PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Cabelo orgânico: a solução para apliques naturais e em conta

A hair stylist Samanta Constantino  - Reprodução/Instagram
A hair stylist Samanta Constantino  Imagem: Reprodução/Instagram

Jéssica Arruda

Colaboração para Universa

01/10/2020 04h00

A baiana Anna Telles conheceu os apliques de cabelo artificial pela primeira vez na adolescência, quando conseguiu pagar R$ 30 para a vizinha cabeleireira colocar tranças sintéticas em seus fios naturais. Naquela época, há quase 20 anos, essas extensões mais pareciam cabelos de boneca.

Mesmo assim, Anna gostou do visual, e começou a coletar os fios descartados pela vizinha para fazer seus próprios apliques. "Meu cabelo era muito fino e o uso frequente de química tinha destruído os fios. Usar aplique levantou muito minha autoestima", conta.

Pegou tanta prática que acabou virando cabeleireira. Mas foi quando descobriu os cabelos orgânicos que percebeu que realmente poderia fazer diferença na vida de outras mulheres. "Com o cabelo orgânico, é possível ter um black com volume, cabelos cheios e ondulados com aparência natural", diz.

O que é cabelo orgânico?

cabelo orgânico - montagem 1 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Maleabilidade e aspecto natural são diferenciais dos cabelos orgânicos
Imagem: Reprodução/Instagram
Cabelo orgânico - montagem 2 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Os apliques ajudam a dar volume a cabelos muito finos
Imagem: Reprodução/Instagram

Apesar do nome, este tipo de aplique não é natural e nem necessariamente produzido de forma sustentável. Apliques orgânicos não são as antigas fibras sintéticas que parecem plástico, mas também não são fios verdadeiros. São fios fabricados à base de colágeno, que imita os fios naturais.

As fibras orgânicas trazem um movimento e uma textura muito semelhante ao do cabelo humano. "Além disso, elas não absorverem água e não pegam cheiro, como as sintéticas", explica o hair stylist Robson Trindade, de São Paulo. Diferentemente dos fios sintéticos, eles podem ser tingidos, hidratados e até submetidos ao secador, chapinha ou babyliss, já que resistem ao calor de até 180 graus.

Os fios orgânicos são, ainda, mais fáceis de comprar do que os naturais. É possível encontrá-los em e-commerce, em salões de beleza ou em lojas especializadas em muitas apresentações (há franjas, tranças, mechas de todas as cores e muita variedade de tipos e texturas). E são bem mais baratos: um rabo de cavalo natural pode custar até R$ 3 mil. O mesmo aplique em cabelo orgânico custa entre R$ 40 e R$ 120.

Elas aprovam

Diana Zambrozuski cabelo orgânico - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Cabelo orgânico da streamer Diana Zambrozuski: fios longos e com mais volume
Imagem: Arquivo pessoal

Os cabelos orgânicos podem ser usados como um acessório do dia a dia, com apliques rápidos feitos com tic tac, por exemplo, ou entrelaçado de forma mais definitiva.

Como têm aparência bem natural, esses apliques podem ajudar no processo de transição capilar. "É uma boa opção para não escovar os fios e deixar a parte crespa ou cacheada crescer naturalmente. Principalmente para quem tem cabelo com curvatura tipo 4, com padrões de ondas curtinhas que às vezes nem formam cachos. Usar cabelo orgânico é uma forma de passar por esta transição com mais tranquilidade e se achando linda", a cabeleireira paulistana Roseli Monteiro.

A streamer Diana Zambrozuski, por exemplo, usa extensões com cores vivas e longas para trazer mais volume aos fios. "Sempre quis ter cabelos cheios e compridos, mas tenho pouco cabelo e fios finos. Sem apliques, jamais chegaria nesse resultado", diz.

Técnicas e cuidados

Anna Telles cabelo orgânico - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Anna Telles: "Cabelo orgânico também se traduz em autoestima"
Imagem: Reprodução/Instagram

Existem diversas técnicas disponíveis para aplicar os cabelos orgânicos, como entrelaçamento com os fios naturais, a crochet braid, que trança os fios artificiais junto à raiz dos cabelos, e até a utilização de adesivo dupla face. A chamada lace wigs, um tipo de peruca com uma tela costurada fio a fio, também é comum, especialmente entre as famosas.

Hoje com três salões em Salvador, Anna Telles criou não só uma linha de produtos para cuidados com cabelos orgânicos, mas também uma nova técnica de aplicação, que ficou conhecida como enrolado 3D. "Desenvolvi esse processo pensando na recuperação do cabelo natural, já que esta técnica não agride o couro cabeludo, facilita a lavagem e permite o crescimento mais rápido dos fios", diz. Com manutenção feita a cada três meses, esse tipo de aplique pode durar até um ano.

Higienizar os cabelos ao menos duas vezes na semana (pode-se usar os mesmos produtos que se usa para o cabelo natural) e manter uma rotina de hidratação aumenta a durabilidade das extensões.

Mas, assim como acontece com qualquer tipo de aplique, é preciso cuidado para que não haja estragos no couro cabeludo ou nos fios. "Fios já submetidos à química podem quebrar com mais facilidade nos pontos de entrelace ou áreas de fixação do megahair ou aplique", explica a dermatologista Carla Nogueira da Mais Cabello. "Outro dano relacionado ao uso excessivo de implantes é a alopecia por tração, que pode gerar áreas onde não nascem mais cabelos", diz.

Beleza