PUBLICIDADE

Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Stalkeadas

Quem é a influencer brasileira que teve vídeo compartilhado por Viola Davis

Kamilla Albino, que no Instagram é @kamillaalbino, foi notada por famosas na rede social - Reprodução/Instagram
Kamilla Albino, que no Instagram é @kamillaalbino, foi notada por famosas na rede social Imagem: Reprodução/Instagram

Nathália Geraldo

De Universa

11/11/2020 04h00

Um vídeo de transição mostrando mais de dez penteados diferentes foi o suficiente para que a influenciadora Kamilla Albino ganhasse fãs jamais sonhados no Instagram. É que a jovem, de Campos dos Goytacazes, no interior do Rio de Janeiro, teve uma publicação na rede social sobre cabelos crespos compartilhada na conta da atriz Viola Davis — e levou o nome do Brasil a seguidores do mundo inteiro.

Só na conta de Davis, que publicou o material na segunda-feira, foram 760 mil visualizações. Antes, o material fez uma "escala" no perfil da atriz Taís Araújo, onde 80 mil pessoas já haviam curtido o que Kamilla produziu.

A influenciadora hoje tem quase 60 mil seguidores no Instagram. No vídeo, ela mexe o rosto e estala os dedos para trocar de penteado ao som de Michael Jackson e mostra a variedade de penteados para cabelo crespo: coquinhos laterais, black power solto, lenço segurando os fios, coque alto e rolinhos em toda a cabeça fazem parte das opções.

Assista:

A ideia era mostrar que quem tem fios 4C, como Kamilla, pode escolher algumas finalizações e penteados diferentes. A repercussão, no entanto, também fez com que a influenciadora reparasse na dificuldade que pessoas negras têm para ganharem reconhecimento do trabalho, em algumas condições.

Sucesso entre famosas

Tanto na publicação original como nas de Taís e de Viola, não faltaram elogios para a produtora de conteúdo, dos seguidores e das famosas. "Entrou uma sexta na minha terça só de ver a beleza e animação da Kamilla nesse vídeo", escreveu Taís Araújo. "Quando dizem que cabelo natural não é versátil...", compartilhou Davis.

Kamilla conta que estava só comendo um pãozinho de manhã quando viu a atriz internacional falar sobre ela.

Definitivamente, as definições de "É a patroa" foram devidamente atualizadas.

via GIPHY

"Quando a Taís compartilhou o vídeo, eu já surtei", brinca. "Saí correndo pelo meu apartamento, gritando, nem sei o que meus vizinhos pensaram. Aí, beleza. Ontem, eu saí de casa para comprar pão e não fiquei olhando o celular. Eu estava tomando café quando vi um monte de mensagem de amigos no celular, mandando energia boa! Quando abri, era da Viola Davis. Eu não conseguia falar uma palavra".

No Twitter, pessoas negras celebraram o alcance que Kamilla teve com a divulgação das famosas.

Reconhecimento do trabalho depois de "perrengues"

Kamilla conta que a repercussão a fez chorar por lembrar "os perrengues que passei e que passo para ser influenciadora". "Eu sou uma influenciadora digital que vem de uma cidade que é muito racista. Em qualquer lugar, existe uma dificuldade de uma pessoa preta ter reconhecimento profissional. Mas, em Campos, é complicado", comentou, em entrevista por telefone para Universa.

É como se eu precisasse que a Taís e a Viola Davis me notassem para que minha cidade pudesse me reconhecer.

No Twitter, ela comentou sobre o fato de não ser chamada para os eventos de marketing da cidade. "Me lembrei das tantas vezes que não fui nem lembrada na minha própria cidade pra trabalhar com marketing digital, parcerias, presença em eventos e esses jobs em geral, já que eles só chamam influencers brancas", reclama. "Quando é para acontecer, acontece".

Stalkeadas