PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

Homens negros e gordos fazem corrente por autoestima após desfile da Fenty

Modelo contratado por Rihanna - Reprodução/SavagexFenty
Modelo contratado por Rihanna Imagem: Reprodução/SavagexFenty

De Universa, em São Paulo

03/10/2020 12h54

O desfile da Savage x Fenty, marca de lingeries da cantora Rihanna, colocou na passarela homens e mulheres de todos os tons de pele e tamanhos de corpo, mas o que chamou especial atenção, no Twitter, foi o destaque para homens negros e gordos.

Tudo começou quando o professor e ativista Jonas Di Andrade escreveu sobre o desfile, que ocorreu há dois dias, dizendo que Rihanna está fazendo "revolução" e que "só quem é negro e gordo consegue compreender o quanto isso é importante subjetivamente".

"Nunca tivemos nossos corpos estampados em marcas porque para lógica desse mercado não é vendível. Agora é o momento de mostrarmos que nossos corpos existem e resistem!", celebrou.

Na sequência, ele compartilhou uma foto dele ao lado do modelo que fez sucesso na apresentação, pedindo que outros homens negros e gordos também compartilhassem fotos suas.

"Digam o quanto são felizes com o corpo de vocês. Eu demorei anos para compreender o quanto meu é bonito e o quanto ele faz de mim quem eu sou".

A publicação recebeu respostas de outros homens, que desabafaram: "Tenho muito receio de postar foto do meu corpo ainda, mas estou mudando isso aos poucos".

Outro escreveu: "Sempre fiquei triste com meu corpo, porque quando se é negro e gordo as possibilidades de alguém gostar de ti é nula".

Diversidade