PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Mari Bridi relembra depressão pós-parto e diz: Me vi perdida na multidão

Mariana Bridi e os filhos Valentim e Aurora; influenciadora relembrou depressão pós-parto - Reprodução / Instagram
Mariana Bridi e os filhos Valentim e Aurora; influenciadora relembrou depressão pós-parto Imagem: Reprodução / Instagram

De Universa, em São Paulo

16/07/2020 10h00

Mariana Bridi relembrou a depressão pós-parto pela qual passou após o nascimento de Valentim, 2, seu filho caçula. Além dele, a influenciadora também é mãe de Aurora, 5, de seu casamento com o ator Rafael Cardoso.

"Senti as experiências pós-parto do Tim (Valentim) e da Aurora de maneiras diferentes. A do Valentim foi muito mais difícil, por incrível que pareça, segundo filho, mas o meu baby blues virou uma depressão pós-parto (...) Foi se alongando até eu aceitar que precisava realmente de tratamento médico para isso", contou ela numa live no Instagram do Espaço Mundo Mãe, do site Gshow, ressaltando que poucas pessoas falam sobre o assunto.

"A minha questão não tem nem a ver com o Tim, tem gente que rejeita o bebê, eu não tinha problema nenhum com o Valentim, a questão não era essa. Eu me vi perdida no meio da multidão. E era muito louco porque eu estava ao mesmo tempo muito consciente, eu olhava para o Valentim e tinha total noção de que não tinha nada a ver com ele, que eu já amava incondicionalmente", explicou.

Recentemente, Mariana fez um longo desabafo sobre as críticas que recebeu após ganhar 22 quilos durante a gestação da filha. Segundo a influenciadora, os comentários vinham também de mulheres, que acreditavam que ela havia saído dos padrões para a "esposa de um ator de novela".

Na live, ela também abordou o assunto, destacando que o corpo é o "menor dos problemas" depois que a mulher dá à luz.

"Não é todo mundo que pare uma criança e um mês depois já está com o corpo igual, maravilhosa. A gente tem que entender que a grande maioria não é assim. Essa não é a realidade. O corpo acho que é o menor dos problemas", analisou.

"Acho que a gente tem que falar mais sobre a questão hormonal, do baby blues, de todas as coisas que acontecem pós-parto que são muito transformadoras e muitas vezes muito escuras, a gente fica num lugar muito difícil, muito sombrio e que as pessoas não conseguem exatamente entender", acrescentou.

Mães e filhos