PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

Bruna Linzmeyer diz que chegou a lugar de respeito após assumir sexualidade

Bruna Linzmeyer e a namorada, Marta Supernova. - Reprodução/Instagram
Bruna Linzmeyer e a namorada, Marta Supernova. Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em Santos

01/11/2020 09h39

Bruna Linzmeyer, no ar com a reprise de "A Força do Querer", acredita que conquistou "um lugar de respeito" ao longo dos anos, depois de se assumir bissexual em 2016. Ela afirma que não é mais "tão xingada" quanto antes, mas diz que ainda sofre questionamentos sobre a orientação sexual.

"Acho que eu já conquistei um lugar de respeito, em que as pessoas não me xingam tanto quanto xingavam um tempo atrás. Ainda pipoca uma tentativa de me agredir, [de as pessoas] dizendo que duas mulheres se beijando não é normal. Você acha anormal duas mulheres juntas, se amando? Então não sei se quero ser normal", disse, em entrevista ao Gshow.

Ela disse ver com bons olhos o fato de existirem cada vez mais "caixinhas" dentro da comunidade não cisgênera e heteronormativa.

"É uma comunidade gigante. As pessoas dizem, 'daqui a pouco vai ter o alfabeto inteiro [dentro da sigla LGBTQ+], e eu digo, 'é, talvez sim, e talvez seja bom'. Quanto mais 'caixinhas' houver para as pessoas se identificarem... é tão confortável se sentir identificado", disse.

"Eu escolho todos os dias falar sobre isso, porque eu acho importante. Eu não tive isso quando eu tinha 15 anos, poderia ser legal ter tido. Fico feliz de ouvir que faz sentido.

Ela conta que o relacionamento com a DJ Marta Supernova vai de vento em popa, e ela contou que tem desenvolvido trabalhos com a parceira. "Escrevemos um roteiro de um curta, que vai ser feito em animação, está em fase de produção, e fala um pouco sobre essa ideia anormal, dessa potência que é ser 'anormal'", disse.

Diversidade