PUBLICIDADE

Topo

PM do Rio é preso suspeito de matar a mulher e atirar nos sogros

O cabo da PM Leandro Alves Siqueira e a mulher, Priscilla da Veiga Freitas - Arquivo Pessoal
O cabo da PM Leandro Alves Siqueira e a mulher, Priscilla da Veiga Freitas Imagem: Arquivo Pessoal

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, do Rio

24/09/2020 18h44

Um policial militar foi preso em flagrante no bairro Zé Garoto, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, suspeito de feminicídio e de tentativa de homicídio contra os sogros. Na madrugada de ontem, Priscilla da Veiga Freitas, 31, teria sido morta a tiros pelo próprio marido, o cabo da PM Leandro Alves Siqueira, 37.

O cabo ainda é suspeito de atirar contra os sogros — Marcelo de Almeida, 43, e Valéria Vieira da Veiga, 54 — e, depois, tentou se suicidar. Os três foram levados para hospitais da região.

O crime aconteceu na casa da família. A Polícia Militar informou que a Corregedoria da corporação esteve no local e acompanha o caso. De acordo com as investigações, o policial militar, lotado no 7º BPM (São Gonçalo), teria usado a pistola para atirar contra a esposa após uma discussão. Ela morreu no local.

A tia de Priscilla, Veronica da Veiga, lamentou ao UOL a morte da sobrinha. "Só quero agradecer pelas palavras de carinho que estamos recebendo. Minha querida sobrinha se foi tão nova e cheia de vida. E ainda tem os pais dela, estamos orando pela melhora deles, para que eles saiam logo do hospital", disse a tia.

O policial militar e a mãe de Priscilla foram levados para o Hospital Estadual Alberto Torres e, segundo a Secretaria de Saúde, apresentam quadro de saúde estável. Já o pai da vítima foi levado ao Pronto-socorro Central de São Gonçalo. Ele também segue internado e está estável.

O enterro de Priscilla da Veiga aconteceu ontem a tarde, no Cemitério Municipal de São Gonçalo.

Preso em flagrante

Ao UOL, a Polícia Civil disse que os agentes estão apenas aguardando o agente receber alta para ser levado para a delegacia. Os pais da mulher prestarão depoimento após deixarem o hospital.

A Polícia Militar informou que a 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (Niterói) acompanha o caso.

Confira a nota na íntegra:

"A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, na madrugada desta quarta-feira (23/09), o 7ºBPM (São Gonçalo) foi acionado devido a uma ocorrência no bairro Zé Garoto, no município de São Gonçalo. No endereço indicado, equipe policial verificou que três pessoas feridas já haviam sido socorridas e uma estava em óbito. A área foi isolada para perícia. Uma das pessoas feridas trata-se de policial militar. Ele foi encaminhado para o Hospital Estadual Alberto Torres, onde permanece internado. A ocorrência está a cargo da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo. A Corregedoria da Polícia Militar, através da 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, também esteve no local do fato."