PUBLICIDADE

Topo

Mari Alexandre lamenta cobrança estética: 'Te detonam por qualquer coisa'

Mari Alexandre: "Não é fácil, as pessoas cobram demais, pensam que estão nos anos 1990 ainda" - Reprodução/Instagram
Mari Alexandre: 'Não é fácil, as pessoas cobram demais, pensam que estão nos anos 1990 ainda' Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa, em São Paulo

30/07/2020 08h17

Mari Alexandre relatou a cobrança que sofre por questões estéticas e o sofrimento para tentar se encaixar num "modelo de perfeição", aos 46 anos. Na década de 1990, ela foi um símbolo sexual e capa da revista Playboy.

"Não é fácil, as pessoas cobram demais, pensam que estão nos anos 1990 ainda, que não podemos ter uma ruguinha sequer, nem um quilo a mais. Falam muito, te detonam por qualquer coisa. E eu me cansei disso", afirmou, em entrevista à Quem.

Mãe de Záion, 11, seu filho com o cantor Fábio Jr, Mari disse que, por causa dessa cobrança, deixou de se cuidar por algum tempo.

"Deixei rolar por um tempo e engordei, fiquei cheia de celulites, desencanei. Mas aí a minha autoestima me deu um chacoalhão e pensei: 'Não, quero ficar bem, entrar no meu jeans, me olhar no espelho e me enxergar como eu era novamente'", explicou, acrescentando que está fazendo tratamento estético.

Por causa da quarentena em decorrência do novo coronavírus, Mari contou ter ficado ansiosa, o que também a fez comer mais. Com acompanhamento médico, deu início a uma dieta e disse estar se "sentindo bem melhor".

Cuidados com o filho

Na entrevista, a atriz também falou sobre os cuidados com o filho e a dificuldade de adaptação ao ensino em casa.

"Confesso que foi bem difícil no início, tive várias conversas com a coordenadora da escola dele. Meu filho não estava se adaptando, queria até ir embora do país. Me pediu várias vezes: 'Mãe, vamos embora, quero passar um tempo longe da escola'. Mas expliquei para ele que a pandemia não era só aqui, que em todos os lugares estava dessa forma. Foi bem complicado", relembra.

Ela disse que, embora seja uma criança tranquila, o garoto sente falta dos amigos e que precisa estar sempre atenta para ver se ele cumpriu as tarefas escolares.

Autoestima