PUBLICIDADE

Topo

Mulheres inspiradoras

Beyoncé faz 39 anos: 6 momentos em que ela foi inspiração para as mulheres

Beyoncé veste figurino criado pela estilista Senegalesa Adama Paris - Reprodução/Instagram
Beyoncé veste figurino criado pela estilista Senegalesa Adama Paris Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

04/09/2020 16h25

Who run the world? Ela mesma, a aniversariante do dia: Beyoncé Knowles. No dia em que a cantora completa 39 anos, fãs ao redor do mundo prestam homenagens, fazem declarações de amor — e alguns cogitam que a data seja declarada como feriado internacional, por que não? Com 24 Grammys, 8 álbuns de estúdio e incontáveis performances memoráveis, ela merece todo tipo de aclamação. Para comemorar, elencamos seis momentos em que Beyoncé foi uma verdadeira inspiração para as mulheres.

1. Desde o início, foi contra a rivalidade feminina.

Natural do Texas, nos EUA, Beyoncé ficou famosa ao integrar o grupo Destiny's Child, cuja formação mais conhecida incluía as cantoras Kelly Rowland e Michelle Williams. Em 2003, após o rompimento do trio, lançou o primeiro álbum em carreira solo, Dangerously in Love. Apesar da separação, ela e as demais integrantes da banda nunca tiveram desentendimentos públicos algo, infelizmente, ainda comum entre mulheres na indústria do entretenimento. Kelly, em especial, segue muito próxima da cantora até hoje.

2. Beyoncé fez história com o álbum 'Lemonade'.

Lançado em 2016, 'Lemonade' passa longe de ter sido o seu primeiro álbum de sucesso, mas se tornou um dos mais aclamados pela crítica. Não apenas por tratar de temas emocionais profundos e ser um projeto audiovisual completo, contendo um clipe para cada faixa — mas também por abordar questões sociais, como violência policial e desigualdade racial. Para comemorar um ano de lançamento do álbum, a cantora anunciou o projeto 'Formation Scholars', um programa de bolsas de estudo voltado para jovens mulheres. A iniciativa visava incentivar a carreira de outras mulheres em áreas como música, literatura e estudos afro-americanos.

3. Ela pensou em uma linha de roupas sem gênero.

Em janeiro deste ano, a cantora iniciou a comercialização de uma coleção de roupas sem gênero pertencente à sua marca, Ivy Park. A coleção conta com sapatos, roupas e acessórios voltados para homens e mulheres, a maior parte deles nas cores marrom, laranja e creme.

adidas x IVY PARK E-comm takeover #adidasxIVYPARK

Uma publicação compartilhada por IVY PARK (@weareivypark) em

4. Escreveu, produziu e dirigiu 'Black Is King'.

Inspirado na narrativa de Rei Leão, 'Black is King' é um filme musical criado pela cantora para a plataforma Disney+. Na trama, o personagem Simba é um garoto negro que encontra, em seus ancestrais e na sua cultura de origem, a força para encarar os tempos atuais e para mudar o futuro. O filme foi elogiado principalmente por trazer representatividade para as crianças negras e resgatar elementos da cultura africana.

5. Lançou 'Black Parade' em suporte ao movimento Black Lives Matter.

Após a onda de protestos pela igualdade racial tomar força nos Estados Unidos, motivada pelo assassinato do norte-americano George Floyd, Beyoncé surpreendeu os fãs com uma nova canção no dia 19 de junho, quando se comemora a abolição da escravidão nos Estados Unidos -- data que, apesar de não ser feriado, é tida como um dia de luta pela igualdade no país. A composição, criada em parceria com mais sete músicos, traz diversas referências à cultura africana. Seu lançamento também veio acompanhado de uma ação social: na ocasião, Beyoncé anunciou também um projeto com o mesmo nome da canção para apoiar negócios comandados por pessoas negras.

5. Sempre prezou pela contratação de mulheres.

Em discurso recente, em uma formatura online, Beyoncé falou sobre machismo na indústria musical e incentivou jovens mulheres negras a se tornarem futuras líderes. Ela relembrou que não costumava ver negras sentadas em mesa de diretorias e então "teve que construir sua própria diretoria", reforçando o quanto a indústria do entretenimento é dominada por homens.

Para finalizar, Beyoncé reforçou como tenta driblar a predominância masculina em tudo o que pode: no comando de suas marcas, na gerência de sua empresa e na produção de suas tours.

Mulheres inspiradoras