PUBLICIDADE

Topo

Nova política pode barrar entrada de pessoas trans em abrigos nos EUA

Do UOL, em São Paulo

21/07/2020 15h43

A Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos Estados Unidos (HUD na sigla em inglês) definiu uma série de regras que, na prática, pode fazer com que pessoas trans em situação de rua sejam enviadas para abrigos onde seriam tratadas por seu sexo biológico.

Segundo a regra, para que as pessoas em situação de rua possam ser direcionadas a um abrigo feminino ou masculino devem ser avaliadas características físicas como pelos faciais, altura e presença do pomo-de-adão. O documento foi divulgado pelo site Vox.

A regra anterior foi determinada durante o governo de Barack Obama e ordenava que as pessoas em situação de rua fossem direcionadas para abrigo de acordo com a sua identidade de gênero.

A nova regra do governo americano não impede a entrada de pessoas trans nos abrigos, mas por exemplo, uma mulher trans ou uma mulher cisgênero que não performe feminilidade poderiam ser direcionadas para abrigos masculinos.

Dados do Centro Nacional para a Igualdade mostram que uma em cada cinco pessoas trans que vivem nos Estados Unidos vão ficar desabrigadas em algum momento da vida.

Os números são ainda mais preocupantes quando se trata de pessoas trans negras. Segundo uma pesquisa de 2015 do Centro para Progresso Americano, 34% das pessoas trans negras estão em situação de extrema pobreza nos EUA. Em relação aos negros cisgênero, esse número cai para 9%.

Diversidade