PUBLICIDADE

Topo

Política

Pastora trans será vice de Sâmia em pré-candidatura à prefeitura de SP

Reverenda Alexya Salvador (à esq.) é pré-candidata à vice-prefeitura de São Paulo, em chapa com Sâmia Bonfim (à dir.) - Reprodução/Facebook
Reverenda Alexya Salvador (à esq.) é pré-candidata à vice-prefeitura de São Paulo, em chapa com Sâmia Bonfim (à dir.) Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

06/07/2020 10h25

Sâmia Bonfim (PSOL) escolheu sua vice na pré-candidatura à prefeitura de São Paulo. A Reverenda Alexya Salvador, uma pastora evangélica transgênero que já foi candidata a deputada estadual pelo partido, foi a escolhida para disputar as prévias do PSOL, que acontecem nos próximos dias 18 e 19, ao lado de Sâmia.

No anúncio, a pré-candidata a prefeita elogiou sua colega de chapa: "Alexya é brilhante. Mulher, transfeminista, negra, mãe, professora, do PSOL, atuante na causa da adoção, vice-presidente da ABRAFH (Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas), membra do Coletivo Cristãos contra o Fascismo, teóloga e primeira reverenda com essas credenciais na América Latina. Uma mulher que vem das periferias com um trabalho fundamental e do qual muitas vezes a esquerda se mantém distante".

Sâmia vai disputar a candidatura do PSOL com o deputado estadual Carlos Gianazzi e o ex-candidato à presidência Guilherme Boulos, que escolheu Luiza Erundina como sua vice. A deputada disse, no Facebook, que sabe que sua chapa será "subestimada" dentro do partido.

"Sempre é assim. Até quando eu já era vereadora e me candidatei a deputada, muitos seguiam me tratando como 'menina'", lembrou. "Acabei tendo a maior votação da história do PSOL no estado e tenho plena consciência: o mérito não foi individual. Sou apenas umas das representações de um movimento coletivo e do ascenso da luta das mulheres"

"Alexya, praticamente sem nenhum dinheiro e sem tempo de TV, candidatou-se a deputada estadual em 2018 e surpreendeu a todos tendo uma votação enorme também. Tenho certeza de que nós duas podemos ajudar o PSOL a ter seu melhor resultado eleitoral e político em SP. Mais que isso, podemos representar a esperança em um novo projeto, em um programa que não negocie ou venda nossos direitos", disse ainda.

A Reverenda não é a única pré-candidata trans do PSOL no Brasil. No mês passado, a ativista e escritora Helena Vieira anunciou que disputaria a candidatura do partido à prefeitura de Fortaleza (CE).

Política