PUBLICIDADE

Topo

"A beleza que enxergo no espelho hoje vem com garra", diz Xan Ravelli

De Universa

04/11/2020 15h09

Numa conversa sobre os caminhos da autoaceitação, durante a terceira edição do Universa Talks, a colunista Xan Ravelli relembrou situações de racismo pelas quais passou e como foi o processo de se entender e se amar.

Ao lado da maquiadora Fabi Gomes, também colunista de Universa, Xan conta, por exemplo, que quando apanhava na escola ou era chamada de nomes pejorativos, achava que o problema era com ela, e não entendia que tratava-se de preconceito contra sua cor.

"Estudei em escola particular a vida inteira, e era a única preta. E sempre fui crespa porque venho de um contexto familiar onde minha estética era muito respeitada. Ao mesmo tempo em que meus pais não me deram um letramento racial. Então, achava que os ataques que eu sofria eram contra mim", disse Xan

E se na época a influenciadora se calava. Hoje sente orgulho por sua filha, de 8 anos, conhecer seus direitos e lutar para que eles sejam respeitados. Ela também é mãe de um menino de 5 anos.

"Um dia, um colega de sala [da escola da filha] falou que ela tinha cor de cocô, e ela chamou o monitor e falou: 'tio, você chama a polícia, por favor, porque isso é racismo e racismo é crime?' Fui na escola e reforcei. E isso faz muita diferença, porque na minha época eu sofria calada, muito por não entender o que era isso."

"Este processo todo de autoaceitação e aprender que tudo aquilo não era direcionado a mim, mas vem de um contexto estrutural para me oprimir de todas as formas é muito gradual."

Xan ressaltou ainda que nesse processo de nos aceitar é importante para nós nos reconhecermos capazes, e nos enxergar para além da beleza quando, por exemplo, nos chamam de "linda". Ela frisa que não somos apenas isso.

Xan Ravelli sobre a construção da sua autoestima: "Veio depois de [ouvir] muito 'macaca', 'cabelo duro'."  - Mariana Pekin / UOL - Mariana Pekin / UOL
Xan Ravelli sobre a construção da sua autoestima: "Veio depois de [ouvir] muito 'macaca', 'cabelo duro'."
Imagem: Mariana Pekin / UOL

"A beleza que eu olho para o espelho e consigo enxergar hoje não vem de graça. Vem muito guerreada. Ela veio depois de muito 'macaca', 'cabelo duro'. Recebo [elogios] com muito amor. Mas é aquela história. Gosto de pontuar que a gente não é só isso."

A fala veio após Fabi Gomes ressaltar que se incomoda quando a questão da beleza e de como a gente se veste vem na frente do nosso intelecto:

"Ainda que qualquer foto que 'bombe' [no Instagram], olhe a quantidade de vezes que aparece a palavra "linda", "deusa" e "musa". A gente basicamente presta no mundo para ser linda. Parece que esses aspectos são os que vêm na frente, ainda que você queira se posicionar para outra coisa."

Outra questão levada pelas duas foi a tentativa de não usar mais sutiã, numa forma de aceitar mais o corpo e não tentar se enquadrar num padrão. Xan revelou que ainda não se sente confortável, principalmente por causa dos olhares. Já Fabi, que dormia de sutiã na adolescência, recentemente foi a uma festa sem a peça:

"É uma libertação tão grande. É tão gostoso."

A maquiadora Fabi Gomes falou sobre a falta de diversidade na moda - Mariana Pekin / UOL - Mariana Pekin / UOL
A maquiadora Fabi Gomes falou sobre a falta de diversidade na moda
Imagem: Mariana Pekin / UOL

Celebrada no meio da moda e beleza no Brasil, Fabi aproveitou para atentar para a falta de representatividade negra nessa área.

"Se é para ser diverso, tem que ser uma amostragem percentual do que está aí", afirma. "Se a gente encher o saco o tempo todo, vê mudança. Tem bastante trabalho a ser feito. Esse lugar precisa ser ocupado."

A transmissão do Universa Talks acontece ao vivo aqui em Universa e pelas nossas redes sociais: YouTube, Facebook e Twitter. O Instagram de Universa trará ainda os bastidores do evento.

Veja a programação completa do evento.

Universa Talks - Conversas sobre autoestima

Programação de 4 de novembro

10h
Discurso de abertura: Joice Berth.

10h30
A jornada do corpo gordo
Mediação: Maqui Nóbrega (colunista de Universa).
Convidadas: Alexandra Gurgel (fundadora do @movimentocorpolivre), Dani Lima (criadora de conteúdo), Marcela Kotait (nutricionista) e Flávia Durante (criadora da feira Pop Plus).

11h30
Cicatrizes: meu corpo, minha história
Discurso:
"Amor próprio é o novo sexy", com Letticia Munniz
Mediação: Dolores Orosco (editora-chefe de Universa).
Convidadas: Giulia Dias (modelo), Juliana Romano (criadora de conteúdo digital), Nina Gabriella (influenciadora digital) e Ana Paula Xongani (empresária e colunista de Universa).

12h30
A coisa mais moderna que existe nesta vida é envelhecer
Mediação: Silvia Ruiz (colunista do UOL).
Convidadas: Carolina Ferraz (atriz e apresentadora), Zezé Motta (atriz e cantora) e Rosana Hermann (jornalista).

13h30
Os caminhos da autoaceitação
Bate-bola entre as colunistas de Universa Xan Ravelli (colunista de Universa) e Fabi Gomes (maquiadora e colunista de Universa).

14h30
Movimentos que constroem a autoestima
Mediação: Débora Miranda (editora de Splash e colunista de Universa).
Convidadas: Yara Achoa (maratonista), Suelen Naraísa (surfista) e Ellen Valias (criadora do perfil @atletadepeso).