PUBLICIDADE

Topo

Autoestima

Se pesar todo dia de manhã, como Maria Beltrão, é recomendável?

Maria Beltrão, apresentadora do "Estúdio I", falou no Twitter sobre peso corporal na quarentena - Reprodução/Globo News
Maria Beltrão, apresentadora do "Estúdio I", falou no Twitter sobre peso corporal na quarentena Imagem: Reprodução/Globo News

Nathália Geraldo

De Universa

06/07/2020 17h00Atualizada em 06/07/2020 17h11

Acordar e, se possível, tirar o pijama, para então subir na balança que fica no quarto ou no banheiro. Se você já viveu ou ainda vive essa rotina, não está sozinho: a jornalista Maria Beltrão escreveu uma publicação no Twitter fazendo justamente uma "confissão de pandemia" sobre a prática. "Sou dessas que só se pesam de manhã, em jejum e sem roupa. Se bobear, até os óculos tiro".

O medo de engordar está no repertório emocional de muita gente, principalmente das mulheres, por conta da pressão estética que sofremos em sociedade. Durante o isolamento social, o controle do peso virou uma questão ainda maior. A dúvida, no entanto, é a mesma de sempre: se pesar todo dia é uma prática saudável?

Se pesar todo dia de manhã: o que se sabe sobre a prática

via GIPHY

A nutricionista especialista em saúde pública Joseane Bessa explica que se pesar logo após acordar pode resultar em um peso mais real, já que ao longo do dia, ele pode variar. "Quando nos pesamos de manhã estamos com o estômago vazio, menos inchados", diz. "Mas esse não é um peso estático. O nosso peso muda também ao longo do dia e do mês. Constipação, inchaço, período menstrual ou menopausa e até a ingestão hídrica são fatores que o alteram", diz. Acompanhar os ponteiros da balança diariamente, portanto, pode gerar uma preocupação desnecessária.

Flutuação de peso, recompensar ou chutar o pau da barraca

Segundo uma pesquisa realizada por estadunidenses e finlandenses, em 2014, o monitoramento do peso diário pode ser eficiente: ficaria mais fácil perceber que estamos engordando e agir logo para ajustar os hábitos, antes de ganhar muitos quilos sem perceber.

Mas o monitoramento obsessivo de quantos quilos pesamos pode ter impacto no comportamento e até mesmo na saúde física e mental daqueles que sobem na balança. "Tendemos a achar que podemos moldar o corpo conforme nossa vontade", afirma Joseane. "Se você viu que emagreceu, pode querer se recompensar comendo mais. Quem percebe que engordou pode abandonar os hábitos saudáveis e 'chutar o pau da barraca', já que não alcançou seu objetivo. Todo esse movimento gera ansiedade, baixa autoestima e piora a qualidade da alimentação."

Ok, mas quero saber se estou engordado ou emagrecendo. O que fazer?

Um artigo publicado pela Harvard Medical School avalia que focar na flutuação do peso todos os dias pode trazer "frustração" e gerar comportamentos compulsivos para perder peso. Ao mesmo tempo, para algumas pessoas, "manter um nível mais alto de consciência sobre pequenas mudanças de peso pode motivar a manter um estilo de vida saudável". Segundo o estudo, se pesar uma vez por semana pode ser mais saudável do que se pesar diariamente — tanto no aspecto físico, quanto no emocional.

Joseane considera que perceber outros critérios do corpo pode ser uma saída. "Para acompanhar o peso é melhor focar na mudança de hábito como um todo e acompanhar os benefícios da vida saudável, como aumento da disposição, melhora do sintoma da TPM, melhora da pele e do cabelo, por exemplo", afirma a nutricionista.

Autoestima