PUBLICIDADE

Topo

Maqui, Xan e Ana Canosa indicam filmes e série que podem ajudar na DR

As colunistas de Universa Xan Ravelli, Ana Canosa e Maqui Nóbrega falam de sexo e relacionamento - Divulgação/ Universa
As colunistas de Universa Xan Ravelli, Ana Canosa e Maqui Nóbrega falam de sexo e relacionamento Imagem: Divulgação/ Universa

Bárbara dos Anjos Lima

De Universa

08/07/2020 04h00

Conversas de casal são importantes por vários motivos: de resolver brigas a trazer ideias novas para juntos esquentar e melhorar o relacionamento, as DRs ajudam a aparar arestas e aumentar a sintonia entre casais.

Mas nem sempre é fácil puxar esse papo sem deixar um climão. Às vezes, por falta de tato ou brecha, uma conversa que poderia ser agradável vira uma briga, sem necessidade nenhuma. Para inspirar conversas mais saudáveis a dois, Universa pediu para três de suas novas colunistas indicações de séries e filmes para quem quer falar de sexo e relacionamento com o parceiro ou parceira.

Ana Canosa

A psicóloga, sexóloga e apresentadora do podcast Sexoterapia, é uma das novas colunistas de Universa. Em seus posts, que serão publicados às terças e quintas, vai falar de sexo e relacionamento. Aqui, traz dicas para quem quer inspiração para falar de sexo com o parceiro - tema, aliás, que será recorrente em seu blog:

Explicando... O sexo

A minissérie documental da Netflix explora diversos assuntos, nas diferentes temporadas. Uma delas, dedicada ao tema sexo tem 5 episódios, que abrem discussões sobre fantasias sexuais, atração,contraceptivos, fertilidade e parto. "Traz um mix interessante de informações científicas com depoimentos e curiosidades", afirma Ana Canosa. Disponível na Netflix.

The Affair

A série americana vencedora de 3 Globos de Ouro em 2015 foca no conflito de dois casais e seus casos extraconjugais. Mostra muito do que acontece quando pessoas casadas vivem o dilema do amor x desejo por outras pessoas. "É intensa e tenta desvelar a complexidade das emoções e a impermanência dos sentimentos" fala Ana que ainda destaca as cenas de nudez dos personagens homens. "Tem cenas de sexo nas quais em boa parte o corpo masculino aparece em evidência', diz. Disponível na Globoplay.

Eu, tu e ela

Série Eu tu e ela  - Divulgação - Divulgação
Para agitar a relação, o casal Jack e Emma contrata uma acompanhante. Esse é o mote da série indicada pela sexóloga
Imagem: Divulgação

A vida de casados de Jack (Greg Poehler) e Emma (Rachel Blanchard) muda quando decidem incluir Izzy (Priscilla Faia) no relacionamento. "A série é leve e divertida e mostra a realidade de um trisal" afirma Ana. Pode ser um bom começo de conversa para quem pensa em experientar esse formato de relacionamento. Disponível na Netflix


Xan Ravelli

Xan é o nome por trás do @SoulVaidosa, o primeiro canal do YouTube Brasil a unir os temas beleza e feminismo negro. No seu blog em Universa, sempre aos domingos, ela falará sobre beleza com propósito, identidade negra, relacionamento e maternidade. Confira suas indicações para quem quer conversar e repensar o relacionamento:

Pense como Eles

Comédia romântica de estilo clássico chamou a atenção de público e crítica por ter um elenco majoritariamente negro. Mostra um grupo de amigos que sofre quando as namoradas decidem seguir as dicas de um livro de autoajuda sobre como lidar com os homens nos relacionamentos. Xan indica, mesmo reconhecendo algumas falhas no roteiro: "Romance fofo, bem água com açúcar que como qualquer comédia romântica que eu conheço tem suas questões machistas. Mas tem representatividade, tem situações verdadeiras e engraçadas' diz. Disponível na Globoplay

Ela quer Tudo

DeWanda Wise Ela quer tudo - Divulgação - Divulgação
Série da Netflix é baseada em filme de Spike Lee e protagonizada por DeWanda Wise
Imagem: Divulgação

Releitura do filme do diretor americano Spike Lee, sobre uma mulher negra, pansexual e poligâmica e sua relação com três homens de estilos diferentes. "Não se espante se você se apaixonar por Nola Darling", diz Xan, sobre a personagem principal. "Confesso que gostei muito mais da primeira temporada que da segunda, mas é delicioso, sexy, provocativo" indica. Disponível na Netflix.

The L Word

Produção que me apresentou o amor, o sexo, o afeto, fora de um contexto heteronormativo. Revolucionou a TV no começo dos anos 2000 mostrando relacionamentos lésbicos "Um clássico que segue muito bem", afirma Xan. Disponível na Globoplay.


Maqui Nóbrega

A designer e produtora de conteúdo para internet, levanta a bandeira da "desromantização" para criar relacionamentos mais saudáveis, como explicou em seu primeiro post. Esse será o tema da sua coluna — e também a linha da sua indicação de filmes. Confira:

Newness

O filme conta a história de um jovem casal - Martin (Nicholas Hoult) e Gabi (Laia Costa) - que se conhece em um aplicativo de encontros e começa a namorar. Quando a crise chega ao relacionamento, eles resolvem abrir o namoro para ver saciar a vontade de transar com outras pessoas. Maqui indica justamente para quem quer propor um relacionamento aberto ou sondar o que o boy ou a gata acham do assunto. "No começo, eles participam ativamente dos dates e aventuras um do outro, mas com o tempo, o que era para ser só um teste, complica beeeem as coisas. "Se você for honesto comigo, nunca vai me perder", ela fala pra ele. Será?", provoca nossa colunista. Disponível na Netflix

Fleabag

Fleabag - Divulgação - Divulgação
Obra de Phoebe Waller-Bridge, Fleabag é série recomendada para pensar na vida
Imagem: Divulgação

A série inglesa foi a queridinha das premiações em 2019. Criada, escrita e interpretada por Phoebe Waller-Bridge, a série retrata a história de uma mulher moderna, independente e que está passando por um período difícil da vida. "É engraçada, te faz pensar, rir, chorar e refletir sobre a sua própria vida. Pra melhorar, rola um romance platônico com um padre, que é absolutamente tudo", diz Maqui. Disponível da Amazon Prime

Dating around

O reality show fez sucesso na versão americana e agora ganhou uma versão brasileira. Nele, uma pessoa vai em cinco dates diferentes e decide com quem terá um segundo date. "Eu sei que existe milhares de reality shows sobre encontros, mas esse é um pouco diferente. Primeiro porque os produtores buscaram pessoas que você normalmente não veria em um programa desse tipo, pessoas que nunca pensaram em participar de uma experiência assim. Segundo porque é um reality sem depoimentos, ou seja, o date é tudo o que você vê, a pessoa não explica porque está escolhendo aquela pessoa e não as outras", diz Maqui, que indica o programa para assistir e tentar adivinhar quem será o escolhido e, de quebra, relembrar o primeiro date do casal. Disponível na Netflix

Relacionamentos