PUBLICIDADE

Topo

Mulheres inspiradoras

'Por que tantas mulheres ainda não reconhecem seu valor?', diz Jolie

Angelina Jolie na prèmiere de "Malévola: Dona do Mal", na Itália - Tiziana FABI / AFP
Angelina Jolie na prèmiere de 'Malévola: Dona do Mal', na Itália Imagem: Tiziana FABI / AFP

De Universa, em São Paulo

09/07/2020 11h54

Angelina Jolie refletiu sobre os fatores sociais que ainda impedem as mulheres de alcançar seu verdadeiro potencial em evento para o National Democratic Institute, feito por videoconferência em meio à pandemia do coronavírus.

A atriz estava acompanhada da jornalista Mika Brzezinski e da ex-Secretária de Estado dos EUA Madeline Albright na conferência. Quando Mika perguntou sobre os efeitos do empoderamento de mulheres ao redor do mundo, Angelina questionou o que ainda falta para chegarmos lá.

"Quando falamos do valor que a mulher pode ter, é algo sobre o que precisamos realmente refletir. Por que será que tantas mulheres ainda não sabem do seu valor? O que foi feito conosco para que tenhamos tanta dificuldade de pensar assim?", disse.

A vencedora do Oscar citou violências sofridas pelas mulheres, como estupro e violência doméstica, e disse que estes problemas não são levados a sério em muitos lugares do mundo.

"Nós ainda temos que dizer, o tempo todo: 'Parem de nos machucar'. Ou, quando a violência acontece, temos que dizer: 'Por favor, responsabilize esta pessoa que me machucou'", refletiu.

'Construindo comunidades'

Tanto Angelina quanto Madeline Albright citaram muitas consequências positivas da liberação das mulheres deste tipo de opressão. A ex-Secretária de Estado frisou o papel de mulheres que "ocupam cargos públicos e fazem parte das tomadas de decisão mais importantes da sociedade".

A atriz, enquanto isso, citou a capacidade feminina de "construir comunidades", e elogiou as mulheres que conhece: "Elas são generosas por natureza, são cuidadoras, são pessoas fortes e inteligentes".

Mulheres inspiradoras