PUBLICIDADE

Topo

Qual a origem dos nomes dos signos? Deuses e mitos que estão por trás deles

Por que se usam nomes de animais? Especialista explica cada detalhe - Getty Images/iStockphoto
Por que se usam nomes de animais? Especialista explica cada detalhe Imagem: Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa

05/07/2020 04h00

Se você já se perguntou por que o signo de Áries tem esse nome ou por qual motivo Touro é Touro, saiba que a origem das nomenclaturas também tem a ver com os astros. Praticamente todos os signos receberam nomes de constelações.

"A astrologia é um conjunto de conhecimentos vindo de diferentes culturas - babilônios, egípcios e gregos. Diante dessa mistura, houve a criação do zodíaco, palavra que vem do grego e significa 'círculo de animais'. Eles usaram essa palavra para chamar o grande cinturão celeste que viam na época", explica a astróloga Yara Vieira, especialista do Astrocentro.

De acordo com ela, cada constelação recebeu o símbolo inspirado em um animal. "Todos os animais escolhidos tinham um mito que deu inspiração aos nomes dos signos", diz. A seguir, ela explica a origem do nome de cada representante do zodíaco.

Nomes dos signos e seus mitos

Áries

Na mitologia grega, Ino, a segunda esposa do rei Atamas (ou Atamante), planejava o assassinato de Frixo, um dos filhos do todo-poderoso. Frixo não morreu, pois sua verdadeira mãe (Nefele) enviou um carneiro com lã de ouro para salvá-lo. Posteriormente, o animal foi morto e sua lã, enterrada no pomar de Ares, o deus da guerra. Assim, surgiu o nome de Áries.

Touro

Segundo mito antigo, Zeus, o mais poderoso dos deuses, certa vez se transformou em um touro para atrair uma princesa que ele desejava. Assim, o bovino foi o animal escolhido para representar o signo dos nascidos entre 21 de abril e 20 de maio.

Gêmeos

Contam as lendas que dois filhos de Zeus, Castor e Pólux, se apaixonaram por garotas que já eram comprometidas. Para conquistá-las, decidiram travar um confronto com os rivais. Na hora do desafio, Castor morreu em combate. Seu irmão, tomado pela dor do luto, renunciou à própria vida, pedindo a Zeus para levá-lo. Em memória dos filhos e da amizade entre eles, Zeus criou a imagem de Gêmeos em uma constelação no céu.

Câncer

Em umas das doze batalhas travadas por Hércules, filho bastardo de Zeus, Hera (a esposa do pai) enviou um caranguejo para matá-lo. O crustáceo não venceu a batalha, mas foi reconhecidamente corajoso. Para homenagear a luta, o bicho recebeu uma constelação com seu formato. Em latim, Câncer quer dizer caranguejo - por isso o nome do signo.

Leão

Hércules também é o "responsável" pela nomenclatura do signo de Leão. Em outra batalha, o herói lutou contra um felino indomado e venceu a batalha - estrangulou o animal e fez um manto com a pele dele. Feliz com a vitória do filho, Zeus criou o desenho na forma leonina com estrelas no céu.

Virgem

A mitologia grega associa Virgo, a Virgem, à deusa Têmis, considerada a deusa da justiça. Cansada das tantas guerras travadas entre os homens, adoeceu. Quando voltou ao céu, recebeu como homenagem uma constelação, que derivou o surgimento do signo de Virgem.

Libra

A mesma deusa da justiça utilizava uma balança para pesar a alma dos homens quando eles precisavam passar deste mundo para o submundo ou o céu. Pelas lendas, a balança fazia referência ao prazer ou à dor eterna. Também em homenagem à deusa grega Têmis e ao valor desse julgamento, foi adotado tal símbolo, que hoje representa o signo de Libra.

Escorpião

A origem do nome de Escorpião tem a ver com Apolo, o deus grego das profecias, que tinha ciúmes da amizade de sua irmã gêmea Ártemis com o gigante Orion. Ele enviou um escorpião para morder e matar o inimigo. Em homenagem, Zeus criou uma constelação e, ao gigante, concedeu uma estrela para ser sempre lembrado.

Sagitário

Sagitário, por sua vez, ganhou essa nomenclatura por causa de um acontecimento inesperado. Acidentalmente, Hércules atingiu o mais sábio dos centauros com uma flecha. Chiron (ou Quíron), que perdeu a vida, era meio-homem, meio-cavalo. Por sua sabedoria, Zeus deu-lhe uma constelação.

Capricórnio

A história de Capricórnio está ligada à lenda da luta entre Pã, o deus da natureza, rebanhos e pastores, e o titã Tifão (ou Tífon). Pã era um sátiro, ou seja, metade homem e metade bode. Ele tentou fugir, atirando-se na água, mas só conseguiu transformar parte do corpo, pois a outra metade ficou para fora. Por isso, o signo é representado pelo mix de um carneiro com peixe.

Aquário

Diferente dos demais, a nomenclatura deste signo surgiu no Oriente Médio. Por lá, o mês de Aquário coincidia com o período de chuvas. Daí, vieram o nome e o símbolo, que é um homem virando um jarro de água.

Peixes

Tifão era conhecido por temer a água. Afrodite, a deusa grega do amor, e seu filho Eros, se transformavam em peixes para fugir da fúria do titã - assim como tentou o deus Pã. Atenas, a deusa da sabedoria, criou uma constelação em homenagem ao sucesso da fuga deles, o que originou o nome do signo.

Alto Astral