PUBLICIDADE

Topo

'Ficar magra não é o ápice da vida', diz influencer de emagrecimento

A influencer Camila Monteiro - Reprodução/Instagram
A influencer Camila Monteiro Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa, em São Paulo

07/07/2020 08h12

Camila Monteiro divide sua jornada de emagrecimento nas redes sociais há anos, reunindo aos poucos uma multidão de seguidores que hoje ultrapassa 2,6 milhões no Instagram. Em entrevista à Quem, ela disse que quer mostrar às mulheres uma meta de visual realista, sem esconder o lado difícil do processo.

"A gente está acostumado a ver o antes e depois em que gordo está muito triste e magro está feliz, parece que a atingiu o ápice da vida. Por trás disso teve muita luta, dor, frustração, e isso não é muito bem relatado", comentou.

"O que me fez ter consciência é que eu sabia que não teria o corpo de uma musa fitness, e que está tudo bem não ter. Naquela época, era muita pressão para que eu emagrecesse e tivesse um corpo padrão, mas a minha história não me permite isso", continuou.

"Eu tinha que mostrar para as pessoas que o caminho não era aquele, de ter um corpo padrão, musculoso, abdômen trincado. É muito mais do que isso. Dá para você ser feliz respeitando a história que você tem, e cada pessoa tem uma bagagem", declarou ainda.

Críticas persistem

Ainda hoje, ela disse que perde seguidores quando posta fotos de biquíni, por exemplo, deixando à mostra "imperfeições" como excesso de pele, celulites e cicatrizes.

"Quando é uma mulher padrão usando um biquíni, as pessoas acham que é a coisa mais linda do mundo. Quando é uma pessoa gorda, fora dos padrões, é apelativo", ironizou Camila.

"É difícil a gente ver um comentário maldoso e simplesmente ignorar. As pessoas tinham a impressão que as ofensas acabariam quando eu ficasse magra. Hoje me ofendem por outras questões", contou.

"As pessoas usam a palavra 'gorda' como ofensa, mas é só um formato do corpo. Não tem que ser usado como palavrão. O que é gordo e magro para essas pessoas? É um questionamento que tem que ser aprofundado, porque vocês não têm noção do impacto que podem causar na imagem de uma pessoa", completou.

Autoestima