PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Donos chamam de 'sexista' reabertura de salões de beleza no Reino Unido

"Não há razão para explicar por que tratamentos de sobrancelha representam uma ameaça maior do que aparar barbas" diz carta - iStock
"Não há razão para explicar por que tratamentos de sobrancelha representam uma ameaça maior do que aparar barbas" diz carta Imagem: iStock

De Universa, em São Paulo

13/07/2020 15h34

Proprietários de salões de beleza no Reino Unido estão criticando a política de reabertura do setor por criar regras diferentes para homens e mulheres.

Os salões foram autorizados a reabrir por lá a partir de hoje, assim como estúdios de tatuagem e bronzeamento. Apesar de ser uma boa notícia para os 41 mil estabelecimentos do tipo pelo país, eles ainda estão proibidos de executar serviços no rosto dos clientes.

Segundo o The Independent, a restrição foi imposta porque "tratamentos faciais são muito perigosos e aumentam o risco de espalhar a covid-19 entre trabalhadores e clientes". A lista de tratamentos autorizados, no entanto, inclui corte de barba e bigode, mas proíbe procedimentos como design de sobrancelhas — por isso, está sendo chamada de sexista.

O Beauty Guild, o maior órgão comercial do Reino Unido, que representa mais de 16 mil profissionais de beleza, escreveu uma carta aberta ao primeiro-ministro Boris Johnson, pedindo que reconsidere a lista de tratamentos permitidos.

"Embora seja compreensível que alguns tratamentos devam permanecer suspensos, não há razão científica para explicar por que tratamentos de sobrancelha representam uma ameaça maior do que aparar barbas" diz a carta.

A diretora do Beauty Guild, Rebecca Archer, explica que a maioria de seus profissionais são mulheres empresárias que tiveram dificuldades financeiras durante o lockdown. "A imposição de restrições desnecessárias a seus meios de subsistência é extremamente injusta", disse, acrescentando que as regras "favorecem as necessidades de cuidados dos homens em detrimento das mulheres".

Esteticistas argumentaram que as regras não fazem sentido em termos de proximidade com o cliente, já que você precisa estar tão perto de alguém para aparar a barba quanto para depilar as sobrancelhas, por exemplo. "Acho difícil acreditar que faça diferença se você está cortando cabelo, aparando barba, fazendo unhas ou tratamentos faciais", falou a profissional Katie White ao The Independent.

Beleza