PUBLICIDADE

Topo

MT: mais mulheres denunciam homem por abuso sexual em entrevista de emprego

Fachada de delegacia da mulher, em Cuiabá; em funcionamento 24h por dia - Divulgação/Polícia Civil de Mato Grosso
Fachada de delegacia da mulher, em Cuiabá; em funcionamento 24h por dia Imagem: Divulgação/Polícia Civil de Mato Grosso

Aliny Gama

Colaboração para Universa

04/11/2020 18h32

Após uma jovem de 18 anos denunciar um empresário investigado por estupro praticado durante entrevista de emprego em Cuiabá, outras três mulheres procuraram a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá para relatar também que foram abusadas supostamente pelo homem ao procurarem uma vaga de emprego anunciada na internet.

A informação de que pelo menos quatro mulheres foram vítimas do homem foi divulgada hoje pela Polícia Civil de Mato Grosso.

O homem foi preso em flagrante pelo crime de estupro, no último dia 27, mas foi ouvido em audiência de custódia e liberado para responder pelo crime em liberdade. O nome dele não foi divulgado para preservar a identidade das vítimas e também em cumprimento a lei de abuso de autoridade, que proíbe agentes públicos de revelarem nomes de investigados de crimes.

A Polícia Civil de Mato Grosso informou que o inquérito sobre a prisão em flagrante do empresário está na fase final e deve ser encaminhado para a Justiça amanhã.

Agora, com as outras três denúncias, o empresário é também investigado pelos crimes de estupro, abuso sexual e importunação sexual.

A polícia disse que a quarta vítima do empresário procurou a delegacia da Mulher, na manhã de hoje, e já foi ouvida pelas autoridades policiais. "Diante dos novos registros, serão instaurados inquéritos na Delegacia da Mulher para apurar a conduta do suspeito", afirmou a Polícia Civil de Mato Grosso. .

O primeiro caso denunciado

Uma mulher de 18 anos procurou ajuda na Delegacia de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e Sexual de Cuiabá, no último dia 27, logo após ter conseguido se desvencilhar de um empresário que teria a atacado durante entrevista de emprego em uma loja localizada no bairro Jardim Leblon, em Cuiabá.

A jovem foi atraída ao local por anúncio de vaga publicado na internet feito por estabelecimento comercial. O proprietário investigado pelo crime foi preso em flagrante pela polícia, logo depois que a vítima procurou a polícia.

O homem tem passagem pela polícia por crime semelhante, ocorrido em 2010, segundo informou a Polícia Civil de Mato Grosso ao UOL. A polícia suspeita que ele tenha cometido o mesmo crime com outras mulheres, e pede que quem tiver passado por situação semelhante procure a Delegacia de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e Sexual de Cuiabá.

A vítima relatou à polícia que estava procurando emprego quando viu o anúncio de vaga para atendente de assistência técnica, na rede social da empresa, e entrou em contato para agendar entrevista. Logo, o proprietário pediu que ela fosse levar o currículo.

Ao chegar ao estabelecimento, segundo depoimento da jovem, o homem pediu que ela retornasse "com uma roupa mais adequada" para que ele e a gerente da loja visualizassem melhor sua aparência e entrevista ao cargo.

Precisando do emprego, a jovem retornou ainda no mesmo dia e se deparou com o proprietário sozinho na loja, que rapidamente fechou o estabelecimento e iniciou a série de abusos sexuais.