendo entes queridos. Temos que ter empatia", opinou.

Mães e filhos